Apresentadora brasileira morre ao cair de prédio em Santiago; família espera "investigação rigorosa". (Foto: Reprodução IG)

Apresentadora brasileira morre ao cair de prédio em Santiago; família descarta suicídio e espera “investigação rigorosa” — saiba detalhes

Que tristeza! Nayara Vit, modelo e apresentadora brasileira, morreu após cair do 12º andar de um prédio no Bairro Las Condes, área nobre de Santiago, no Chile. Segundo a imprensa local, a tragédia aconteceu na última quarta-feira (7), por “circunstâncias desconhecidas”. Nayara, que morava no Chile há 16 anos, era natural do Mato Grosso.

A moça, de 33 anos, era considerada uma celebridade na capital desde que começou a participar do programa “Toc Show”, em 2015. Em entrevista ao jornal “Campo Grande News”, Guilherme Vit, irmão da modelo, afirmou que Nayara não tinha histórico de depressão e que, por isso, a família descarta a possibilidade de suicídio e espera uma investigação rigorosa por parte das autoridades chilenas.

“Pelo contrário, [Nayara] sempre foi muito alegre. O aniversário dela foi no dia 3, ela falou com todo mundo pelo telefone, estava feliz. Minha mãe conversou com ela no dia que aconteceu. Ela estava muito feliz porque a academia ia reabrir, fazendo planos para o futuro, falando do cotidiano”, contou.

Guilherme contestou a versão do executivo Rodrigo Del Valle Mijac, atual namorado da irmã e diretor de uma empresa de tecnologia em Santiago. Nas palavras do empresário, ele estava sentado na sala quando Nayara passou correndo e se jogou de sacada. Nayara Vit havia se separado do marido há cerca de oito meses e deixa uma filha de 4 anos.

Uma prima da modelo, Flavia Puga, contou à imprensa local que a notícia da morte foi dada pelo ex-marido da modelo. “Nós fomos informados por Oscar, ex-marido de Nayara e pai de Gabriela, sua filha 4 anos, por volta de 1h da manhã de quinta (8). Logo, o pai de Nay tentou falar diversas vezes com Rodrigo [namorado] para entender o que tinha acontecido”, explicou. Ainda segundo ela, todas as tentativas foram ignoradas e, mais tarde, o empresário entrou em contato para dizer que não “poderia ter evitado a morte”.

Continua depois da Publicidade

Flavia também reafirmou que a família não acredita na possibilidade de suicídio: “Nós temos certeza que a minha prima não se matou. Ela não tinha depressão e nem tomava remédios psiquiátricos”.

Deixamos registrados os nosso sentimentos à família e aos amigos de Nayara.