Meghan Markle tem dificuldade em seguir a vida “restrita e tradicional” da realeza, afirma biógrafa: “Seria bom se aceitasse mais conselhos”

Se ajustar à vida na realeza não é fácil, e Meghan Markle está sentindo na pele as dificuldades de se adaptar à nova família diante do olhar observador do público. A ex-atriz de “Suits” largou os holofotes para casar com o príncipe Harry, em uma grande cerimônia realizada em maio de 2018. Um ano depois, ela se tornou mãe do pequeno Archie Harrison Mountbatten-Windsor.  Apesar de, em frente as câmeras, tudo parecer ir muito bem, especialistas garantem que a jornada teve muitos empecilhos até agora.

“Eu acho que é muito difícil para ela”, disse a jornalista britânica Angela Levin ao canal Fox News. “Eu acho que ela agiu brilhantemente em algumas situações. Ela é maravilhosa quando eles estão [em eventos públicos]. Ela é muito boa em conversar com as pessoas. É muita coisa para aprender e ela é muito energética e perspicaz. Mas seria bom para ela se ela aceitasse mais conselhos. Antes em sua vida, Meghan era muito acostumada a tomar as próprias decisões. Eu acho que é difícil para ela. Esta é uma trajetória muito restrita, muito tradicional. Demora um pouco para se acostumar a ela”, concluiu.

Meghan Markle e Príncipe Harry (Foto: Chris Jackson/Getty Images)

Em 2018, Levin, que é uma repórter veterana em assuntos relacionados à realeza, publicou uma biografia intitulada “Harry: A Biography of a Prince”, baseada em uma conversa exclusiva que teve com o príncipe, antes dele se casar com Meghan. A jornalista o acompanhou a diversos compromissos e foi sua sombra por mais de um ano. Recentemente, ela lançou uma versão atualizada do livro, que inclui observações sobre o casamento dos duques de Sussex. Para isso, ela entrou em contato com diversas fontes que possuem conhecimento sobre a vida do casal.

“Nos primeiros estágios, eu não acho que a duquesa realmente entendeu a diferença entre ser uma personalidade do mundo do entretenimento, e ser um membro da família real. O príncipe Harry estava muito ansioso quando nós conversamos pela primeira vez, e me disse que ele não queria ser idealizado como uma pessoa do show business. O sentimento dele sobre pertencer à realeza era de que isso era um dever, era sobre ajudar a rainha, e isso era um trabalho muito sério. Mas a linha tem sido muito tênue, eu acho”, observou Levin.

Meghan Markle e Príncipe Harry no “Trooping the Colour”(Foto: Chris Jackson/Getty Images)

A jornalista também afirma que Meghan teria recebido críticas de amigos de Harry por ter um estilo de vida moderno e saudável, que as pessoas acreditam que ele adotou desde que os dois se conheceram em 2016. “Eu acho que, quando as pessoas se casam, eles meio que mudam um pouco, para que possam funcionar juntos, como um time. Houve algumas críticas sobre Meghan mudando Harry. Mas eu acho que ela é muito confiante… E ela não liga. Ele tem muito, muito orgulho dela. Na verdade, ele a admira muito. Ele quer estar com ela mais do que qualquer coisa. A relação dois dois é mais importante do que tudo para ele”, garantiu. Fofos, né?

“Alguns dos amigos deles estavam com ele quando ele bebia muito, fumava e se comportava como um ‘bad boy'”, a jornalista revelou. E acrescentou: “Ele não quer mais ser essas coisas. Ele está completamente devotado a Meghan, que é ótima em se cuidar e se manter em forma através da yoga… Ele deixou para trás algumas pessoas que apenas não se conectavam com ela”.

A repórter da realeza também alegou que a ânsia de Meghan em cumprir suas tarefas reais não foi vista com bons olhos por parte da equipe do palácio, que estava acostumada a uma abordagem completamente diferente. “Foi dito que ela estava mandando e-mail para os funcionários às cinco da manhã, mas sinceramente, eu não tenho certeza o quão difícil isso pode ser. Algumas pessoas foram embora, e elas falaram. É difícil, quando você está em circunstâncias relacionadas à realeza, saber como lidar com a equipe. Isso demora um pouco… A rainha também é muito, muito educada com seus funcionários e os trata extremamente bem, com muitas cortesias. Me disseram que a Meghan não é exatamente assim, e dá algumas ordens. É uma vida completamente diferente para se adaptar”, afirmou.

Apesar dos desafios que Meghan enfrentou, Levin deixou claro que Harry tem apoiado muito sua esposa: “Ele está muito empolgado de ter encontrado alguém por quem se sente completamente apaixonado. Ele também entende que não é fácil para ela. Ela abriu mão da própria liberdade. Mas tem sido um período animador para ambos, especialmente com o bebê”.

Meghan Markle, Príncipe Harry e bebê Archie (Foto: Dominic Lipinski – WPA Pool/Getty Images)

Apesar da ex-atriz ter se provado uma agradável novidade no palácio, a jornalista revelou que há uma regra que Meghan deve evitar quebrar: permanecer em silêncio sobre seu ponto de vista político. “A realeza não deve falar nada sobre política. Especialmente, quando estão em um evento real. Ela fez isso algumas vezes. Causou muitas preocupações. Ela não parece entender completamente o modo como se comporta a realeza, o que é muito compreensível. Mas você também precisa ser um pouco cuidadoso, porque nós estamos acostumados com tantas tradições, que talvez não sejam tão aceitáveis para alguém que não nasceu e cresceu no ambiente da realeza”, disse.

Em relação ao que o futuro reserva para o casal, Levin afirmou que Meghan continuará a se adaptar à vida de duquesa, além da vida de mãe diante do escrutínio do público. Apesar dos desafios, Harry estará do lado da amada. “Eu acho que o Harry está mais adaptado ao mundo do espetáculo. Mas isso pode mudar. Você vê o mundo de forma tão diferente quando tem um filho. E eu sei que o Harry é muito focado em fazer o bem. Ele me disse que quer fazer a diferença. Ele quer ajudar as pessoas o máximo que pode. E ele está em uma fase tão boa. Ele queria ser pai desde que era jovem. Ele é brilhante com as crianças”, concluiu.