Soldado escocês recebe autorização da aeronáutica para seguir atuando em filmes pornôs gays, e revela condição dada por oficiais: “Tem limites”; entenda!

O ator pornô escocês Marc McAulay conseguiu uma permissão inusitada… Ele, que também era um soldado em tempo integral da Força Aérea, foi autorizado pelo Ministério da Defesa da Escócia e da Aeronáutica a conciliar suas duas profissões. Até então, o rapaz estava cogitando aposentar a farda para se dedicar somente aos filmes adultos.

“Eles têm regras e limites, mas desde que eu não use meu uniforme nos filmes, está tudo bem. Todos os caras do meu esquadrão também estão totalmente cientes do que eu faço e, apesar das piadas ocasionais aqui e ali, estão aceitando, o que é ótimo”, disse ele em entrevista ao The Times.

Continua depois da Publicidade

O rapaz afirmou que não esperava essa decisão. “Fiquei realmente chocado com o quão decentes a RAF e o MoD (siglas para aeronáutica e Ministério da Defesa) foram sobre eu entrar na indústria e ainda ser um reservista”, declarou.

McAulay ainda contou que, em 2015, foi procurado por uma agência de entretenimento adulto para começar a modelar e, rapidamente, passou a embolsar £ 1.500 por sessão, cerca de R$ 10,3 mil, segundo a cotação atual da libra. Antes disso, ele ingressou na Força Aérea como artilheiro de regimento em 2012, tendo sonhado em ser soldado desde criança.

“Meu outro trabalho”.

Recentemente, o astro ganhou cinco indicações ao “Prowler Porn Awards 2020” e também anda fazendo vários vídeos para o Just for Fans, uma plataforma similar ao OnlyFans, em que os assinantes precisam pagar uma assinatura para ter acesso aos conteúdos. “Na história, sou o único escocês a ter sido nomeado para um desses prêmios e estou concorrendo a cinco”, orgulhou-se.

“Eu literalmente não pude acreditar quando recebi o e-mail, esses prêmios são como o tapete vermelho da indústria pornográfica gay e todos os maiores nomes estão lá, então realmente é como se meu nome estivesse nos holofotes agora”, continuou.

Ao jornal, ele também falou sobre saúde e segurança: “Todo artista que trabalha na indústria com uma agência legítima passa por testes regulares. Antes de cada filmagem, você recebe um exame de saúde particular que custa à agência cerca de £ 600 (R$ 4 mil) cada vez”, informou. Durante isso, eles testam seu sangue para o HIV, fazem a triagem de qualquer DST e agora também fazem o teste de coronavírus”, finalizou.