Exclusivo: Silvero Pereira se destaca em cena de “Bacurau”, que termina em suspense e gritaria; veja o vídeo!

O filme “Bacurau” é uma das grandes revelações do cinema brasileiro — a produção, dirigida por Kleber Mendonça Filho (“Aquarius”, “O Som Ao Redor”) e Juliano Dornelles, ganhou o Prêmio do Júri no Festival de Cinema de Cannes deste ano, além do prêmio de Melhor Filme na principal mostra do Festival de Cinema de Munique. A história, um faroeste distópico que tem o interior de Pernambuco como cenário, vem sendo elogiada pela crítica e imprensa especializada.

O longa se passa em um futuro próximo, no qual Bacurau, um povoado fictício, some misteriosamente do mapa, após a perda de sua matriarca. “Quando uma série de assassinatos inexplicáveis começam a acontecer, os moradores da cidade tentam reagir. Mas como se defender de um inimigo desconhecido e implacável?”, indaga a sinopse.

De acordo com os diretores, a mistura de gêneros — ação, suspense, western — foi essencial para contar a história da comunidade de maneira inovadora no cinema brasileiro. “Foi muito divertido construir essas cenas e esses momentos onde a estética e linguagem do cinema de entretenimento se funde com o nosso vocabulário fílmico local, nossa linguagem. O filme é exatamente isso, o encontro conflitante e às vezes explosivo entre dois mundos bem diferentes”, revelou Dornelles.

“Bacurau” chega dia 29 de agosto nos cinemas, e tem no elenco Sonia Braga, Udo Kier, Bárbara Colen, Thomás Aquino, Silvero Pereira, Wilson Rabelo, entre outros grandes artistas. Confira abaixo uma cena do filme, exclusiva para o hugogloss.com, que destaca o clima suspense da produção:

O longa, aliás, teve uma procura tão grande pelo público brasileiro em sua pré-estreia, que foi necessário abrir diversas sessões extras. Sucesso, né? Confira o trailer completo:

“Bacurau” concorreu contra “A Vida Invisível” e outros dez filmes para representar nosso país na busca pela categoria de “Melhor Filme Internacional” no Oscar de 2020. Hoje (27), foi anunciado que ele perdeu o lugar para o longa do diretor cearense Karim Aïnouz – obra premiada com um Grand Prix no Festival de Cannes. No Twitter, Kleber Mendonça Filho parabenizou a concorrência: “Karim Aïnouz, diretor de ‘A Vida Invisível’, é um grande cineasta brasileiro. Feliz por ele. E fica aqui um abraço pro Rodrigo e um beijo para Fernanda Montenegro!”.