Grammy Latino 2020: Resumão! J Balvin, Bad Bunny e Ozuna são premiados; Anitta e Karol G ARRASAM em performances – Assista e confira os vencedores

Noite de muita festa na música! Nesta quinta-feira (19), aconteceu a 21ª edição do “Grammy Latino”, que celebrou as produções latino-americanas que mais se destacaram na música nos últimos meses.

J Balvin, que boicotou a premiação no ano passado devido à falta de representação do reggaetón na lista, apareceu em treze categorias – quebrando até um recorde do Guinness Book, com o maior número de indicações recebidas por um artista no Grammy Latino, em um único ano. Apesar do feito, o colombiano só garantiu a estatueta de “Melhor Álbum de Música Urban”, por “Colores”. Balvin ainda competia consigo mesmo na categoria de “Gravação do Ano”, pelos hits “Rojo” e “China”, mas não levou a melhor.

Continua depois da Publicidade

O porto-riquenho Bad Bunny aparecia em seguida, com nove nomeações, mas também só conquistou um troféu, o de “Melhor Interpretação de Reggaetón” por “Yo Perreo Sola”. Ozuna foi outro dos destaques, figurando em oito categorias e sendo coroado em duas delas: “Melhor Fusão/Interpretação Urbana” e “Melhor Canção Urban”, pela ótima parceria com Rosalía, “Yo X Ti, Tu X Mi”. Nessa última categoria, concorriam Anitta e MC Lan – únicos brasileiros a aparecerem nas nomeações gerais do prêmio – com o sucesso “Rave de Favela”, parceria com BEAM e Major Lazer.

Surpresa! Os grandes indicados da noite acabaram levando poucos troféus pra casa… (Foto: Getty)

A paulistana Céu, por sua vez, ganhou na categoria “Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa”, por “Apká!”, enquanto Emicida levou com o hinário “AmarElo”, o prêmio de “Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa de Língua Portuguesa”. Paula Fernandes também faturou o troféu de “Melhor Álbum de Música Sertaneja”, por “Origens [Ao Vivo Em Sete Lagoas, Brazil / 2019]”.

As performances

Não pensem que a derrota entristeceu Anitta, não! Com um belo espírito esportivo, a cantora reconheceu a importância e peso de sua nomeação e ainda deu o nome com uma performance de encher os olhos, diretamente do Rio de Janeiro. Nossa malandra abriu a apresentação com um cover de “Mas Que Nada”, escrita por Jorge Ben Jor, emendando o single “Me Gusta”, parceria com Cardi B e Myke Towers, na sequência. Serviu TUDO!

A “Girl From Rio” apareceu em frente aos Arcos da Lapa, junto de suas dançarinas, que a essa altura já são suas fiéis escudeiras. Para o visual, a artista apostou em um conjunto preto de sutiã e hot pant, além de um terno branco com detalhes cartunescos, quase como se tivessem sido desenhados no tecido. O look era uma referência ao Zé Pelintra, entidade espiritual de origem afro-brasileira, admirado na Umbanda. Confira a performance abaixo:

Emicida

O gênio Emicida se uniu ao cantor e compositor Marcos Valle para uma tocante performance de “Pequenas Alegrias da Vida Adulta”. A dupla entregou uma linda versão da música no piano, enquanto o rapper declamava os versos sensíveis da canção. Impecável!

Melim

Diretamente do topo de um prédio em São Paulo, Melim fez uma performance com hits de seu álbum “Eu Feat. Você” – indicado ao prêmio de “Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa”. O trio levou suas doces vozes para a cerimônia com um medley de “Eu Feat. Você” e “Gelo”. Esses irmãos nunca decepcionam!

Bad Bunny

Nosso coelhão começou a apresentação ao som do hit “Bichiyal”. A entrada dele no palco, dirigindo um carrão esportivo branco cercado de motoqueiras, parecia uma cena do filme “Velozes e Furiosos”! Ah, foco pro look todo trabalhado no brilho também!  Logo na sequência, essa vibe meio “bad boy” misterioso foi abandonada e o cantor apareceu com um traje bem “hipster” e todo colorido, para cantar “Si Veo a Tu Mama”, junto de uma banda só de mulheres.

