Travis Scott Astroworld

Travis Scott: Causa da morte de 10 vítimas do Astroworld Festival é revelada; saiba detalhes

A causa da morte das vítimas do Astroworld Festival, comandado por Travis Scott, foi confirmada oficialmente nesta quinta-feira (16). Segundo o The Hollywood Reporter, os médicos do “Harris County Institute of Forensic Sciences”, em Houston, concluíram que as 10 vítimas tiveram “asfixia por compressão”, após serem esmagadas e pisoteadas.

No show do dia 5 de novembro, o caos se instalou quando o público, com mais de 50 mil pessoas, começou a se mover em direção ao palco, o que resultou nas mortes e mais de 300 feridos. Os examinadores, no entanto, tiveram que esperar mais de um mês para obter resultados de testes adicionais, antes de determinar como as vítimas morreram.

O mais jovem a perder a vida foi Ezra Blount, de 9 anos de idade. Os outros tinham idades que variavam entre 14 e 27 anos. De acordo com a publicação, os médicos ainda informaram que a causa da morte de um dos homens também foi uma mistura de cocaína, metanfetamina e etanol. Além dos mortos e dos feridos que foram tratados no local, outras 25 pessoas precisaram ser transportadas para hospitais próximos.

Segundo as informações obtidas pelo THR, o advogado de Scott procurou as famílias das vítimas fatais e ofereceu para o astro pagar as despesas dos funerais. Contudo, várias famílias teriam recusado a oferta.

Show de Travis Scott terminou em tragédia. (Foto: Getty)
Show de Travis Scott terminou em tragédia. (Foto: Getty)

Após a tragédia, dezenas de ações judiciais foram movidas contra o rapper e os organizadores do evento. Além disso, eles são alvo de uma investigação criminal sob comando da polícia de Houston. Até o momento, ninguém foi acusado e não há um prazo para que análise seja concluída.

Para evitar novas tragédias, a administração do condado de Harris trabalhará com outras empresas para rever os planos de segurança e incêndio no NRG Park, onde o festival foi realizado. Apesar disso, alguns especialistas em “segurança de multidões” acreditam que uma investigação feita por pessoas “neutras” poderia evitar possíveis conflitos de interesse.

Continua depois da Publicidade

Um plano de 56 páginas de “operações de eventos” foi criado para o “Astroworld” e detalha protocolos para cenários perigosos, incluindo um atirador, uma bomba ou ameaças terroristas, além de condições climáticas bruscas. Mas, segundo as informações, não incluiu instruções sobre o que fazer em caso de aumento de público.

Travis Scott Astroworld Tragedia
Tragédia no festival deixou centenas de feridos (Fotos: Getty; Reprodução)

Travis Scott comenta tragédia

O rapper se pronunciou nas redes sociais um dia após o show, e afirmou que está colaborando com o Departamento de Polícia de Houston nas investigações. “Eu estou absolutamente devastado com o que aconteceu ontem à noite. Minhas orações estão com as famílias e com todos os impactados pelo que ocorreu no Festival Astroworld”, escreveu Travis.

“A polícia de Houston tem meu total apoio enquanto continua a investigar a trágica perda de vidas. Eu estou comprometido a trabalhar em conjunto com a comunidade de Houston para curar e dar apoio às famílias que necessitam. Obrigado à polícia de Houston, aos Bombeiros e ao NRG Park por sua resposta imediata e apoio. Amo todos vocês”, informou.

Além de reembolsar o público do Astroworld, Travis também disse que havia se associado à “BetterHelp” para fornecer terapia online gratuita para os afetados pela tragédia. “Estes são os primeiros de muitos passos que Travis planeja tomar para ajudar os afetados durante todo o processo de luto e recuperação”, disseram os representantes do rapper à NBC News.