Nicki Minaj e marido são processados por suposta ameaça envolvendo vítima e tentativa de estupro. (Getty)

Nicki Minaj e marido são processados e acusados de intimidar vítima de tentativa de estupro; entenda

Nicki Minaj e o marido, Kenneth Petty, estão sendo processados. Segundo informações divulgadas pelo TMZ nesta sexta-feira (13), a responsável pela denúncia foi uma mulher chamada Jennifer Hough, a mesma que foi vítima na condenação de Petty em 1995, por tentativa de estupro. Jennifer alega que sofreu ameaças do casal para não falar sobre o caso, que aconteceu há mais de 20 anos. Segundo a própria, a pressão foi tanta, que ela começou a ter problemas emocionais.

De acordo com os documentos obtidos pelo site, as supostas ameaças tiveram início quando Petty e Minaj começaram a namorar, no fim de 2018. Em certas ocasiões, a rapper chegou a fazer comentários sobre como o parceiro foi “injustamente acusado”, e afirmou que ele já teria se retratado pelos erros passados — o que a vítima prontamente nega.

Em março de 2020, depois que Petty foi preso por não se registrar como agressor sexual, Jennifer Hough revelou que Minaj teria tentado fazer com que ela retirasse as acusações de estupro, oferecendo até que a levasse, com a família, para depor em Los Angeles. Após rejeitar a oferta, a vítima alega que sofreu “um ataque violento de ligações assediadoras e visitas não solicitadas”. Ainda segundo ela, essa situação desagradável afetou inclusive o restante de sua família.

Pouco tempo depois, a rapper teria contatado o irmão da vítima, oferecendo um pagamento de US$ 500 mil (mais de R$ 2,5 milhões na cotação atual) em troca da retirada das acusações. De acordo com os documentos, Hough afirmou que começou a ser perseguida por advogados, que a pressionavam por uma resposta. Eles teriam ido à sua casa mais de uma vez. Com isso, ela começou a entrar em pânico e a se sentir insegura, porque “estava sendo assediada na própria casa”.

Continua depois da Publicidade

Após nova oferta financeira, desta vez US$ 20 mil (R$ 105 mil), a vítima alegou que precisou mudar de endereço, em agosto do ano passado, para tentar se livrar das ameaças. Apesar da mudança, ela diz que continua vivendo com medo. Agora, Jennifer está processando Nicki e Kenneth por imposição intencional de angústia emocional, assédio e intimidação de testemunhas, além de manter o processo contra Petty por agressão sexual, relacionado à condenação de 1995. O TMZ tentou contato com os representantes da rapper, que não se pronunciaram até o momento.