J Balvin

O cantor apostou em uma performance emocionante e política, chamando a atenção do público para problemas sociais. Enquanto cantava “Rojo” todo vestido de branco, o cantor começou a “sangrar” por meio de um coração desenhado em sua roupa. Uau!

Karol G

Karol G entregou uma apresentação PERFEITA para sua colaboração com Nicki Minaj, o hino máximo “Tusa”. Vestida com uma capa rosa de lantejoulas e posicionada no topo de uma escada, a musa logo revelou um macacão rosa deslumbrante que usava por baixo e começou a dançar, junto de seu squad de bailarinas. Ela estava acompanhada por uma orquestra e banda lideradas exclusivamente por mulheres, que tocavam harpa e violinos. ARTISTA!

Pitbull

Mr. Worldwide resolveu dividir o palco com profissionais de serviços médicos e emergência em atividade para performar a canção “I Believe That We Will Win (World Anthem)”. Major Frank Fernández ficou na bateria, a médica assistente Debi Kuiper-Tomas no baixo, Capitão Eddy Alarcón e o Tenente Troy Maness na guitarra. A apresentação também trouxe, como backing vocals, a Sargento Liz Bremer, a enfermeira diplomada com especialização em obstetrícia Kim Fleurinord, o bombeiro Adrian Ballard e o enfermeiro diplomado, bombeiro e Major da reserva da Força Aérea dos Estados Unidos, Marlon Ferdinand.

Ricky Martin e Carla Morrison

Ricky Martin e Carla Morrison se juntaram no palco para apresentar o dueto “Recuerdos”. De maneira simples, mas bastante delicada, a imagem de ambos apareceu inicialmente em preto e branco, enquanto o fundo do cenário era colorido. Na sequência, o porto-riquenho fez a transição para sua música “Tiburones” e, num telão, crianças de todo o mundo apareceram, passando mensagens de unidade durante esses tempos difíceis.

Juanes – Homenagem a Roberto Carlos

O astro do rock colombiano Juanes, a cantora e compositora espanhola Natalia Jiménez e os dominicanos Prince Royce e Leslie Grace apresentaram três interpretações homenageando as “lendas vivas” do programa: Julio Iglesias, Juan Luis Guerra e nosso brasileiro, Roberto Carlos. Com um sorriso no rosto, Juanes entrou no palco cantando “El Gato Está Triste y Azul”. Assista:

Confira os grandes vencedores do “Grammy Latino 2020”:

Gravação do Ano
“Contigo” — Alejandro Sanz – VENCEU

“China” — Anuel AA, Daddy Yankee, Karol G, con Ozuna & J Balvin
“Cuando estés aquí” — Pablo Alborán
“Vete” — Bad Bunny
“Solari Yacumenza” — Bajofondo con Cuareim1080
“Rojo” — J Balvin
“Tutu” — Camilo con Pedro Capó
“Lo que en ti veo” — Kany García & Nahuel Pennisi
“Tusa” — Karol G & Nicki Minaj
“René” — Residente

Álbum do Ano
Un canto por México, Vol. 1 — Natalia Lafourcade – VENCEU

YHLQMDLG — Bad Bunny
Oasis — J Balvin & Bad Bunny
Colores — J Balvin
Por primera vez — Camilo
Mesa para dos — Kany García
Aire (versión día) — Jesse & Joy
Pausa — Ricky Martin
La conquista del espacio — Fito Páez
Cumbiana — Carlos Vives

