OMG! Taylor Swift lança trecho de regravação (linda!) de “Love Story” em comercial hilário escrito por Ryan Reynolds; vem ver!

OMG! A patroa chegou com mimos! Nessa quarta-feira (2), Taylor Swift surpreendeu os fãs com um trechinho da versão regravada do hino “Love Story”! A canção serviu como trilha sonora de uma propaganda de um app de relacionamentos, escrita por Ryan Reynolds!

No vídeo, vemos o diabo dando um match e se apaixonando por uma moça que, curiosamente, se chama 2020! Kkkk Genial! Os pombinhos aparecem em momentos românticos, comendo pimentas em um piquenique, malhando à distância – porque, afinal, o distanciamento social tá aí, né?! – e tocando o terror! Tudo isso com a vozinha doce de Tay ao fundo!

Continua depois da Publicidade

O clipe foi compartilhado, num primeiro momento, por Reynolds, que escreveu: “Um match feito no inferno ainda é um match. #HistóriaDeAmor2020”. Dá o play pra conferir, que o resultado ficou ótimo! P.S.: Foco para as leves alterações na melodia da canção, que traz mais sons de violinos, e até mesmo na voz mais madura da artista.

Amamos! Pelo Twitter, Swift explicou que ainda não finalizou todas as regravações, mas que aproveitou a oportunidade para divulgar uma prévia do que vem aí, aos fãs. “Ok, enquanto minhas regravações ainda NÃO estão prontas, meu amigo Ryan Reynolds pediu para usar um trecho de uma delas para um comercial hilário que ele escreveu, então… aqui está uma prévia de ‘Love Story’!”, publicou. “Trabalhando duro para entregar as músicas para vocês em breve!!”, completou a cantora.

No final de novembro, a popstar confessou, durante o “Good Morning America”, que amou regravar “Love Story”:  “Até agora, das que eu gravei, acho que foi mais divertido fazer ‘Love Story’ porque é a música mais antiga, minha voz era tão adolescente e, às vezes, quando ouço minhas músicas mais velhas e minha voz mais de adolescente, me faz sentir como uma cantora diferente agora. Então, foi mais divertido regravar algumas que eu sinto que poderia realmente melhorar a música“.

Taylor anunciou que regravaria seus primeiros seis álbuns ainda em agosto de 2019, após ter os direitos autorais de suas canções adquiridos por Scooter Braun. A saga começou quando o empresário comprou a antiga gravadora da qual Swift era contratada, a Big Machine, em junho de 2019, pelo valor de US$ 300 milhões.

No mês passado, a Variety relatou que Braun vendeu o catálogo da cantora para a Shamrock Holdings, uma empresa de capital privado, como parte de um pacote de negócios avaliado em US$ 300 milhões. Ou seja, a grosso modo, ele recuperou todo o investimento na companhia apenas com a venda dos trabalhos de um único artista!

Desde novembro, Tay ficou livre para regravar canções de seus primeiros cinco álbuns lançados pela Big Machine. Dessa forma, ela pode incentivar que os fãs deem streams nesses “novos” trabalhos, como também poderá facilitar a monetização dos direitos autorais para o uso das músicas em campanhas publicitárias, programas de TV, filmes, etc. Saiba mais sobre o caso, clicando aqui.