Primeiro-ministro Justin Trudeau comenta mudança de Meghan Markle e príncipe Harry para o Canadá, e responde se país será responsável pelos custos com a segurança do casal; confira!

Meghan Markle e príncipe Harry até podem estar prontos para viver no Canadá… porém, há muito o que resolver com o país antes de finalmente começarem uma nova fase de suas vidas — agora, longe da rotina cheia de compromissos e regras da família real britânica.

Em entrevista ao Global News, o primeiro-ministro do país, Justin Trudeau, falou que é um entusiasta da mudança do casal, mas existem algumas ressalvas que precisam ser estudadas. “Ainda há muitas decisões a serem tomadas pela família real, e os próprios duques de Sussex, quanto ao nível de envolvimento que eles pretendem ter aqui. Essas são coisas que obviamente apoiamos em suas reflexões, mas também tem responsabilidades nisso”, falou.

Grande parte das preocupações das pessoas giram em torno dos cofres públicos do Canadá. Ter moradores ilustres como Harry e Meghan Markle na vizinhança acaba virando uma questão de segurança pública, que acabaria sendo custeada pelo governo. “Isso faz parte da reflexão que precisa ser feita e há discussões em andamento. Não temos certeza de quais serão as decisões finais ou onde estão as disposições”, revelou Justin.

Meghan Markle e Harry anunciaram na última semana que se afastariam de seus cargos seniores dentro da família real britânica e poderiam viver entre Reino Unido e Canadá. (Foto: Getty)

O político afirmou que as portas estão abertas para receber o pequeno Archie e seus pais, mas tudo deve ser feito com cautela. “Acho que a maioria dos canadenses apoia muito a realeza aqui, mas como isso será e que tipo de custo está envolvido — ainda há muito o que se discutir”, ponderou. Se não rolar lá, podem vir aqui pra casa, Meghan e Harry! Kkkkk