Riri (1)

Marca de Rihanna é processada após tocar música errada em desfile e dona da canção receber ameaças de morte; entenda

A segunda edição do desfile “Savage x Fenty“, comandado por Rihanna em outubro do ano passado, arrancou muitos elogios ao redor do mundo, principalmente por valorizar a diversidade, etnias, tipos físicos e orientação sexual. No entanto, apesar das coisas boas, uma questão foi motivo de críticas e agora foi parar nos tribunais. Segundo informações divulgadas pelo TMZ nesta sexta-feira (13), a artista responsável pelo processo alega que a empresa usou a “versão errada” de sua canção no desfile.

Na época, a polêmica surgiu devido a uma das músicas escolhidas para o evento, que contém trechos de Hadith, um texto sagrado islâmico, o que foi considerado ofensivo pelos muçulmanos, especialmente pela associação com um desfile de lingeries, já que no islã, as mulheres devem cobrir quase o corpo inteiro.

Robyn Rihanna Fenty And Linda Fargo Celebrate The Launch Of Fenty At Bergdorf Goodman
Empresa de Rihanna está sendo processada. (Foto: Getty)

A artista, que abriu o processo sob o pseudônimo de “Jane Doe” para proteger a sua identidade, afirma que recebeu ameaças de morte quando o desfile foi transmitido para milhões de pessoas, via Amazon Prime Video. Segundo os documentos, ela se sente constantemente em perigo e já foi ameaçada até de decapitação.

De acordo com o processo, a artista deixou claro que uma versão da canção tinha os versos religiosos e outra não, e avisou a empresa sobre qual deveria ser utilizada. Após o não cumprimento do trato, ela alega que passou a sofrer com ansiedade e depressão. Por isso, pede mais de US$ 10 milhões (mais de R$ 52 milhões na cotação atual) em danos à “Savage x Fenty”.

Pedido de desculpas

Após a polêmica, na ocasião, Rihanna usou as redes sociais para se pronunciar e pedir desculpas sobre o caso. “Eu gostaria de agradecer a comunidade muçulmana por apontar um grande descuido que foi, sem querer, ofensivo, no nosso desfile Savage x Fenty”, começou a estrela.

“Eu gostaria de, principalmente, pedir desculpas por esse honesto, mas descuidado, erro. Nós entendemos que ferimos muitos dos nossos irmãos e irmãs muçulmanos e eu estou extremamente abatida com isso!”, lamentou a diva. “Eu não trabalho com nenhum tipo de desrespeito a Deus ou qualquer religião e, por isso, o uso da música no desfile foi extremamente irresponsável”, completou.

Continua depois da Publicidade

Por fim, ela garantiu que vai tomar cuidados redobrados para garantir que nada parecido aconteça no futuro. “Daqui para frente, eu vou me assegurar que nada como isso aconteça de novo. Obrigada pelo perdão e pelo entendimento”, concluiu.

Riri se pronunciou através dos Stories. (Foto: Reprodução/Instagram)

Em um comunicado separado, um representante da “Savage x Fenty” acrescentou que a equipe não tem “nada além do mais profundo respeito e amor” pela comunidade muçulmana e ainda afirmou que os vocais da canção seriam substituídos em uma nova edição do show.

“Nós sinceramente pedimos desculpas pela música que apareceu no desfile. Nós não deveríamos tê-la usado. Os vocais da canção estão sendo substituídos e o show está sendo editado. Todas as marcas da Fenty foram fundadas com base na inclusividade e respeito e esse foi um erro lamentável da nossa parte. Nós tomaremos cuidado no futuro para garantir que isso nunca se repita”, declarou a empresa.