SAIU! Ludmilla lança clipe surpreendente e cheio de coreografia para ‘Cobra Venenosa’; Vem assistir!

Saiu! O clipe de “Cobra Venenosa”, de Ludmilla, já está entre nós! A canção chegou nas mãos do público dias após Lud expôr nas redes uma espécie de “dossiê” contra sua antiga amiga, Anitta. Por conta da letra da canção, muitos fãs da diva esperavam ver indícios dessa rixa no vídeo, mas isso não aconteceu!

Inicialmente, a cantora aparece sentada num trono, toda poderosa, segurando sua cobrinha nos ombros. Foco nas chamas atrás dela! Em seguida, ela surge guiando seu squad em um cenário que representa um mundo pós-apocalíptico, todo destruído. Assim que chega o refrão, os passos de dança ganham destaque! P.S.: Já estamos aqui tentando aprender a coreografia, viu?

Enquanto isso, outras meninas, que até então, parecem ser rivais da turma de Lud, observam tudo de canto. E é aí que vem o plot twist: ao invés de se afrontarem, os dois grupos se unem, afastando completamente a ideia de rivalidade feminina. A mensagem do clipe, então, não foca no veneno dessa cobrinha, mas sim, no antídoto! Babado!

“O clipe se passa em um lugar inóspito, num futuro pós-apocalíptico, destruído pelo racismo, pelo machismo, pela homofobia, os venenos que a gente encontra no nosso dia a dia. E para quem acha que o sentido da letra já está dado, com versos como ‘Eu vim pra causar, e não para passar pano / Se fosse pra ser pacífica, eu ficava no oceano / Cobra invejosa, não sai do lugar / Fica me difamando pra poder me atrapalhar’, é melhor pensar duas vezes”, avisou a cantora. Dá o play pra conferir:

Adoramos! Em entrevista ao hugogloss.com, Lud explicou que o lançamento da música já estava previsto antes mesmo de seu desentendimento com Anitta acontecer. A canção, inclusive, já existe há um bom tempo. “Escrevi há três anos. Quando eu e Anitta nos falávamos, ela me pediu para ver as músicas que eu tinha de funk 150 BPM. Uma das que mandei foi justamente ‘Cobra Venenosa'”, revelou.

Desde que anunciada, a faixa recebeu críticas de que alimentaria a rivalidade entre mulheres, mas a voz de “Verdinha” avisou que o vídeo prova o contrário. “Não acho que seja essa a mensagem, e o clipe vai mostrar isso com muito mais clareza. Acredito que a letra aborde que não é porque duas mulheres não se dão bem, que elas são automaticamente rivais. Se fossem dois homens nessa posição íamos automaticamente achar isso? Ou pensaríamos que eles estão tentando se ajudar a melhorar? Não podemos aceitar passivamente tudo que outra mulher fala por ela ser mulher. É preciso ter um espaço saudável e respeitoso para crítica e debate”, analisou.

A artista enfatizou que a ideia do clipe era de enaltecer as mulheres, e de mostrar que sempre há chance de reconciliação. “Minha inspiração foi falar sobre as mulheres que estão ao seu lado e te fortalecem, te acolhem, te levam para frente. Além disso, quis mostrar também que mesmo que você tenha algum atrito ou não goste ou não concorde com algo que outra mulher faz ou diz, é possível falar sobre isso e, assim, construir pontes entre nós. No clipe, essa mensagem fica muito evidente. Eu e o João (Monteiro, diretor) trabalhamos muito isso. Usamos o lúdico para abordar essa mensagem, e acho que o resultado ficou muito legal”, opinou.

As filmagens aconteceram na última terça-feira (30), em São Paulo, seguindo protocolos para manter a equipe em segurança, durante tempos de pandemia. Ansiosa para saber conferir a reação dos fãs, Lud especulou: “Acho que as pessoas se apegaram muito ao que acreditam ser a música. Mas a verdade é que o clipe mostra outra coisa, uma interpretação mais ampla e bem mais interessante do que é a ‘Cobra Venenosa’ e de como a gente lida com esse veneno. Estou curiosa para ver o que as pessoas vão achar”.

Confira a letra de “Cobra Venenosa”:

Eu disse, limpa, limpa antes que caia dentro
Escorrendo da boca no cantinho o seu veneno
Eu disse, limpa, limpa antes que caia dentro
No cantinho da boca escorrendo o seu veneno
Eu vim pra causar
E não pra passar pano
Se fosse pra ser pacífica eu ficava no oceano
Cobra invejosa não
Sai do lugar
Fica me difamando pra poder me atrapalhar
Só que você esquece
Quem me protege não dorme
O meu bonde vai passar
E vai te dar mais um sacode
Eu disse, limpa, limpa antes que caia dentro
No cantinho da boca escorrendo o seu veneno
Eu disse, limpa, limpa antes que caia dentro
No cantinho da boca escorrendo o seu veneno
Não troco minhas amigas por ninguém
Andar com elas é bom pra
Dá tempo de você mudar sua mandada
Aproveita o muro tá baixo
Meu bonde é chave, é só mulher sagaz
Se não pular tu vai ficar pra trás
O mundo para do jeito que a gente faz
Fica tranquilinha da onde eu venho tem mais
Eu disse, limpa, limpa antes que caia dentro
No cantinho da boca escorrendo o seu veneno
Eu disse, limpa, limpa antes que caia dentro
No cantinho da boca escorrendo o seu veneno