SAG Awards 2019: Discursos emocionantes e prêmio histórico de “Pantera Negra” marcam a noite; confira os vencedores!

Rolou na noite deste domingo (27) a 25ª edição do Screen Actors Guild Award, aquela premiação em que os próprios atores elegem as melhores interpretações do cinema e TV no último ano, que é organizada pelo Sindicato de Atores de Hollywood em parceria com a Associação Americana de Artistas de Radio e TV. E não faltaram estrelas para celebrar a classe neste ano em que o prêmio comemora suas “bodas de prata”.

Seguindo a tradição, a cerimônia começou com alguns artistas fazendo a apresentação “Eu Sou um Ator”. Desta vez, os participantes da abertura foram os astros Mike Meyers, Geoffrey Owens, Yara Shahidi e Megan Mullally, que também foi a anfitriã do bapho. Em seu discurso de abertura, a atriz de “Will & Grace” lembrou que a noite era sobre os atores e enalteceu a diversidade e os papéis femininos na indústria cinematográfica, sempre com seu humor habitual. Ela ainda teve seu momento tiete com Lady Gaga, elogiando a atriz pelo trabalho em “Nasce um Estrela”.

É meu grande privilégio dar as boas-vindas a todos vocês no 25º SAG Awards – a noite em que Hollywood finalmente destaca os atores“, disse Mullally. “É apenas corajoso. Olha, quero dizer, todo mundo sabe que ganhar um prêmio SAG é a maior honra que um ator pode receber neste fim de semana. (…) Papéis para as mulheres continuam a abrir novos caminhos. Glenn Close interpretou uma esposa. Então isso é novo. Melissa McCarthy retratou uma mulher que repetidamente pede desculpas e pede perdão. Eu estava tipo, o quê? Isso é inovador. Emily Blunt interpretou uma babá. E em outro filme escrito e dirigido por seu marido na vida real, John Krasinski, Emily fez uma mãe que não tinha permissão para falar. Quer dizer, tão bom não ter que decorar nenhuma fala, estou certa? Isso foi muito, muito genial de você, John. Obrigada“. Hahahaha! Assista abaixo:

E a noite, sem dúvidas, foi marcada por discursos poderosos que nos emocionaram e muito! Um dos momento mais especiais da cerimônia ficou para o final, quando os astros de “Pantera Negra” subiram ao palco para receber o maior prêmio da noite, o de “Melhor Elenco em Filme”.

Quem assumiu o papel de falar em nome dos colegas foi o maravilhoso Chadwick Boseman, que subiu ao palco ao lado de astros como Michael B. Jordan, Lupita Nygong’o, Danai Gurira, Angela Bassett e Andy Serkis. Ele agradeceu ao diretor Ryan Coogler e aos executivos da Disney e da Marvel, incluindo o presidente do estúdio de heróis, Kevin Feige. Nosso eterno rei de Wakanda ainda falou sobre o impacto do filme na indústria de cinema.

Astros de Pantera Negra receberam o prêmio de “Melhor Elenco” no SAG Awards 2019. (Foto: Kevin Winter/Getty Images for Turner)

Quando penso sobre ir trabalhar todos os dias e a paixão, a inteligência, o comprometimento e a disciplina que todo mundo mostrou, eu também penso em duas perguntas que todos nós recebemos ao longo de várias ações de divulgação. E uma é: será que nós sabíamos que este filme receberia esse tipo de resposta, que faturaria um bilhão de dólares e ainda estaria aqui durante esta temporada de premiações? E a segunda pergunta é: o filme mudou a indústria? Mudou realmente a maneira como esta indústria funciona? Como nos vê? E minha resposta para isso é: ser jovem, talentoso e negro“, disse Chadwick.

Porque, todos nós aqui em cima sabemos – Andy, nós incluímos você também. Ser jovem, talentoso e negro, todos sabemos como é ser dito que não há lugar para você aparecer. No entanto, você é jovem, talentoso e negro. Sabemos o que é ser informado de que não há um filme para você fazer, um palco para você aparecer, sabemos como é ser a cauda e não a cabeça. Nós sabemos o que é estar embaixo e não acima. E é com isso que trabalhamos todos os dias. Porque não sabíamos que estaríamos por perto durante a temporada de premiações ou que isso daria um bilhão de dólares, mas sabíamos que tínhamos algo especial que queríamos dar ao mundo. Que poderíamos ser seres humanos completos nos papéis que estávamos desempenhando, que poderíamos criar um mundo que exemplificasse um mundo que queríamos ver. Sabíamos que tínhamos algo que queríamos dar, ir ao trabalho todos os dias e resolver problemas com esse grupo de pessoas todos os dias, com esse diretor, é algo que eu gostaria que todos os atores tivessem a oportunidade de experimentar. Se você experimentar isso, você será um artista satisfeito“, continuou ele. Estamos aplaudindo de pé!