Canção do Ano
“René” — Residente, compositor (Residente) – VENCEU

“ADMV” — Vicente Barco, Édgar Barrera, Maluma & Stiven Rojas, compositores (Maluma)
“Bonita” — Juanes, Mauricio Rengifo, Andrés Torres & Sebastián Yatra, compositores (Juanes & Sebastián Yatra)
“Codo con codo” — Jorge Drexler, compositor (Jorge Drexler)
“El mismo aire” — Édgar Barrera, Camilo, Jon Leone, Richi López & Juan Morelli, compositores (Camilo)
“For sale” — Alejandro Sanz & Carlos Vives, compositores (Alejandro Sanz & Carlos Vives)
“#ELMUNDOFUERA (Improvisación)” — Alejandro Sanz, compositor (Alejandro Sanz)
“Lo que en ti veo” — Kany García, compositora (Kany García & Nahuel Pennisi)
“Tiburones” — Oscar Hernández & Pablo Preciado, compositores (Ricky Martin)
“Tusa” — Kevyn Mauricio Cruz Moreno, Karol G, Nicki Minaj & Daniel Oviedo Echavarría, compositores (Karol G & Nicki Minaj)
“Tutu” — Camilo, Jon Leone & Richi López, compositores (Camilo con Pedro Capó)

Artista Revelação
Mike Bahía – VENCEU

Anuel AA
Rauw Alejandro
Cazzu
Conociendo Rusia
Soy Emilia
Kurt
Nicki Nicole
Nathy Peluso
Pitizion
Wos

Melhor Álbum Vocal Pop
Pausa — Ricky Martin – VENCEU

Spoiler — Aitana
Prisma — Beret
Por primera vez — Camilo
Más futuro que pasado — Juanes

Melhor Álbum Pop Vocal Tradicional
Compadres – Andrés Cepeda & Fonseza – VENCEU

La Metamorfosis – Reyli Barba
Trece – Andrés Cepeda
Spangled! – Gaby Morena & Van Dyke Parks
Mirándote a los Ojos – José Luis Perales

Continua depois da Publicidade

Melhor Canção Pop
“Tutu” – Camilo e Pedro Capó – VENCEU

“Amor en Cuarentena” – Raquel Sofia
“Bonita” – Juanes e Sebastian Yatra
“Cuando Estés Aquí” – Pablo Alborán
“Una Vez Más” – Ximena Sariñana

Melhor Fusão/Interpretação Urbana
Yo x Ti, Tu x Mi – Rosalía & Ozuna – VENCEU

China – Anuel AA, Daddy Yankee, Karol G. feat. Ozuna & J Balvin
Hablamos Mañana – Bad Bunny, Duki & Pablo Chill-E
Azul – J Balvin
Cántalo – Ricky Martin, Residente & Bad Bunny

Melhor Interpretação de Reggaeton (Categoria Nova)
Yo perreo sola — Bad Bunny – VENCEU
Morado — J Balvin
Loco Contigo — Dj Snake & J Balvin con Tyga
Porfa — Feid & Justin Quiles
Chicharrón — Guaynaa con Cauty
Te soñé de nuevo — Ozuna
Si te vas — Sech & Ozuna

Melhor Álbum de Música “Urban”
Colores- J Balvin – VENCEU

Emmanuel – Anuel AA
YHLQMDLG – Bad Bunny
Oasis – J Balvin & Bad Bunny
Ferxxo – Feid
Nibiru – Ozuna
1 of 1 – Sech
Easy Money Baby – Myke Towers

Melhor Canção “Urban”
Yo x Ti, Tu x Mi – Rosalía & Ozuna – VENCEU

Adicto – Tainy, Anuel AA e Ozuna
Muchacha – Gente de Zona e Becky G
Rave de Favela – MC Lan, Anitta, BEAM e Major Lazer
Rojo – J Balvin

Melhor Álbum Contemporâneo/Fusão Tropical
Cumbiana — Carlos Vives – VENCEU

Energía para regalar — El Caribefunk
Mi derriengue — Riccie Oriach
Mariposas — Omara Portuondo
Alter ego — Prince Royce

Melhor Álbum de Música Ranchera/Mariachi
Hecho en México — Alejandro Fernández – VENCEU

Antología de la música ranchera — Aida Cuevas
A los 4 vientos vol. 1 “Ranchero” — Eugenia León
Bailando sones y huapangos con El Mariachi Sol de México de José Hernández — Mariachi Sol de México de José Hernández
AYAYAY! — Christian Nodal

Melhor Vídeo Musical Versão Curta
TKN – Rosalía & Travis Scott – VENCEU

Saci (Remix) – BaianaSystem & Tropkillaz
Rojo – J Balvin
Cubana – Bivolt
Para Ya – Porter

Melhor Vídeo Musical Versão Longa
El Mundo Perdido de Cumbiana – Carlos Vives – VENCEU

Una Vuelta al Sol – Amaia
The Warrior Women of Afro-Peruvian Music – Just Play Peru
Los Tigres del Norte at Folsom Prison – Los Tigres del Norte
Relato de la Memoria Futuro – Siddhartha

Continua depois da Publicidade

Confira agora os indicados às categorias específicas de língua portuguesa:

Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa
Apká! – Céu – VENCEU

N – Anavitória
Enquanto Estamos Distantes – As Bahias e a Cozinha Mineira
Guaia – Marcelo Jeneci
Eu Feat. Você – Melim

Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa
Amarelo – Emicida – VENCEU
Little Electric Chicken Heart – Ana Frango Elétrico
Letrux aos Prantos – Letrux
Universo do Canto Falado – Rapadura
Na Mão As Flores – Suricato

Melhor Álbum de Samba/Pagode
Samba Jazz de Raiz, Cláudio Jorge 70 – Cláudio Jorge – VENCEU

Mangueira – A Menina dos Meus Olhos – Maria Bethânia
Martinho 8.0 – Bandeira da Fé: Um Concerto Pop-Clássico (Ao Vivo) – Martinho da Vila
Fazenda Samba – Moacyr Luz e Samba do Trabalhador
Mais Feliz – Zeca Pagodinho

Melhor Álbum de Música Popular Brasileira
Belo Horizonte – Toninho Horta & Orquestra Fantasma – VENCEU

O Amor no Caos Volume 2 – Zeca Baleiro
Bloco na Rua (Deluxe) – Ney Matogrosso
Planeta Fome – Elza Soares
Caetano Veloso & Ivan Sacerdote – Caetano Veloso & Ivan Sacerdote

Melhor Álbum de Música Sertaneja
Origens (Ao Vivo em Sete Lagoas, Brasil/2019) – Paula Fernandes – VENCEU

#IssoÉChurrasco (Ao Vivo) [Deluxe] – Fernando & Sorocaba
Livre – Vol. 1 – Lauana Prado
Churrasco do Teló Vol. 2 – Michel Teló
Por Mais Beijos ao Vivo (Ao Vivo) – Zé Neto & Cristiano

Continua depois da Publicidade

Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa
Veia Nordestina – Mariana Aydar – VENCEU
Aqui Está-se Sossegado – Camané & Mário Laginha
Acaso Casa ao Vivo – Mariene de Castro e Almério
Targino sem Limites – Targino Gondim
Obatalá: Uma Homenagem a Mãe Carmen – Grupo Ofa
Autêntica – Margareth Menezes

Melhor Canção em Língua Portuguesa
“Abricó-De-Macaco” — Francisco Bosco & João Bosco, compositores (João Bosco) – VENCEU

“A Tal Canção Pra Lua (Microfonado)” — Vitor Kley, compositor (Vitor Kley & Samuel Rosa)
“Amarelo (Sample: Sujeito de Sorte – Belchior)” — Dj Duh, Emicida & Felipe Vassão, compositores (Emicida com Majur & Pabllo Vittar)
“Libertação” — Russo Passapusso, compositor (Elza Soares & BaianaSystem con Virgínia Rodrigues)
“Pardo” — Caetano Veloso, compositor (Céu)

Clique aqui para conferir a íntegra dos vencedores.