[Alerta Spoiler!] Cena emblemática no final de “Game of Thrones” foi um acidente, segundo roteiro original; entenda!

[Alerta Spoiler! Esse post contém detalhes sobre a oitava temporada de “Game of Thrones”] Drogon, garoto, tu tá de brincadeira com a nossa cara, né?! Enquanto muitos fãs de “Game Of Thrones” ainda estão digerindo o final controverso da série, revelações dos bastidores da produção continuam vindo à tona, deixando o público super confuso e chocado. Pois, veja bem… Dois meses após a exibição do final do programa, nesta sexta-feira (2), descobrimos que o momento em que o filhinho de Daenerys destrói o trono de ferro, na verdade, aconteceu por engano! É o quê?!

O site da Televison Academy divulgou para seus usuários os roteiros originais de todos os programas que estão concorrendo na categoria “Melhor Roteiro” do prêmio Emmy Awards, que acontece no dia 22 de setembro. Entre os textos publicados está o de “The Iron Throne”, episódio final da oitava temporada de “Game Of Thrones”. Nele, descobrimos que, os showrunners David Benioff e D.B. Weiss na verdade não idealizaram a cena em que Drogon derrete especificamente o trono de ferro.

De acordo com o roteiro publicado, o dragão teria um acesso de fúria no momento fatal em que Daenerys é assassinada por John Snow e, com isso, acabaria atingindo o trono… Mas a ideia inicial era que houvesse muito mais destruição em torno dos escombros em que o casal estava. Leia um trecho do roteiro:

Nós vemos o fogo se acumulando em sua garganta. Jon também vê isso. Ele se prepara para morrer. Mas a explosão não é para ele. Drogon quer queimar o mundo, mas ele não vai matar Jon. Ele cospe fogo na parede do fundo, derrubando o que resta dos grandes blocos vermelhos de pedra. Nós olhamos por cima do ombro de Jon enquanto o fogo varre tudo em direção ao trono – não o alvo da ira de Drogon, apenas um espectador burro no meio da destruição. Olhamos através das lâminas do trono enquanto as chamas o engolem e explodimos a parede atrás dele. Vemos o trono nas chamas, ficando vermelho, depois branco, depois começando a perder sua forma. Temos fotos dos detalhes que se fundem em silhueta: os braços, o icônico leque de espadas no encosto. O fogo para. A fumaça desaparece revelando uma poça de escória ardente onde o trono esteve uma vez. Quem vai sentar no Trono de Ferro? Ninguém“.

Drogon destruiu o trono de ferro no final de “Game of Thrones” por acidente. Foto: Reprodução/HBO

E é isso, minha gente! Kkkk Depois de tanta sofrência, os roteiristas decidiram no final que o trono seria apenas um objeto descartável. Polêmico, né?! Para se ter uma ideia, após o final do programa, diversos fãs criaram teorias para a cena. Uma das teorias dizia que Drogon estava “matando” o que ele entendia ter sido o culpado pela morte de sua mãe Daenerys. Outros fãs apostaram que a criatura fez tudo isso porque o futuro rei (Bran Stark) não precisaria de uma cadeira, já que ele tem uma cadeira de rodas. Eita, povo maldoso! rs

“Como Drogon acha que sua mãe morreu”

“Drogon destruiu o trono de ferro porque o novo rei já tem sua própria cadeira”

De qualquer forma, a revelação coloca ainda mais lenha na fogueira... A insatisfação com o desfecho da série foi tão grande que o público chegou a fazer um abaixo-assinado pedindo que a HBO regravasse todos os episódios novamente com roteiros inéditos. Recentemente, o diretor da programação do canal, Casey Bloys, comentou o impacto que as reclamações tiveram internamente.

Há muito poucas desvantagens em ter um programa tão popular nas mãos, mas uma na qual eu posso pensar, é que muitas pessoas têm opiniões fortes sobre como a série deveria terminar, e como querem ver essas histórias e personagens chegarem ao fim. Eu acho que isso vem no pacote. Acho que a petição mostra muito entusiasmo e paixão pelo show, mas não é algo que consideramos seriamente“, revelou.