[ALERTA SPOILER!] “Game of Thrones”: Roteiristas explicam e defendem reviravolta de Daenerys Targaryen no penúltimo episódio

Quem assiste “Game of Thrones” sabe: a série é um tiro atrás do outro! Ao longo dessas últimas temporadas, tivemos mortes e cenas que nos fizeram pular do sofá, chorar e ficar em choque. Mas, no quinto episódio da oitava temporada, os roteiristas parecem ter acertado no calcanhar de Aquiles dos fãs do programa com uma reviravolta no enredo de Daenerys Targaryen.

[ALERTA SPOILER!!!! Este post pode conter spoilers da oitava temporada de “Game of Thrones”]

Depois da sangrenta batalha de Winterfell, a guerra travada entre Daenerys contra Cersei para assumir o Trono de Ferro era um dos momentos mais esperados pelo público do programa, porém, o resultado parece não ter agradado muito. O episódio mostrou que a mãe dos dragões parece ter sucumbido ao destino de sua família e teve um comportamento violento ao queimar toda Porto Real matando milhares de inocentes, mesmo após o exército ter se rendido.

Os roteiristas da produção, David Benioff e D.B. Weiss, contaram no especial “Inside the episode” o porquê das atitudes de Dany. “(Já existia indícios dessa personalidade) Mesmo quando você olha para trás na primeira temporada, quando Khal Drogo dá a coroa de ouro para Viserys e você olha sua reação ao ver a cabeça do irmão derreter. (Só que) ele era um irmão terrível, então eu não acho que alguém lá fora estava chorando quando Viserys morreu. Mas há algo assustador sobre a maneira como Dany respondeu à morte de seus inimigos “, analisou David.

Ele ainda completa sua linha de raciocínio: “E se as circunstâncias tivessem sido diferentes, não creio que este lado de Dany jamais teria saído. Se a Cersei não a tivesse traído, se Cersei não tivesse executado Missandei, se Jon não tivesse lhe dito a verdade – se todas essas coisas tivessem acontecido de outra maneira, não acho que estaríamos vendo esse lado de Daenerys Targaryen”, completou.

Foto: reprodução/HBO

Para os roteiristas, o comportamento de Khaleesi mostrado no último capítulo exibido seria resultado de todas as coisas que ela passou, mas que não seria exatamente uma surpresa por terem alertado no início do episódio, de certa forma. “Dany é uma pessoa incrivelmente forte. Ela também é alguém que teve amizades e conselheiros muito próximos durante toda a série. Você olha para aquelas pessoas que estão mais próximas a ela há tanto tempo, e quase todas viraram as costas para ela ou morreu, e ela está muito sozinha. E isso é uma coisa perigosa para alguém que tem tanto poder, se sentir isolado. Então, no exato momento em que ela precisa de orientação e esse tipo de amizade mais próxima, todo mundo se foi”, diz Benioff.

David comenta sobre o distanciamento de Jon Snow explicando que ele a traiu quando contou a verdade sobre sua origem às irmãs. “Também teve o fato de que ele é incapaz de devolver seus sentimentos neste momento“, completa.

Weiss defende a construção da personagem para chegar nesse momento de forma que já era esperada e aceitável. “Eu acho que quando ela diz ‘Que seja medo’, ela está se resignando ao fato de que ela pode ter que fazer as coisas de uma forma que não é agradável, e ela pode ter que fazer as coisas de uma forma que é horrível para muitas pessoas. Dany escolheu a violência. Eu não acho que ela tenha decidido antes do tempo que iria fazer o que fez. Mas então ela vê a Fortaleza Vermelha, que é, para ela, o lar que sua família construiu quando eles vieram para este país anos atrás. É nesse momento, quando ela está olhando para aquele símbolo de tudo que foi tirado dela que é tomada a decisão de tornar isso pessoal”, finaliza.

As explicações podem esclarecer um pouco os últimos acontecimentos, mas estão longe de aliviar a tensão com os fãs do programa que esperavam um desfecho mais humano para Daenerys. Nas redes sociais, as reclamações e memes têm sido um show a parte. Espia só!

Agora é esperar para ver se a mãe dos dragões conseguirá assumir de fato o trono de ferro e governar. O episódio final de “Game of Thrones” será exibido no próximo domingo (19), às 22h, na HBO.