Ana (6)

Ana Maria Braga chora ao lembrar de Louro José em data especial no ‘Mais Você’: ‘Saudade’; assista

Emocionante! Ana Maria Braga comemorou 22 anos de “Mais Você” nesta segunda-feira (18), e não conteve as lágrimas ao fazer um lindo discurso sobre a trajetória do programa, relembrando Tom Veiga, intérprete do inesquecível Louro José. Amigo pessoal da apresentadora, Veiga faleceu em novembro do ano passado, vítima de um acidente vascular cerebral (AVC).

A comunicadora não conteve as lágrimas depois de rever momentos importantes da atração, muitos deles ao lado do famoso papagaio que a acompanhava nas telinhas da TV Globo desde 1999. “Já deu pra perceber que é um clima de festa, ao mesmo tempo, com a abertura desse programa, quando a gente vê aquele monte de imagens de uma vida inteira… 22 anos é uma história diária que a gente tem junto. Não só minha e da minha equipe, mas de você principalmente. Sem você aí do outro lado, a gente não estaria aqui até hoje“, discursou Ana Maria.

Esse programa hoje de aniversário é dedicado a você. E quando a gente vê aquelas imagens todas… A saudade de alguns momentos faz com que a gente perceba o quanto a gente tem que valorizar a vida em cada dia, em cada segundo. As coisas passam, as pessoas se vão. Como vocês viram aí, é hora de saudade, de uma sensação de… Dever cumprido eu não diria, porque eu não cumpro dever aqui. Nem eu nem a minha equipe. A gente se diverte muito toda manhã. Mas é de uma história contada junto com vocês“, continuou ela, já com a voz embargada e os olhos marejados.

Continua depois da Publicidade

Muitas histórias foram contadas aqui. Nesse tempo, a gente sorriu, chorou… Se emocionar aqui é fácil. A gente vibrou, aprendeu muita coisa juntos. A cada dia que a gente amanhece aqui, tem uma ânsia de querer aprender mais. Todo dia, a gente aprende alguma coisa. E aqui o que não falta, tanto meu, como da minha equipe toda que tá aqui e quem já esteve aqui e não está mais, é fôlego para gente seguir em frente. Principalmente contando com você do outro lado“, disse.

A apresentadora finalizou o discurso falando sobre o clima do programa: “Eu não sei de tudo que vai acontecer hoje, mas sei que o negócio tá animado. Hoje é dia de celebrar com você“. A atração recebeu para a comemoração, o cantor Daniel, Claudia Raia, e os ilusionistas Klauss Durães e Henry Vargas.

Falecimento de Tom

O ator, intérprete do Louro José, morreu em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico, causado por um aneurisma. As informações constam no laudo emitido pelo IML – Instituto Médico-Legal, ao qual a TV Globo teve acesso no dia 2 de novembro de 2020.

De acordo com o documento, o exame de necropsia revelou que Tom já estava acometido por um aneurisma cerebral, que é um tipo de inchaço de vaso sanguíneo – veia ou artéria – cujo rompimento costuma ser fatal. O aneurisma, geralmente, não provoca nenhum tipo de sintoma, o que dificulta um diagnóstico e o tratamento eficaz.

Continua depois da Publicidade

Veiga foi encontrado morto em um domingo, dia 1 de novembro, aos 47 anos, em seu apartamento na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Ele deixou quatro filhos e um personagem histórico na TV. O ator deu voz a Louro José, o bom companheiro de Ana Maria Braga, durante mais de 23 anos.

Como nasceu o Louro José

A primeira aparição do boneco se deu no dia 6 de março de 1997, quando a apresentadora ainda trabalhava no ‘Note e Anote’, da TV Record. Na época, a loira teve a ideia de introduzir o personagem para suavizar a transição do programa, exibido logo após uma atração infantil. “Precisava ser um bicho que falasse, que interagisse comigo, mas não podia ser cachorro, porque cachorro não fala, passarinho não fala. E, por eliminação, decidimos pelo papagaio“, contou Ana ao Memória Globo.

Continua depois da Publicidade

Tom, que até então trabalhava como coordenador de estúdio e produtor executivo do programa de variedades, topou o desafio, se tornando um fenômeno absoluto. A química do papagaio com a loira deu tão certo, que a dupla foi parar na TV Globo, estreando o “Mais Você” em 18 de outubro de 1999.

Eu disse: ‘Vamos pôr o Louro’. Fiz um primeiro rascunho do desenho e pedi para uma pessoa que desenvolvia bonecos fazê-lo. Ele nasceu todo mambembe. Depois a gente foi ajeitando, mudando a espuma, até que ele virou global – aí ficou um astro, lindo. É um filho mesmo“, recordou Ana Maria. A perda de Tom foi profundamente sentida no mundo artístico e o ator recebeu lindas homenagens de muitos colegas de trabalho.

A relação de Ana e Louro era de longa data… (Foto: Frederico Rozário/Globo/Reprodução/Instagram)