Ka

Caso de modelo ucraniana encontrada morta tem reviravolta com inspiração em filme de Hollywood

Que tristeza… A morte de uma modelo ucraniana teve um desfecho surpreendente, decretado recentemente pela justiça da Turquia. Kristina Novytska, de 25 anos, foi encontrada sem vida, sentada em uma cadeira com as mãos algemadas atrás das costas e amordaçada. O caso, que tinha tudo para ser encarado como homicídio, acabou com a descoberta de que a jovem se suicidou, imitando a cena de um filme hollywoodiano.

O longa em questão é “A Vida de David Gale”, de 2003, estrelado por Kevin Spacey, Kate Winslet e Laura Linney. A trama gira em torno de uma advogada, vivida por Kate, que é contratada para cuidar do caso de um ativista contra a pena de morte que acaba, ironicamente, no corredor da morte, a quatro dias de sua execução. O homem, interpretado por Kevin, afirma que não cometeu o crime do qual é acusado.

Por fim, descobre-se que o personagem realmente era inocente e que tudo não passava de uma manobra para expor as injustiças do sistema penal. No filme, Spacey sabia que a vítima havia tirado sua própria vida, mas alterou a cena do crime para que fosse considerado um homicídio e ele fosse condenado. Ao descobrir a verdade, a personagem de Winslet recria toda a ação, chegando à conclusão de que realmente se tratava de um suicídio.

 Methode Times Prod Web Bin 3e099644 4f6a 11eb 9824 61a56b05e43d
Kristina se inspirou em cena de filme para tirar sua vida. (Foto: Reprodução)

O caso, que aconteceu em 3 de janeiro deste ano, teve repercussão internacional em portais como The Times, The Mirror e The Sun, que acreditavam se tratar de um crime. O corpo da modelo foi descoberto por vizinhos, que estranharam o sumiço dela por dois dias. Eles acionaram as autoridades, que entraram na casa e descobriram a cena trágica.

Em um primeiro momento, policiais trabalharam com a hipótese de assassinato. Depois, entretanto, a investigação revelou pequenas pistas que descartaram essa possibilidade e fortaleceram a narrativa de suicídio. Por exemplo, a propriedade estava trancada e não havia indícios de arrombamento pelas janelas, que tinham grades de ferro. Foi descoberto ainda que a jovem havia comprado uma caixa de algemas pela internet quatro dias antes da sua morte. Essa caixa foi encontrada ao lado de seu corpo.

Continua depois da Publicidade

Uma declaração da mãe da modelo também fortaleceu a teoria de que a moça teria tirado sua própria vida. A mulher afirmou que a filha vinha sofrendo de enxaquecas frequentes e passando por problemas de saúde mental, agravados por conta do confinamento em meio à pandemia. A jovem estaria tomando antidepressivos. Não há evidências de que Novytska, que estava em um relacionamento com um turco, tenha sido incentivada ao suicídio. O caso foi considerado concluído.

Kristina era formada pela Universidade Nacional de Lingüística de Kiev e falava turco fluentemente, trabalhando como tradutora e instrutora de dança. Ela tinha planos de viajar para sua terra natal um pouco antes de falecer.

IMPORTANTE: Se você ou alguém que você conhece está passando por dificuldades emocionais ou considerando o suicídio, ligue para o ‘Centro de Valorização da Vida’ pelo número 188. O CVV realiza apoio emocional, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. Para mais informações, clique aqui.