Nick Cordero Amanda Kloots

Víuva de Nick Cordero revela momento em que filho teria “encarnado” o pai: “Eu só senti a mudança”

Em julho de 2020, o mundo lamentou a morte de Nick Cordero – astro da Broadway que foi vítima da Covid-19. O tempo passou, mas sua esposa e seu filho seguem lidando com a saudade e a ausência do artista. Nesta semana, em entrevista ao podcast “Dear Gabby”, Amanda Kloots revelou que o garotinho deles, Elvis Eduardo, teria encarnado o espírito de seu pai.

A viúva de Nick descreveu como foi a sensação desse momento especial com o filho, que tem apenas 2 anos de idade. “Aquele dia foi tão maluco. Eu estava num estacionamento colocando o Elvis na sua cadeirinha no carro, e aí eu só senti a mudança de energia dele. Foi a coisa mais estranha de todas, mas que não tinha nada de estranho. Essa energia zuniu para dentro. Do nada, o Elvis estava me encarando”, recordou Kloots.

Amanda Kloots revelou que Nick Cordero teria “encarnado” no filho deles, Elvis. (Foto: Getty)

Amanda percebeu que seu filho estava agindo de uma maneira que “não era típica dele”, enquanto seguia olhando para ela. “Ele está apenas me encarando, então, é claro, eu começo a olhar para ele também, fixo os olhos e dou um abraço nele. Ele está me abraçando, me segurando e não me deixa ir. Toda vez que eu tento me afastar, ele só me agarra mais”, narrou ela.

Continua depois da Publicidade

Quando a esposa de Cordero se soltou do abraço, o garotinho passou a acariciar o rosto dela. “Então, eu finalmente recuo, olho nos olhos dele e ele começa a tocar no meu rosto, tipo segurando meu rosto com suas mãos, passando pelos meus olhos e então, abrindo meu olho. Ele repete de novo, e de novo, e fica me olhando enquanto faz isso”, acrescentou a co-apresentadora do “The Talk”.

Nick Cordero Amanda Kloots1
Amanda Kloots ficou surpresa com a experiência espiritual com o filho, Elvis, que hoje tem 2 anos. (Foto: Reprodução/Instagram)

Outro gesto, em especial, também chamou atenção. Segundo Amanda, na sequência, Elvis pegou o dedo anelar dela e ficou analisando a aliança do casamento com Nick, que ainda é usada por Kloots. “[Então], ele pega suas mãozinhas, coloca no meu rosto, me puxa até o rosto dele, me beija e me segura ali, pelo tempo que parecia ter sido de cinco minutos para mim”, contou ela.

Continua depois da Publicidade

Depois que o menino soltou sua mãe e a abraçou novamente, Kloots disse ter sentido outra troca de energias, e que “ele voltou para o Elvis”. A apresentadora do podcast, Gabby Bernstein, sugeriu que Cordero teria “encarnado” em seu filho, e que a criança serviria como uma espécie de “portal” para que ela sentisse a presença de seu marido. “Quando as pessoas são abertas assim, elas têm a habilidade de literalmente encarnar o espírito de alguém”, afirmou.

Ouça ao podcast na íntegra abaixo:

Morte de Nick Cordero

Nick Cordero faleceu em 5 de julho de 2020, aos 41 anos. O ator havia sido diagnosticado com Covid-19 em março e passou 95 dias internado em estado grave, lutando contra a doença. Ao longo de sua batalha, o astro da Broadway passou dias num coma induzido, enfrentou uma infecção no pulmão e sofreu complicações sérias, que acarretaram na amputação de uma de suas pernas.

Continua depois da Publicidade

Segundo os relatos de Amanda Kloots, Nick perdeu mais de 30 quilos e ficou bastante enfraquecido com o agravamento da doença. Em entrevista concedida ao programa “CBS This Morning”, ela revelou que os pulmões do artista estavam em estado semelhante ao de uma pessoa que fumou por 50 anos, e que ele poderia precisar de um transplante duplo dos órgãos, caso sobrevivesse.

Nick Cordero estava muito debilitado após as consequências da Covid-19, e faleceu aos 41 anos. (Foto: Getty)

Desolada com a morte do marido, Amanda publicou uma emocionante homenagem a Nick em seu Instagram. “Deus tem outro anjo no céu agora. Meu querido marido faleceu nessa manhã. Ele estava rodeado de amor de sua família, que cantou e dançou enquanto ele gentilmente deixou essa terra”, escreveu.

Continua depois da Publicidade

Pai de primeira viagem, Cordero mal conseguiu aproveitar o filho Elvis, que tinha pouco mais de um ano quando ele se foi. “Estou em negação e muito machucada. Meu coração está partido, pois não consigo imaginar uma vida sem o Nick. Ele tinha uma luz tão potente. Ele era amigo de todos, amava ouvir, ajudar e especialmente, conversar. Ele era um ator e músico incrível. Ele amava a família e amava ser um pai e marido. Elvis e eu vamos sentir falta dele em tudo que fizermos, todos os dias”, declarou ela.

Cordero trilhou uma bela carreira nos teatros. Ainda em 2014, o canadense foi indicado aos prêmios Tony Award e Drama Desk Award por seu papel na peça “Bullets Over Broadway”. O artista atuou ainda nos espetáculos “Rock of Ages”, “Waitress” e “A Bronx Tale”. Na TV, fez participações nos seriados “Law & Order” e “Blue Bloods”. A memória de Nick viverá sempre conosco.