Primo de Rainha Elizabeth II abre o jogo sobre homosexualidade e família real: ‘Eles não falam muito sobre isso’

Nem mesmo a elite britânica está livre das fofoquinhas entre a família… Lorde Ivar Mountbatten, primo da rainha Elizabeth II, fez história ao se casar com o marido James Coyle, protagonizando a primeira união de mesmo sexo na realeza. Mesmo assim, a conquista parece não ser algo muito abordado pelos parentes… Vixi!

Durante um bate-papo com a revista Tatler, Lorde Ivar, de 56 anos, confessou que o assunto é pouco comentado entre seus entes famosos. “Eles não falam muito sobre isso. Quero dizer, a realeza não se comunica muito bem”, apontou. De toda maneira, ele espera que sua decisão tenha tido um impacto positivo.

Quando questionado sobre o que sua mãe, Janet, de 81 anos achava sobre o novo casamento, ele assegurou: “A geração mais velha da minha família já viu e fez de tudo. Eles eram bem ‘rebeldes’ nos anos 40. Minha tia Nada [Nadeja Mountbatten] era lésbica. Você deve tentar de tudo ao menos uma vez. Isso que minha mãe sempre me disse”, relembrou o lorde.

Lorde Ivar (à esquerda) e seu marido James Coyle, em sua casa. (Foto: Simon Upton / Tatler)

Independente das opiniões alheias, Ivar ainda confessou para o site que mesmo já estando casado há um ano, ele ainda acha “um pouco estranho” ter um marido. “Acho que sou meio tradicional”, contou, em meio a um riso abafado. Ivar Mountbatten se assumiu publicamente em 2016, anos após se divorciar da ex-mulher Penny Mountbatten.

Assim como Penny, as três filhas do antigo casal apoiaram muito o pai e aceitaram sua decisão no novo casamento. “Quando contei pra Ella [sua filha mais velha], ela reagiu de uma maneira tão legal e tranquila. Todos os amigos dela já beijaram uns aos outros, menino ou menina, e eles contam tudo. Acho que essa geração é totalmente imperturbável em relação a tudo isso”, explicou.

“Acho que elas gostam de ter outro homem na casa. É melhor do que uma madrasta que poderia ser monstruosa”. Para James, não ter filhos era uma das grandes dificuldades de ser gay. Agora, ele comemora: “Essa é a cereja no topo do bolo. Tenho marido e uma família pronta”.

Lorde Ivar acompanhado das três filhas de seu primeiro casamento, o marido James Coyle e o cachorrinho da família. (Foto: Simon Upton / Tatler)

Ainda sobre o assunto, durante uma recente visita à Fundação Albert Kennedy Trust, Príncipe William disse que seria “totalmente OK pra ele, se um de seus filhos fossem gays, e que apoiaria completamente todas as decisões que eles fizessem“.

O pai de três pequenos contou que ele e a esposa Kate Middleton já conversaram sobre isso e discutiram quais as melhores formas de apoio possível, especialmente considerando seu papel aos olhos do público. “A única coisa que me preocupa é como eles, particularmente os papéis que meus filhos cumprem e como isso seria interpretado e visto. Então, Catherine e eu temos conversado muito sobre isso para garantir que eles estejam preparados”, declarou.