Funcionário de centro médico nos EUA é demitido após destruir 500 doses da vacina contra Covid-19; saiba detalhes

* Leia também:

Absurdo… enquanto o mundo espera pela vacina contra a Covid-19, a atitude de um funcionário de um centro médico nos Estados Unidos causou revolta. O homem, que não teve sua identidade revelada, deixou 57 frascos da vacina da Moderna propositalmente de fora da refrigeração. A informação foi divulgada pelo Aurora Medical Center nesta quarta-feira (30).

A situação ocorreu em Grafton, no estado do Wisconsin, e mais de 500 doses da vacina precisaram ser descartadas (!) por ficarem fora da refrigeração. Para completar, o indivíduo revelou que tirou os frascos intencionalmente, segundo a organização Advocate Aurora Health. Sua relação com o movimento antivacina está sendo investigada.

De acordo com informação da rede de TV local FOX6 News Milwaukee, o FBI e a FDA (agência reguladora dos EUA) estão ajudando a polícia nas investigações.

FBI está investigando a destruição das 500 doses de vacina contra Covid-19 nos EUA. (Foto: Reprodução/CBSN)

“Nós imediatamente lançamos uma investigação interna, e fomos levados a acreditar que isso tinha sido causado por um erro humano. O indivíduo em questão reconheceu hoje que removeu intencionalmente a vacina da refrigeração. Nós notificamos as autoridades apropriadas para uma investigação aprofundada”, afirmou a instituição em comunicado enviado à imprensa.

Continua depois da Publicidade

“Nós continuamos a acreditar que a vacinação é o nosso caminho para fora da pandemia. Estamos mais do que decepcionados que as ações deste indivíduo vão resultar no atraso de mais de 500 pessoas para receberem a vacina. Isso foi uma violação de nossos valores centrais, e o indivíduo não trabalha mais para nós“, concluiu.