Coringa (Reprodução; YouTube/ Twitter)

Homem vestido de Coringa ataca passageiros, coloca fogo em vagão e deixa 17 feridos em metrô de Tóquio; Criminoso revela motivação à polícia

Bizarro e assustador! Neste domingo (31), um homem vestido com os trajes do Coringa, um dos vilões de “Batman“, atacou e feriu pelo menos 17 pessoas em um vagão de metrô em Tóquio, no Japão. O criminoso, que não teve sua identidade revelada, tinha 24 anos e esfaqueou passageiros, jogou ácido clorídrico e colocou fogo no vagão.

O ataque ocorreu na linha expressa Keio com destino à estação de Shinjuku, considerada a mais movimentada do mundo, enquanto muitos passageiros se dirigiam para as festividades de Halloween. “A princípio, pensei que fosse um evento ligado ao Halloween. Mas fugi quando um homem armado com uma faca comprida entrou. Tive a sorte de não me ferir”, disse um dos passageiros à agência AFP, acrescentando que viu sangue no objeto.

Um vídeo feito a bordo do trem e publicado no Twitter mostrou as pessoas em pânico e correndo, enquanto tentavam fugir das chamas e da fumaça. Outro vídeo mostra alguns passageiros saindo pelas janelas do trem, que, no momento, estava parado em uma estação nos subúrbios, a oeste da capital japonesa. Assista:

Continua depois da Publicidade

Segundo a imprensa local, o suspeito “expressou sua admiração pelo Coringa” e vestia um terno roxo, camisa verde brilhante e gravata, bem similar ao figurino do vilão do Batman. A rede NHK informou que o homem foi preso no local e já era, inclusive, procurado pela polícia por homicídio. Uma das passageiras disse à AFP que o suspeito não “demonstrou nenhuma emoção durante o ataque”. “Acho que isso provocou muito medo em todo mundo”, lembrou.

Joaquin Phoenix em “Coringa” (Foto: Reprodução/YouTube)

Ainda de acordo com as informações, ele esperou calmamente até ser abordado pelos policiais, chegando até a acender um cigarro. “Com a faca que carregava, o homem esfaqueou o lado direito do peito de um passageiro de mais ou menos 70 anos que estava sentado no trem, mas não conseguiu seu objetivo [assassinato]. Ele disse à polícia que queria ser condenado à morte por assassinar alguém”, relatou outra testemunha para a AFP.

Continua depois da Publicidade

A NHK mencionou 17 feridos, incluindo o homem na casa dos 60 anos que estava inconsciente e em estado grave, enquanto a agência de notícias Kyodo reportou 15 vítimas. Nesta segunda-feira (1°), o governo japonês condenou o ataque, que classificou de “atroz e brutal”. Ainda não há novas informações sobre o estado de saúde dos feridos.