Música

Rihanna confirma álbum de reggae, fala sobre supostas colaborações com Lady Gaga e Drake, e mostra primeira prévia de sua Fenty

Pedro Hosken - Publicado em 20/05/2019 às 18:33
Compartilhe: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no E-mail

Na capa e nas páginas da mais nova edição da “The New York Times Style Magazine”, Rihanna deu detalhes preciosos sobre seu próximo álbum de estúdio. A musa – que vinha se mantendo em silêncio sobre o projeto – confirmou os rumores de que trata-se de um disco de reagge. Outras suposições dos fãs, no entanto, acabaram, a priori, descartadas pela barbadiana.

É verdade que você está fazendo um álbum de reggae?“, questionou o jornalista da publicação. Rihanna o respondeu com um singelo ‘sim‘. Na sequência, a estrela desmentiu o rumor de que estaria envolvida em alguma parceria com Lady Gaga. “Não… Acho que isso surgiu por ela ter me seguido no Instagram. Não está nos planos por agora, mas não sou contrária a isso“, resumiu. Questionada se viria por aí, uma nova colaboração com Drake – com quem já fez hits como “Work” e “What’s My Name” – a musa também negou: “Não tão cedo, não vejo isso acontecendo. Não neste álbum, com certeza“.

À publicação, Rihanna posa inteiramente com peças de sua marca de luxo, a Fenty, que estreia em Paris esta semana (Foto: Divulgação)

O aguardado sucessor do ‘ANTI’, lançado em janeiro de 2016, ainda não tem título nem data de estreia definidos, segundo Rihanna. “Até agora o chamamos de R9, graças à Navy. Eu estou prestes a batizá-lo assim, provavelmente, porque eles me assombraram tanto com esse “R9, R9, quando o R9 vai sair?” Como vou aceitar outro nome depois que esse foi gravado no meu crânio?“, brincou ela. (“R9” é a forma que os fãs da artista usam para nomear o projeto – o 9º disco da carreira de Rihanna; assim como os admiradores de Taylor Swift usam de “TS7” para falar do novo álbum da loira…)

Perguntada sobre as possibilidades de atuar de novo, dessa vez no papel de protagonista, Rihanna se mostrou cautelosa. “Eu provavelmente vou tentar um pouco mais, mas não faria um papel grandioso até que soubesse que consigo lidar e carregar um filme sozinha, porque eles têm oferecido isso a mim“, admitiu. “Eu digo sempre ‘Pessoal, obrigado por acreditarem mim, mas a Angelina Jolie está aí oh“, contou. hahahaha

Mais um look total Fenty! O vestido e o terninho estarão disponíveis para compra a partir de sexta (24), por US$ 1100, cada peça. (Foto: Divulgação)

Enquanto produz um novo disco, Rihanna se prepara para lançar sua marca de moda, a Fenty, com o poderoso conglomerado LVMH – detentor de grifes, como Louis Vuitton; Dior; Givenchy e Céline. A parceria histórica fará da cantora, a primeira mulher negra a comandar uma grande maison de luxo em Paris. “Eu nem sabia disso até meses de conversa, quando Jahleel [Weaver – Diretor Criativo Jr. da Fenty Corp.] chamou minha atenção. E eu fiquei tipo: ‘Você tem certeza disso? Você fez sua pesquisa? Porque eu não quero declarar uma alegação que [não procede]’. Porque eu ainda não conseguia acreditar. Isso me fez sentir orgulhosa“, revelou Rihanna sobre o marco.

A diva então compartilhou como se sente ao entrar num mercado extremamente branco e opinou se o fato dela ser a “Rihanna” “aliviaria” um pouco o choque. “Nunca é aliviado, sabe? Você vai ser negro aonde quer que vá. E eu não sei se é lamentável ou afortunado, porque eu amo ser negra. Então, desculpe por aqueles que não gostam disso – essa é a primeira coisa que você vê antes mesmo de ouvir minha voz. Há também outros fatores: sou jovem. Estou chegando agora. Eu sou uma mulher. São fatores que entram em jogo, mas não vou pedir desculpas por eles, e eu não vou recuar de ser mulher, de ser preta, de ter uma opinião. Estou dirigindo uma empresa e é exatamente isso que vim fazer aqui“, finalizou a maravilhosa.

Enquanto o álbum não chega, Riri está pronta para um novo desafio! (Foto: Divulgação)

A coleção da Fenty, de Rihanna, desembarca numa pop-up em Paris nesta sexta-feira (24). As vendas online para o mundo inteiro começam cinco dias depois. Mais um capítulo importante da nossa diva que lá atrás fez todo mundo cantar “Umbrella” sem imaginar o furacão que ela se tornaria… Amamos!