Daneilcapa

Daniel Radcliffe vende lindo apartamento na Austrália por R$10 milhões, e os compradores são os próprios pais do ator; vem ver as fotos

O endereço não é mais a Rua dos Alfeneiros número 4! O ator Daniel Radcliffe vendeu seu apartamento em Melbourne, na Austrália. O astro, entretanto, manteve a propriedade em família, já que os compradores foram seus próprios pais, Marcia Gresham e Alan Radcliffe.

Conforme o site Real Estate AU, os documentos do imóvel foram passados para os nomes de Marcia e Allan, em uma transação que custou US$ 2 milhões, cerca de R$10 milhões. Será que ele colocou o dinheiro que recebeu em Gringotes? kkkk. O luxuoso apartamento conta com janelas amplas, com bastante área externa e uma cozinha ultra moderna.

Continua depois da Publicidade

O lugar tem também dois quartos, dois banheiros, uma sala de estudos, garagem para dois carros e ainda uma vista privilegiada para o Rio Yarra. O astro teria comprado o imóvel em 2007, para as gravações do filme “Um Verão Para Toda Vida”, feitas no país. O prédio fica em um dos mais caros bairros australianos. Bem chique!

Daniel6
Daniel Radcliffe colocou seu apartamento à venda por R$10 milhões (Foto:  Reprodução/Domain.au)

O local já chegou a ser colocado à venda em 2015, por US$ 2,5 milhões, aproximadamente R$12,5 milhões. O corretor responsável na época, Marcus Chiminello, revelou que houve muitas pessoas interessadas no apartamento, mas, no fim, ele foi retirado do mercado. Bem, pelo menos para os pais, o ator deu um desconto, né? Confira imagens do imóvel:

Daniel Radcliffe virou um fenômeno ao interpretar o bruxinho mais famoso do cinema (Foto: Reprodução/Warner Bros)

Daniel Radcliffe ficou conhecido por protagonizar a saga de Harry Potter, baseado nos livros da escritora J.K. Rowling. No primeiro longa da franquia, “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, o britânico tinha apenas 12 anos no começo das gravações, ao lado de Rupert Grint, Emma Watson e Tom Felton. Com o fim da saga do Menino que Sobreviveu, o ator decidiu focar a carreira em filmes mais independentes como “Será Que?”, “Um Cadáver para Sobreviver” e “Versos de um Crime”.