Absurdo! Homens partem para cima de repórter durante transmissão ao vivo, atacam Globo e geram revolta: “Falta de respeito com os profissionais”; assista!

Falta de respeito! Nesta terça-feira (14), a equipe de jornalismo da TV Globo foi atacada novamente. Ao vivo, durante o SPTV 1, telejornal de São Paulo, a repórter Mariana Aldano estava em frente a uma agência da Caixa Econômica Federal, quando alguns homens partiram em sua direção para criticar a emissora.

A jornalista falava sobre a espera em frente às agências de banco, enquanto muitos buscavam ajuda para receber o auxílio emergencial do governo. Foi então que dois homens saíram da fila e partiram para cima da equipe, gritando logo em seguida: “Globo lixo”. Com a interrupção, Mariana não reagiu mais e a transmissão voltou aos estúdios. Com um semblante assustado, o apresentador César Tralli não mencionou o ataque e seguiu com o noticiário.

Assista:

Que absurdo! A postura dos dois cidadãos também gerou revolta entre internautas, que se manifestaram pedindo por respeito aos jornalistas. “Até quem tenta levar informação pra população sofre com a falta de educação da turma do ódio. Solidariedade à jornalista Mariana Aldano”, disse um perfil. “Só eu que acho uma falta de respeito com os profissionais que estão correndo o risco para informar a população e ser interrompidos por pessoas que querem se aparecer… não gosta do canal, apenas não assistam!”, criticou outra conta.

Vem ver:

Na última sexta-feira (10), uma situação parecida aconteceu com o mesmo telejornal. Renato Peters falava sobre as consequências da pandemia do novo coronavírus para toda a saúde, quando a mulher apareceu por trás dele, tomou o microfone de suas mãos e atacou a Globo, elogiando o presidente da República, Jair Bolsonaro. “A Globo é um lixo e o Bolsonaro tem razão”, berrou ela.

A transmissão de Renato Peters também foi invadida por uma mulher que criticou a TV Globo e fez menção ao presidente. (Foto: Reprodução/Globo)

Pouco depois, o âncora se desculpou pela situação. “Peço desculpas aí a você. Você viu que o Renato Peters estava ao vivo, fazendo explicações importantes sobre a situação de uma família que passa apuros aqui em São Paulo”, declarou Tralli.

“A gente tá sempre trazendo os assuntos que interessam para a população de São Paulo e eu peço desculpas, porque infelizmente atrapalharam uma explicação tão importante do Renato Peters em relação a um assunto tão importante para uma família aqui de São Paulo”, desabafou o apresentador do noticiário. Confira:

Pelas redes sociais, Renato deu mais detalhes do ocorrido e lamentou a situação. “Gente, tá tudo bem aqui. Nenhum arranhão, nem susto. A mulher, que estava com uma criança de cinco anos, só não percebeu que estávamos lá para mostrar que o hospital do bairro dela já está em situação crítica”, explicou ele.

Em seguida, Peters ironizou uma declaração que o presidente deu recentemente, minimizando a Covid-19. “Mas, nada diante de uma ‘gripezinha’, né!? No mais, fiquem em casa. Eu sigo na rua para reportar”, disse o jornalista, que normalmente atua na área esportiva da Globo.

Segundo o Notícias da TV, profissionais da TV Globo afirmam que não houve mudanças em vista de garantir a segurança dos repórteres, após a agressão de Peters.

Enquanto isso, deixamos nossa solidariedade aos colegas jornalistas que têm passado por tais situações difíceis, e nossa indignação com a postura revoltante desses “invasores”. Todos merecemos respeito…