Fotojet

Vídeo angustiante mostra tentativa da polícia de resgatar casal e bebê de subsolo, durante enchente em Nova York; assista

O estado de Nova York segue enfrentando momentos de terror devido a tempestades tropicais e enchentes causadas pelo furacão Ida, que ao longo dos últimos dias, deixou rastros de tragédia por toda costa leste dos Estados Unidos. Considerada um dos maiores eventos climáticos extremos que ocorreram em território norte-americano nas últimas décadas, a tempestade, infelizmente, causou uma série de mortes.

Um vídeo divulgado nas redes pelo Departamento de Polícia de Nova York (NYPD), no domingo (5), mostra autoridades numa tentativa de resgate de uma família que ficou presa no apartamento onde vivia, no subsolo de um prédio no Queens, por conta de uma inundação. No local, moravam Ang Gelu Lama, de 50 anos, Mingma Sherpa, de 48 anos, e o filho do casal, Lobsang Lama, de apenas 2 anos. O incidente aconteceu na quarta-feira passada (1º).

Family1
(Foto: Reprodução/Facebook)

Nas imagens angustiantes, é possível observar um dos policiais em um corredor estreito, com água até a altura dos ombros, tentando localizar o trio de imigrantes do Nepal. Brinquedos de criança, como um ursinho de pelúcia, e outros objetos também podem ser vistos flutuando pelo caminho. A polícia, entretanto, não tinha os equipamentos necessários para finalizar o resgate com sucesso.

Continua depois da Publicidade

“Um relato não confirmado de pessoas em um porão inundado levou a polícia a uma casa em Woodside. Sem equipamento especial, eles fizeram grandes esforços. Portas trancadas, aumento do nível da água e eletricidade ativa forçaram os policiais a chamarem os bombeiros. Infelizmente, quando unidades especializadas chegaram, encontraram três pessoas mortas por afogamento”, informou a NYPD, pelo Twitter.

Em nota enviada ao The NY Post, a instituição disse que as autoridades chegaram ao local por volta das 22h e encontraram água a 60 centímetros acima do nível da rua, com o subsolo do prédio já “completamente submerso”: “Os oficiais solicitaram imediatamente a resposta das equipes de mergulho e do Corpo de Bombeiros de NY para ajudar no resgate. Após a chegada, a equipe de mergulho determinou que o porão não era seguro para entrada devido aos altos níveis de água e eletricidade ainda ligada em toda a residência”.

Segundo o porta-voz da NYPD, o sargento Brendan Ryan, o nível da água recuou para as ruas somente as 2h da manhã. “Foi determinado que o melhor curso de ação seria esperar que os níveis de água voltassem ao nível da rua e, em seguida, utilizassem uma bomba para remover o excesso de água do porão. Assim que cerca de um metro e meio de água foi removido do porão, os mergulhadores de resgate entraram e recuperaram três indivíduos que foram declarados mortos no local”, encerrou ele.

Até então, as enchentes em Nova York já fizeram 13 vítimas fatais. 11 delas se afogaram acidentalmente em apartamentos no subsolo, de acordo com o legista da cidade.