Chadwick ainda fez uma referência ao segundo filme da franquia no fim do discurso. “É um prazer sermos celebrados e sermos amados por vocês. Uma coisa que eu sei é que você não pode ter um Pantera Negra sem ter o segundo. Então, nós amamos vocês e estamos celebrando“, completou. Assista abaixo:

Quem também fez um discurso poderoso foi Rami Malek, que venceu como “Melhor Ator”, por “Bohemian Rhapsody”, e dedicou o prêmio a Freddie Mercury, após reconhecer os colegas que disputaram a categoria com ele. “Isso parece extraordinário para mim quando olho para os atores com quem estou indicado, de verdade. Eu nunca sonhei que poderia estar em uma categoria com esses homens e tenho muito orgulho de ser um dos seus colegas… É uma honra que me surpreende”. Sobre o icônico vocalista da banda Queen, ele falou: “Eu recebo algum poder dele que é sobre ter coragem e viver a sua melhor vida, ser exatamente quem você quer ser e realizar tudo o que você deseja. E eu sinto isso, e ele permite que todos nós sintamos isso, e isso é, novamente, para ele“.

Entre as categorias de cinema, ainda tivemos prêmios para Glenn Cloe (Melhor Atriz, por “A Esposa”); Mahershala Ali (Melhor Ator Coadjuvante, por “Green Book – O Guia”) e Emily Blunt (Melhor Atriz Coadjuvante, por “Um Lugar Silencioso”).

Glenn Close foi consagrada “Melhor Atriz” pelo filme “A Esposa” no SAG Awards 2019. (Foto: Kevin Winter/Getty Images for Turner)

Já nas categorias de TV, o elenco de “This Is Us” recebeu pelo segundo ano consecutivo o maior prêmio da noite e foi consagrado o melhor em série dramática. Nos agradecimentos, a diva Mandy Moore citou os membros da equipe da série pelo trabalho excepcional e o muso Justin Hartley falou sobre a importância da trama. “Obrigado por reconhecerem uma série que é sobre a vida, suas leis imprevisíveis, suas doces vitórias, e sobre inclusão“. Muito amor pela família Pearson!

E a temporada é dela! Depois de levar o Globo de Ouro e o Critics’ Choice Awards, a diva Sandra Oh recebeu seu terceiro prêmio este ano de “Melhor Atriz em Série Dramática”, por seu papel em “Killing Eve”, e fez um discurso emocionante em agradecimento aos colegas atores. “Eu gostaria de agradecer ao meu mentor Kim Gillingham. Eu não seria a atriz que sou sem o trabalho que compartilhamos. E eu só quero agradecer aos meus colegas atores. Eu senti o apoio deles tão tremendamente nos últimos anos. Quero agradecer a Alfre Woodard. Em 1997 – ela nunca vai se lembrar disso, ela sussurrou no meu ouvido: ‘estou tão orgulhosa de você. Nós lutamos a mesma luta’. Jamie Foxx, em 2006, puxou-me para o lado e disse: ‘Continue’. E em 2017, Lena Waithe, ela me abraçou e disse: ‘Você já ganhou. [A vitória] Está no seu trabalho’. Então agradeço aos meus colegas atores. Muito obrigada“.

Ainda nas categorias de TV, tivemos prêmios também para Darren Criss (Melhor Ator em Telefilme ou Minissérie, por “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story”); Jason Bateman (Melhor Ator em Série Dramática, “Ozark”); Patricia Arquette, (Melhor Atriz em Telefilme ou Minissérie, por “Escape at Dannemora”) e Rachel Brosnahan (Melhor Atriz em Série de Comédia, por “The Marvelous Mrs. Maisel”). A produção estrelada por Rachel ainda levou a estatueta de “Melhor Elenco em Série de Comédia”.

Elenco de “The Marvelous Mrs. Maisel” no palco do SAG Awards 2019. (Foto: Kevin Winter/Getty Images for Turner)

E a homenagem da noite foi para o astro Alan Alda, que recebeu o “Life Achievement Award” pelo conjunto da obra. Tom Hanks estava lá para entregar a estatueta ao ator em reconhecimento a suas conquistas na carreira e realizações humanitárias.

