Vídeo: Aaron Carter afirma que Michael Jackson fez “uma coisa que foi um pouco inapropriada”

Eita, que treta! Em uma prévia do programa “Marriage Boot Camp: Reality Stars Family Edition” exibido nesta segunda-feira (20), o cantor Aaron Carter fez uma declaração bem polêmica que pode desagradar bastante os fãs de Michael Jackson.

O artista, irmão do cantor Nick Carter do Backstreet Boys, fez um comentário surpreendente em relação ao rei do pop. “Michael era um cara muito bom, pelo o que eu sei. Realmente, ele nunca fez nada que fosse inapropriado, exceto por uma vez. Houve uma coisa que ele fez que foi um pouco inapropriado“, revelou no vídeo.

Embora Aaron não tenha oferecido muitos detalhes em sua fala, o comentário reacende os muitos escândalos que envolvem o nome de Michael Jackson com supostos crimes de abuso de crianças. Inclusive, há um tempo atrás, Carter saiu em defesa da voz de “Thriller” quando houve o lançamento do documentário “Leaving Neverland”, em que Wade Robson e James Safechuck acusaram Jackson de abusar sexualmente deles quando crianças.

Um mês depois da primeira entrevista, também para o TMZ, Aaron Carter diminuiu o tom ao declarar que foi “um pouco agressivo” e que não sabia o que aconteceu com os dois, pois não estava lá. “Eu realmente tenho minha própria experiência do que aconteceu com Michael, então eu vou falar sobre isso no futuro“, deixou no ar.

Na mesma conversa com o site, o artista ainda mandou um recado ao espólio de Michael Jackson. “Fiquem fortes. Eu amo vocês e mesmo que eu diga algo que vocês não gostem, ainda é minha verdade e vocês terão que aceitar isso“, finalizou.

Em contrapartida, a família de Michael segue firme no objetivo de manter a dignidade do rei do pop intacta. Em abril, eles lançaram o documentário “Neverland Firsthand: Investigating the Michael Jackson documentary”, documentário gravado com os sobrinhos do cantor, Taj Jackson e Brandi Jackson, e seu ex-diretor técnico, Brad Sundberg, que o defendem de todas as acusações feitas por Wade e James.