The Funeral Of Prince Philip, Duke Of Edinburgh Is Held In Windsor

Príncipe Harry se manifesta sobre boatos de que estaria esperando a morte de rainha Elizabeth II para lançar biografia; saiba detalhes

A biografia de príncipe Harry nem foi lançada ainda e já está gerando diversas polêmicas para a família real britânica. Nesta quarta-feira (28), a defesa do ruivo entrou em contato com o jornal britânico Daily Mail para desmentir o boato de que o rapaz estaria esperando a morte da avó, rainha Elizabeth II, para publicar o livro.

Em comunicado, os advogados negaram que o duque de Sussex tivesse assinado um contrato para que a obra fosse divulgada somente após o falecimento de Elizabeth e também afirmaram que o valor supostamente recebido pelo príncipe – US$ 20 milhões (cerca de 105 milhões) de adiantamento – é falso.

Continua depois da Publicidade

O Duque não está esperando a morte de sua avó para escrever um segundo livro; o Duque planeja apenas um livro de memórias, que será publicado no ano que vem; editores não viajaram até os Estados Unidos; o contrato de publicação não foi negociado pessoalmente pelo Duque, e os valores estão incorretos”, explicaram, em nota.

A polêmica biografia 

No último dia 20, príncipe Harry casou polêmica ao anunciar o lançamento de sua autobiografia, prevista para chegar nas mãos do público no próximo ano. Agora, fontes próximas ao palácio revelaram que a família real ficou sabendo da notícia através de uma publicação do Page Six, assim como o resto de nós, meros mortais. O anúncio, claro, surpreendeu os royals e, segundo o insider, houve até um certo “caos” na família. Vixe!

Continua depois da Publicidade

“Não estou escrevendo isto como o príncipe que nasci, mas como o homem que me tornei. Usei muitos chapéus ao longo dos anos, tanto de forma literal quanto figurativa, e minha esperança é que, ao contar minha história — os altos e baixos, os erros, as lições aprendidas — eu possa ajudar a mostrar que não importa de onde a gente vem, temos mais em comum do que pensamos”, disse, ao comunicar o lançamento. Um especialista do mercado editorial disse ao The Daily Mail que Harry recebeu um adiantamento de “pelo menos” US$ 20 milhões (cerca de 105 milhões de reais na cotação atual) pelo livro. No comunicado, o príncipe confirmou que pretende doar os lucros das vendas para instituições de caridade.

Ainda não se sabe quais assuntos serão abordados na publicação, mas as apostas são que a forma como a realeza lidou com a morte de Diana e o “Megxit” — quando ele e sua esposa Meghan Markle decidiram se afastar dos deveres reais — serão temas recorrentes da obra. Segundo informações, o príncipe tem trabalhado em colaboração com o vencedor do Pulitzer J.R. Moehringer, que teria recebido cerca de um milhão de dólares (pouco mais de 5 milhões de reais) como adiantamento pelo trabalho.

Ainda não se sabe quais assuntos serão abordados na publicação, mas as apostas são que a forma como a realeza lidou com a morte de Diana e o “Megxit” — quando ele e sua esposa Meghan Markle decidiram se afastar dos deveres reais — serão temas recorrentes da obra. Segundo informações, o príncipe tem trabalhado em colaboração com o vencedor do Pulitzer J.R. Moehringer, que teria recebido cerca de um milhão de dólares (pouco mais de 5 milhões de reais) como adiantamento pelo trabalho.

Príncipe Harry e Meghan Markle não são mais um casal “real”. (Foto: Getty)

Um comunicado de imprensa da Penguin Random House, editora responsável pelo livro, o descreveu como “íntimo e sincero” e “honesto e comovente”. “O príncipe Harry irá compartilhar, pela primeira vez, o relato definitivo das experiências, aventuras, perdas e lições de vida que ajudaram a moldá-lo. A obra vai cobrir sua vida aos olhos do público desde a infância até os dias atuais, incluindo sua dedicação ao serviço militar, que por duas vezes o levou para a linha de frente do Afeganistão, e a alegria que ele encontrou em ser um marido e pai”, diz a nota.

Recentemente, Harry fez um longo desabafo sobre o descaso do pai, Charles, após a morte de Diana. Agora, os principais tabloides ingleses estão questionando qual será o impacto da publicação do livro para a família real. O porta-voz do príncipe confirmou que ele não espera nenhum tipo de permissão do Palácio de Buckingham, mas que, “muito recentemente”, Harry falou em particular com sua família sobre as memórias. Apesar disso, as fontes palacianas revelaram ao The Daily Mail que a relação já estremecida do príncipe com o irmão William“pode chegar a um ponto sem volta caso ele não o consulte para abordar temas que sejam compartilhados por ambos”.

Diana, Princess Of Wales Statue Unveiling At Kensington Palace
Harry e William durante cerimônia de homenagem à Lady Di. (Foto: Getty)

Outra fonte contou que o anúncio provocou um caos entre os royals: “Acho que todo mundo está cansado de ficar com raiva quando se trata daqueles dois. Eles passaram os últimos 18 meses fazendo tudo o que prometeram à Sua Majestade que não fariam — ganhando dinheiro com suas vidas anteriores e o status de membros da família real. É deprimentemente previsível, infelizmente”. Um insider disse que Harry “nunca foi de admitir de bom grado” seus erros e passou os últimos anos “culpando a todos, exceto a si mesmo e sua esposa” pelo colapso nas relações com sua família. Um membro da realeza não identificado também comentou com deboche: “Um livro de Harry, escrito por Meghan”. Eita!