Alan Alda recebeu o “Life Achievement Award” pelo conjunto da obra. (Foto: Kevin Winter/Getty Images for Turner)

Em seu discurso, Alda falou sobre o significado da profissão. “Oh meu Deus, olá. Vocês sabem, é realmente difícil descrever para vocês como é ver meus colegas atores, meus heróis, me receberem aqui assim. É um sentimento extraordinário. A questão é que isso acontece em um momento em que tive a chance de olhar para trás e pensar sobre o que significa ser ator. Eu vejo mais do que nunca agora como estou orgulhoso de ser um membro de nossa irmandade de atores. (…) Pode nunca ter sido mais urgente ver o mundo através dos olhos de outra pessoa. Quando a cultura é dividida de forma tão acentuada, os atores podem ajudar, pelo menos um pouco, fazendo o que fazemos. A parte boa é que é divertido fazê-lo. Então meu desejo para todos nós é: vamos ser brincalhões, vamos nos divertir e vamos continuar pesquisando. Você não pode resolver tudo, mas não faria mal tentar“. Que lição, né?!

Confira a lista completa de indicados:

Melhor Ator
Christian Bale, “Vice”
Bradley Cooper, “Nasce Uma Estrela”
Rami Malek, “Bohemian Rhapsody” – VENCEU
Viggo Mortensen, “Green Book – O Guia”
John David Washington, “Infiltrado na Klan”

Melhor Atriz
Emily Blunt, “O Retorno de Mary Poppins”
Glenn Close, “A Esposa” – VENCEU
Olivia Colman, “A Favorita”
Lady Gaga, “Nasce Uma Estrela”
Melissa McCarthy, “Poderia Me Perdoar?”

Melhor Ator Coadjuvante
Mahershala Ali, “Green Book – O Guia” – VENCEU
Timothee Chalamet, “Querido Menino”
Adam Driver, “Infiltrado na Klan”
Sam Elliott, “Nasce Uma Estrela”
Richard E. Grant, “Poderia Me Perdoar?”

Melhor Atriz Coadjuvante
Amy Adams, “Vice”
Emily Blunt, “Um Lugar Silencioso” – VENCEU
Margot Robbie, “Duas Rainhas”
Emma Stone, “A Favorita”
Rachel Weisz, “A Favorita”

Melhor Elenco em Filme
“Nasce Uma Estrela”
“Pantera Negra” – VENCEU
“Infiltrado na Klan”
“Bohemian Rhapsody”
“Podres de Ricos”

Melhor Ator em Série Dramática
Jason Bateman, “Ozark” – VENCEU
Sterling K. Brown, “This Is Us”
Joseph Fiennes, “The Handmaid’s Tale”
John Krasinski, “Tom Clancy’s Jack Ryan”
Bob Odenkirk, “Better Call Saul”

Melhor Atriz em Série Dramática
Julia Garner, “Ozark”
Laura Linney, “Ozark”
Elisabeth Moss, “The Handmaid’s Tale”
Sandra Oh, “Killing Eve” – VENCEU
Robin Wright, “House of Cards”

Melhor Ator em Série de Comédia
Alan Arkin, “The Kominsky Method”
Michael Douglas, “The Kominsky Method”
Bill Hader, “Barry”
Tony Shalhoub, “The Marvelous Mrs. Maisel” – VENCEU
Henry Winkler, “Barry”

Melhor Atriz em Série de Comédia
Alex Borstein, “The Marvelous Mrs. Maisel”
Alison Brie, “GLOW”
Rachel Brosnahan, “The Marvelous Mrs. Maisel” – VENCEU
Jane Fonda, “Grace and Frankie”
Lily Tomlin, “Grace and Frankie”

Melhor Ator em Telefilme ou Minissérie
Antonio Banderas, “Genius: Picasso”
Darren Criss, “Assassination of Gianni Versace” – VENCEU
Hugh Grant, “A Very English Scandal”
Anthony Hopkins, “King Lear”
Bill Pullman, “The Sinner”

Melhor Atriz em Telefilme ou Minissérie
Amy Adams, “Sharp Objects”
Patricia Arquette, “Escape at Dannemora” – VENCEU
Patricia Clarkson, “Sharp Objects”
Penelope Cruz, “Assassination of Gianni Versace”
Emma Stone, “Maniac”

Melhor Elenco em Série Dramática
“The Americans”
“Better Call Saul”
“The Handmaid’s Tale”
“Ozark”
“This Is Us” – VENCEU

Melhor Elenco em Série de Comédia
“Atlanta”
“Barry”
“GLOW”
“The Kominsky Method”
“The Marvelous Mrs. Maisel” – VENCEU

Melhor Performance de Ação por Equipe de Dublês em Série de Comédia ou Drama
“Glow” – VENCEU
“Marvel’s: Daredevil”
“Tom Clancy’s Jack Ryan”
“The Walking Dead”
“Westworld”

Melhor Performance de Ação por Equipe de Dublês em Filme
“Homem-Formiga e a Vespa”
“Vingadores: Guerra Infinita”
“The Ballad of Buster Scruggs”
“Pantera Negra” – VENCEU
“Missão: Impossível – Efeito Fallout”

Assista a outros discursos da cerimônia: