Seria Killer (Foto: Reprodução / San Francisco Police Department)

Força-tarefa particular dos EUA afirma ter descoberto quem é o serial killer “Assassino do Zodíaco”; FBI se manifesta — saiba detalhes

Uma força-tarefa liderada por ex-agentes do FBI, especialistas forenses, investigadores particulares e militares norte-americanos aposentados afirma ter finalmente descoberto a identidade do misterioso “Assassino do Zodíaco”, serial killer que aterrorizou San Francisco, na Califórnia, no final dos anos 1960, e se tornou um dos casos mais famosos do mundo.

A equipe paralela, que se intitula “The Case Breakers” (algo como “Solucionadores de Casos”), disse à Fox News que o assassino seria Gary Francis Poste, que morreu em 2018. O criminoso foi ligado a cinco assassinatos em 1968 e 1969 na área de São Francisco pelo FBI. No entanto, os “Case Breakers” também associaram Poste a um sexto assassinato no sul da Califórnia, apesar da polícia local negar qualquer conexão.

O “Assassino do Zodíaco” ganhou notoriedade por enviar uma série de cartas à imprensa até o ano de 1974, com criptogramas que não foram totalmente decifrados até hoje. No entanto, em uma dessas cartas, ele alegou ter matado pelo menos 37 pessoas. Ele ameaçava mais terror se as mensagens não fossem impressas ou divulgadas pela mídia. O assassino nunca havia sido identificado, e várias teorias sobre sua real identidade surgiram ao longo dos anos.

As evidências utilizadas pela força-tarefa incluem fotos encontradas na câmara escura atribuída ao criminoso, além de pistas forenses. Os investigadores afirmam que se as letras do nome completo de Poste forem removidas de uma das cartas, ela revela uma mensagem oculta, mas não detalharam o conteúdo. “Então você tem que saber o nome completo de Gary para decifrar estes anagramas. Eu só acho que não há outra maneira de alguém ter descoberto”,  disse o ex-agente do Exército Jen Bucholtz à Fox.

Serial Killer aterrorizou a Califórnia nos anos 60. (Foto: Reprodução/The Case Breakers)
Serial Killer aterrorizou a Califórnia nos anos 60. (Foto: Reprodução/The Case Breakers)

Sobre o novo assassinato atribuído ao criminoso pelo grupo, a vítima teria sido Cheri Jo Bates, dada como desaparecida por seu pai e encontrada em um beco da biblioteca da faculdade municipal com 42 ferimentos a faca no corpo, em 1966, dois anos antes da primeira morte vinculada oficialmente ao serial killer.

O caso foi retratado em muitas produções de Hollywood; a mais conhecida delas é o filme “Zodiac”, de 2007, protagonizado por Jake Gyllenhaal. No longa, o astro interpreta o cartunista Robert Graysmith, do Chronicle, que assume a tarefa de rastrear o “Assassino do Zodíaco”. O elenco do longa, que é baseado no livro de Graysmith, ainda conta com nomes de peso como Robert Downey Jr. e Mark Ruffalo.

Filme "Zodiac", de 2007. (Foto: Reprodução)
Filme “Zodiac”, de 2007. (Foto: Reprodução)

FBI se manifesta

O FBI e a polícia da Califórnia contestaram as alegações dos “The Case Breakers” sobre a identidade do “Assassino do Zodíaco”, dizendo ao jornal San Francisco Chronicle que o caso ainda está aberto e que as provas citadas pelo grupo são “inteiramente circunstanciais”.

“Há alguma chance de que [o suspeito] tenha matado Cheri Jo Bates? Não. Se você ler o que eles [Case Breakers] divulgaram, tudo isso são provas circunstanciais. Não é nada concreto”, disse Ryan Railsback, oficial da polícia de Riverside, à publicação.

Continua depois da Publicidade

Já o comunicado do FBI diz que a unidade está ciente das notícias, mas que o caso não está concluído: “O FBI está ciente de que uma cifra atribuída ao ‘Assassino do Zodíaco’ foi recentemente resolvida por cidadãos particulares. O caso do Assassino do Zodíaco continua sendo uma investigação em andamento para a divisão do FBI em São Francisco e nossos parceiros locais de aplicação da lei”.