rapper 23 Rackz

Rapper 23 Rackz, de 16 anos, é assassinado a tiros durante gravação de seu clipe nos EUA

O músico Rackz tinha apenas 16 anos e estava em ascensão no gênero musical

O rapper 23 Rackz foi assassinado a tiros enquanto gravava um novo videoclipe, em Washington, D.C., nos Estados Unidos. Justin Johnson, nome de batismo do artista, tinha 16 anos e foi baleado na quinta-feira (26), por volta de 11h30 da manhã (horário local), conforme informou o canal norte-americano WTTG-TV.

Mais conhecido pelo nome artístico ’23 Rackz’, Johnson estava em ascensão no mercado da música nos EUA. Ele lançou um álbum no ano passado, intitulado “Rookie of the Year”, com oito faixas. O trabalho flertava com o DMV, um gênero do rap, pioneiro em D.C., Maryland e Virgínia, segundo o New York Post. Em abril deste ano, ele estreou duas canções, chamadas “Dragging” e “Hook”. Confira o último clipe a seguir

Momentos antes do crime, o jovem publicou um story no Instagram, que indicava sua localização, algo que pode ter sido usado pelo criminoso para encontrá-lo no dia. O autor dos disparos não foi identificado até o momento. A motivação do crime também não foi divulgada. A polícia está oferecendo 25 mil dólares — mais de R$ 118 mil na cotação atual — por informações que levem à prisão do culpado.

Continua depois da Publicidade

No Twitter, o rapper Wale, de 37 anos, lamentou a morte do adolescente. “Eu nem sei o que dizer. Sinto muito, irmãozinho”, escreveu. Ele seguiu o desabafo em posts na sequência: “Essa coisa doeu muito. Aquele menino era tão jovem. Tanta coisa pela frente. Lembro-me de ficar o dia todo com ele, quando ele veio para Los Angeles. Acabou sendo a última voz que você ouviu dele neste último álbum. Eu não posso acreditar nisso”.

O empresário de Johnson também se manifestou nas redes sociais. Em um post no Instagram, ele contou um pouco de sua trajetória ao lado do garoto. “Estou sentado aqui desejando que Deus me acorde desse sonho terrível que estou tendo agora”, desabafou. “Eu estava fazendo tudo ao meu alcance para tirar você da cidade, a gente só precisava de um pouco mais de tempo, cara”, continuou lamentando.

Ele ainda afirmou que via muito de si em 23 Rackz: “Eu me vi tanto em você, você não era apenas aquele garoto normal de 16 anos. Você era diferente, estava à frente do seu tempo e eu sabia que você seria uma estrela um dia.” O dono da gravadora “MGETHELABEL” finalizou o texto mandando uma mensagem para Johnson. “Eu não sei o que vou fazer sem você, mano. Olhe por mim aí de cima. Voe alto até que nos encontremos de novo, menininho”, escreveu.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by BIG SQUIRL MGE CEO (@hugosquirl_mge)