Predio Familia Suica

Quatro familiares morrem após caírem de prédio na Suíça; polícia investiga e aponta o que pode ter acontecido

O caso aconteceu na manhã de quinta-feira, quando os moradores foram surpreendidos com 5 pessoas no chão do edifício

Quatro pessoas de uma mesma família faleceram nesta quinta-feira (24), após uma queda de seu apartamento em Montreux, na Suíça. De acordo com o DailyMail, eles foram encontrados no térreo do edifício de sete andares. Um adolescente sobreviveu, mas está lutando por sua vida, em estado grave, no hospital.

Um homem de 40 anos, sua esposa de 41 anos, a irmã gêmea dela, e a filha do casal, que tinha só oito anos, faleceram ali mesmo. O filho mais velho do casal, de 15 anos, foi internado após as graves lesões. Segundo o porta-voz da polícia, Alexandre Bisenz, tudo indica que os cinco pularam do apartamento do sétimo andar. Uma testemunha da cena disse ter visto eles deitados descalços no chão antes de chamar a polícia.

Continua depois da Publicidade

A polícia afirma que o incidente aconteceu depois que dois agentes chegaram ao prédio para executar um mandado de prisão para o pai, referente à situação de “home-schooling” (escola em casa) de uma das crianças do casal. Os policiais teriam batido na porta e ouvido uma voz perguntando onde eles estavam. Mas quando os oficiais responderam, o apartamento ficou em silêncio.

Apartamento Predio Anthony Esau
A chegada da polícia supostamente teria feito com que a família se jogasse de um prédio. (Foto: Anthony Esau on Unsplash)

Depois de não conseguirem contato, eles deixaram o local. Mas, nesse meio tempo, uma testemunha ligou para a polícia para falar justamente sobre pessoas que tinham caído da sacada de um prédio. “Não sabemos ainda se eles caíram ou se esse drama se deu por conta de outras circunstâncias”, comentou Jean-Christophe Sauterel, outro porta-voz da corporação, à emissora estatal sérvia RTS.

O que dizem os vizinhos?

A vizinhança foi questionada sobre os comportamentos da família e alguns disseram que todos eram quietos e reservados. “Nós não ouvíamos nada da casa deles, o pai nunca dizia ‘oi’ no corredor e pedia muitos pacotes todo dia”, contou o vizinho Claude Rouiller, em entrevista ao jornal suíço Le Temps. Nos dias que antecederam a tragédia, ele disse ter sentido um cheiro de incenso vindo do imóvel da família. Para alguns, eles fariam parte de um “culto”.

Já na manhã de hoje, um dos residentes do primeiro andar descreveu o momento em que ouviu o baque no chão, por volta das 7h da manhã. Quando o homem foi investigar, deu de cara com os cinco corpos. “Eu pensei que era um filme horrível. Eu não conseguia focar na imagem por mais de poucos segundos”, afirmou.

Continua depois da Publicidade

Visão da polícia e investigação

De acordo com Bisenz, a investigação do caso já está em andamento. À agência de notícias Keystone-ATS, ele afirmou que as cinco pessoas teriam “visivelmente jogado a si mesmas do apartamento ao vazio”. Ele não deu mais detalhes sobre o caso e não revelou se as vítimas eram suíças ou estrangeiras. Cerca de 30 policiais estão no cenário do incidente e tendas de médicos forenses também foram instaladas na frente do edifício.

Ainda não se sabe muito sobre o caso, mas a polícia já concluiu que não havia ninguém no apartamento no momento da queda dos cinco familiares. Agora, a equipe forense está coletando amostras da sacada do apartamento, em busca de possíveis evidências sobre o que teria acontecido. Enquanto isso, segue o enigma…