Trump manda carta tão bizarra para presidente da Turquia que internautas duvidam da veracidade; veja as reações e leia a mensagem na íntegra!

O presidente norte-americano Donald Trump sempre foi uma personalidade polêmica — mas, desta vez, seu comportamento na presidência dos Estados Unidos foi considerado “bizarro demais” até mesmo por seus maiores opositores, que já esperam todo tipo de atitude vindo do político.

Hoje (16), após a congressista democrata Nancy Pelosi comunicar à imprensa que Trump teve um “colapso” e cancelou uma reunião sobre a perigosa situação causada na Síria, após os Estados Unidos retirar as últimas tropas norte-americanas do país, a âncora do Fox Business, Trish Regan, tuitou uma carta de Trump para o presidente turco Recep Tayyip Erdogan.

“Caro Sr. Presidente, vamos trabalhar um bom acordo! Você não quer ser responsável por matar milhares de pessoas, e eu não quero ser responsável por destruir a economia turca — e eu o farei”, alerta Trump na mensagem, datada no dia 9 de outubro. Trump, então, referiu-se às sanções econômicas que sua administração impôs ao país para forçar a liberação de um pastor americano que estava preso na Turquia, dizendo que aquilo seria uma “pequena amostra” do que está por vir.

“Eu trabalhei muito para resolver alguns dos seus problemas. Não desaponte o mundo. Você pode fazer um ótimo acordo”, escreveu Trump, afirmando em seguida que o comandante das forças curdas estava “disposto a negociar” com Erdogan. “A história verá você favoravelmente se você fizer isso do jeito certo e humano. Mas verá você para sempre como o diabo se coisas boas não acontecerem. Não seja um cara durão. Não seja um tolo!”, disse, em um dos trechos mais controversos da carta. Em seguida, Trump afirma que ligará para o presidente turco mais tarde, e se despede com “sinceramente, Donald Trump”. 

A linguagem na carta é tão “bizarra, informal e desequilibrada”, segundo o site Mashable, que muitos internautas acharam que a mensagem não era real. No entanto, oficiais da Casa Branca confirmaram a autenticidade do documento. Para completar, de acordo com a NBC News, que ouviu o Líder das Minorias do Senado,  Trump ficou tão orgulhoso de sua mensagem, que distribuiu cópias dela durante uma reunião com líderes do congresso nesta quarta-feira.

O choque foi tanto nas redes sociais, principalmente no Twitter, que os usuários nem fizeram tantas piadas como de costume. “Eu não estou dizendo que não soa como a retórica típica do Trump de nível de terceira série. Eu estou perguntado se toda a correspondência oficial sai do escritório do presidente sem pelo menos um adulto ler  antes de colocar um selo no envelope e despachar no correio”, perguntou uma pessoa.

“NÃO SEJA UM CARA DURÃO! NÃO SEJA UM TOLO! Vou ligar para você depois”, debochou Dave Itzkoff, junto a uma foto em que Trump parece gritar com um menino aparando o gramado da Casa Branca.

“A este ponto, é meio que impressionante que ele ainda consiga nos chocar com o quão burro ele é”, brincou a roteirista de TV Jess Dweck.

“Essa é uma carta que o presidente dos Estados Unidos mandou, na vida real, e realmente faz você pensar sobre todas as cartas que nós não vimos”, analisou Robert Maguire.

O repórter político do Business Insider, John Haltiwanger, falou sobre os desdobramentos da carta, e o quão ela foi ineficiente: “Sim, a carta é real. E não, ela não teve nenhum impacto em Erdogan. Ele invadiu a Síria igual. Ele ainda está indo atrás de aliados dos Estados Unidos que lutaram contra o ISIS. Ainda há uma crise humanitária em rápida ascensão. E tudo começou por conta da decisão de Trump de retirar as tropas norte-americanas”. 

Veja a carta de Trump na íntegra:

“Caro Sr. Presidente,

Vamos trabalhar um bom acordo! Você não quer ser responsável por matar milhares de pessoas, e eu não quero ser responsável por destruir a economia turca — e eu o farei. Eu já lhe dei uma pequena amostra em relação ao Pastor Brunson.

Eu trabalhei muito para resolver alguns de seus problemas. Não desaponte o mundo. Você pode fazer um ótimo acordo. O General Mazloum está disposto a negociar com você, e ele está disposto a fazer concessões que eles nunca teriam feito no passado. Eu estou confidencialmente anexando uma cópia da carta dele para mim, acabei de receber.

A história verá você favoravelmente se você fizer isso do jeito certo e humano. Ela verá você para sempre como o diabo se coisas boas não acontecerem. Não seja um cara durão. Não seja um tolo!

Ligo para você mais tarde.

Sinceramente,

Donald Trump”.