Boninho

Tiago Leifert revela o que levou Boninho a colocar famosos no BBB; confira

Tiago Leifert fez história no comando do “Big Brother Brasil” e pôde presenciar algumas mudanças importantes no formato do programa. Em entrevista à GQ Brasil, o apresentador analisou momentos importantes das cinco edições em que esteve à frente do reality e contou, inclusive, o que motivou Boninho a incluir celebridades na lista de confinados.

O ponto de partida para a mudança de rota veio depois do BBB19, que ficou marcado por ser uma edição com baixa audiência e muitas “plantas”. Para o comunicador, a campeã Paula von Sperling “levou o programa nas costas“. “No ’19’, os grandes jogadores saíram cedo demais. A forma como fizemos o ’20’, de misturar convidados e anônimos, foi uma ideia que nasceu por causa do ’19’. Queríamos uma maneira de manter o jogo sempre vivo, com pessoas competitivas“, observou ele.

Depois disso, personalidades como Manu Gavassi, Babu Santana e Rafa Kalimann participaram da competição. “Tem alguns que não ganharam e me marcaram como grandes personagens, a quem eu adorava assistir“, apontou Tiago. “O Ilmar no ’17’ era muito bacana. No ’18’, acho que tenho um carinho gigantesco pelo elenco inteiro. Lamento pelo ’19’, pois os grandes jogadores saíram cedo demais. No ’20’, o Prior foi muito importante, assim como o Babu, mas o ’20’ foi o programa das mulheres. No ’21’, o Gil foi muito bom“, afirmou.

Assets Fotos 560 Tiago Leifert Se Despede Da Globo No The Voice Brasil F04dc60a234a
Tiago Leifert se despediu do BBB após cinco edições. (Foto: Globo/ João Cotta)

Continua depois da Publicidade

Leifert contou que costumava conversar com os eliminados antes que eles dessem entrevista ao Gshow. Para os “cancelados”, o papo vinha cheio de conselhos: “Vai ficar tudo bem! Daqui a um ano, ou vão esquecer ou vão falar ‘ícone, mamacita’, que é o que está acontecendo agora (com Karol Conká)”.

Eleito como o Homem do Ano na Televisão, o jornalista explicou que apresentar um dos maiores reality shows do país não é uma tarefa nada fácil. “São muitas habilidades que você precisa executar ao mesmo tempo. Precisa ser árbitro, narrador, psicólogo, curinga”, analisou ele. Agora, ele passa essa função para Tadeu Schmidt, que comandará a atração na edição 22. Já deixou saudade!