Polícia dá sete tiros em homem negro pelas costas em Wisconsin, EUA, e multidão protesta nas ruas; Vídeo causa revolta de Cardi B

Neste domingo (23), aproximadamente às 17 horas (horário local), policiais atiraram sete vezes contra um homem negro na cidade de Kenosha, estado de Wisconsin, Estados Unidos. O momento, que foi registrado por vídeos e já viralizou nas redes sociais, motivou protestos violentos nas ruas da cidade.

O Departamento de Polícia de Kenosha disse que o tiroteio aconteceu quando policiais atendiam a um chamado de “acidente doméstico” na área. Testemunhas afirmam que o homem baleado, identificado como Jacob Blake, de 29 anos, tentava separar uma briga entre duas mulheres. Segundo o advogado Benajmin Crump, a família da vítima o contatou e afirmou que os três filhinhos de Blake, todos crianças, estavam dentro do carro e presenciaram a cena.

Continua depois da Publicidade

A polícia disse que prestou socorro ao homem rapidamente. Jacob se encontra agora internado em estado grave. O governador de Wisconsin, Tony Evers, lamentou o ocorrido. “Hoje, Jacob Blake foi baleado nas costas diversas vezes, em plena luz do dia, em Kenosha, Wisconsin. Kathy e eu nos juntamos à sua família, amigos e vizinhos na esperança sincera de que ele não sucumbirá aos seus ferimentos. Embora não tenhamos todos os detalhes ainda, o que sabemos com certeza é que ele não é o primeiro homem negro ou pessoa a ser baleada, ferida ou impiedosamente morta nas mãos de indivíduos que fazem cumprir a lei em nosso estado ou país“, declarou.

Jacob Blake foi baleado pelo menos sete vezes por policial em Kenosha, Wisconsin, na tarde deste domingo (23). (Foto: Reprodução/ Twitter)

No vídeo que está circulando na internet, podemos ver que dois policiais seguem Blake, apontando suas armas para ele. O homem anda até um carro cinza, abre a porta do motorista e se inclina para dentro do veículo. Nesse momento, um dos policiais puxa sua camisa e efetua sete disparos em suas costas. Podemos ver que as pessoas em volta ficam em choque e uma mulher entra em desespero, gritando muito. As imagens são fortes.

Assista:

Depois do tiroteio, os policiais declararam um estado de toque de recolher emergencial em todo o condado, que aconteceria das 22h15 do domingo, até às 7 horas de segunda-feira. Mesmo assim, diversas manifestações violentas se espalharam na cidade. Centenas de cidadãos se juntaram ao redor da sede da polícia de Kenosha para demonstrar sua indignação, além de carros terem sido chutados e queimados. Os oficiais usaram gás lacrimogênio para afastar os protestantes durante a madrugada de segunda-feira (24).

Continua depois da Publicidade

Nas redes sociais também aconteceram protestos. Cardi B usou seu Instagram para compartilhar o vídeo do acontecido e demonstrou sua revolta. “Uau, isso é DOENTE! Eu não posso acreditar! Qual será a desculpa agora? Eles simplesmente não dão mais a mínima! ALGUMA COISA DEVE ACONTECER! Isso é loucura, eles realmente não estão dando a mínima. Senhor, por favor!“, escreveu a rapper.

Internautas também usaram o Twitter para repercutir o caso e exigir justiça. “Isso não é legítima defesa. Isso é genocídio. A ação foi desastrosa. Sete balas seguidas. Para negros balas e para brancos arma de choque elétrico. Toda a solidariedade a Jacob Blake“, escreveu um usuário. “É. O policial que atirou diversas vezes em Jacob Blake nas costas na frente de seus bebês precisa ser demitido e preso nas próximas 24 horas. PONTO. Mas o que eu estou dizendo é que nós passamos de um ponto em que isso não está nem perto de ser tudo o que pedimos. De jeito nenhum“, afirmou outra pessoa.

Continua depois da Publicidade

O departamento de polícia de Kenosha não deu nenhuma “explicação” sobre os disparos. O tiroteio será investigado pelo Departamento de Justiça de Wisconsin.