Rainha Elizabeth ordena que Meghan Markle e príncipe Harry deixem de se apresentar como ‘casal real’, diz site; Vem entender

Parece que Meghan Markle e príncipe Harry terão que reformular toda sua marca! De acordo com o “Daily Mail”, a rainha Elizabeth ordenou que o casal retire a palavra “royal”, real em português, de tudo que se refere a ambos profissionalmente.

Segundo o site, a rainha e os oficiais seniores tomaram a decisão após “longas e complexas conversas”. Eles acreditam que não seja mais sustentável que o casal mantenha a palavra “real” em sua marca, desde que eles anunciaram o afastamento da realeza no começo de janeiro.

A decisão não seria um problema se não fosse o grande investimento que os duques fizeram para se consolidar como “Sussex Royal”. Meghan e Harry teriam gasto dezenas de milhares de libras no novo site, para complementar sua conta no Instagram, que junta mais de 11 milhões de seguidores.

Meghan e Harry se transformaram em “Sussex Royal” em todos os meios (Foto: Reprodução/Instagram)

Os pais de Archie também buscaram registrar Sussex Royal como uma marca comercial global para uma série de itens e atividades, incluindo vestuário, papelaria, livros e material didático. Além disso, eles já estavam dando passos para estabelecer uma nova organização de caridade chamada “Sussex Royal, The Foundation of the Duke and Duchess of Sussex”.

Apesar dos possíveis prejuízos, Meghan e Harry teriam aceitado a imposição como parte de seus novos arranjos de trabalho e entendem que não vão mais poder usar o nome Sussex Royal como esperavam. Os dois vão reformular a marca, mas, em meio ao que foi descrito como uma situação “complexa”, os “pequenos detalhes” ainda estão sendo discutidos, de acordo com o Daily Mail.

Príncipe Harry e Meghan Markle vão ter que reformular toda sua marca (Foto: Jeremy Selwyn/Getty)

Os duques de Sussex começaram a usar o nome no começo do ano passado, depois que separaram seu escritório do príncipe William e Kate Middleton, conhecido como “Kensington Royal”. Desde então, os dois conseguiram juntar a mesma quantidade de seguidores dos duques de Cambridge.

Harry e Meghan anunciaram a decisão de se afastar da realeza e buscar “independência financeira” no dia 8 de janeiro deste ano. Além de não poderem mais usar o “royal”, eles também abriram mão dos títulos de “suas altezas reais” e aceitaram a devolução de 2,4 milhões de libras (cerca de R$13 milhões), provenientes dos contribuintes britânicos, usados para reformar a mansão dos dois.