Apresentadora do SBT se revolta após agente penitenciário agredir cinegrafista: “Vem aqui tentar me dar porrada na porta do SBT” — Assista

Nesta segunda-feira (5), a apresentadora do “SBT Rio”, Isabele Benito, perdeu a paciência ao noticiar um caso de agressão contra um cinegrafista do noticiário – que foi atacado fisicamente por agentes penitenciários, durante o trabalho. Enquanto estava ao vivo na programação, a jornalista se irritou e chamou o agressor “pra porrada”.

A história teve início na última sexta-feira (2), quando o cinegrafista foi filmar imagens do presídio Ary Franco, no Rio de Janeiro, mas foi impedido de trabalhar e ainda levou dois socos de agentes penitenciários. “Te quebro na porrada aqui. Já falei pra não gravar essa m*rda”, bradou um dos agentes, incomodado com a presença do profissional. “Abaixa essa p*rra se não eu vou quebrar”, ameaçou ele, que ainda disparou para o cinegrafista: “Você é vagabundo também, pra mim você é vagabundo”.

Os agentes penitenciários impediram que o cinegrafista registrasse a saída de um detento que foi preso por engano, e partiram para cima do profissional da imprensa. (Foto: Reprodução/SBT)

As imagens seriam usadas para mostrar a saída de um preso que foi detido por engano, no entanto, viraram um registro da agressão ao profissional do SBT. Mas, ao tratar dos assunto, a apresentadora do jornal não deixou barato os ataques à imprensa. “Você quer porrada? Meu nome é Isabele Benito. Vem aqui tentar me dar porrada na porta do SBT. Eu saio todos os dias às 13h30. Vem aqui pra gente resolver isso”, disparou ela.

Continua depois da Publicidade

“Vem aqui! Porque falar que vai dar porrada na cara de um menino negro que está com uma câmera na mão porque você não achou que ele fosse repórter do SBT, prestando serviço pro SBT, é fácil! Vem aqui dar na cara de quem é conhecida”, acrescentou Isabele, sugerindo que os agentes penitenciários teriam também discriminado o cinegrafista. Assista aos vídeos na íntegra aqui:

Continua depois da Publicidade

Após o desabafo incisivo, Isabele preocupou alguns seguidores, que temeram que seu comentário, de fato, tivesse um efeito negativo. “Pelo amor de Deus, Isabele, não se exponha assim, esse povo é mais bandido que os bandidos, pois eles recebem nosso dinheiro pra fazer isso com inocente”, alertou um perfil no Twitter. Em resposta, a âncora não voltou atrás. “Não tenho medo! Odeio covardia!”, disse ela.

Agente sofre consequências do ato

Nesta terça-feira (6), o telejornal informou que algumas medidas foram tomadas depois do revoltante ataque contra o cinegrafista. Segundo o “SBT Rio”, a Secretaria do Estado de Administração Penitenciária (SEAP) decidiu pela transferência de unidade do agente penitenciário, que deve cumprir apenas funções administrativas enquanto durar o processo.

Isabele Benite não tolerou o ataque e criticou veementemente a postura dos agentes penitenciários. (Foto: Reprodução/SBT)

A corregedoria também está apurando o que aconteceu, enquanto a Polícia Civil abriu uma investigação sobre o caso. Em meio a isso, tanto a SEAP, quanto o secretário Alexandre Azevedo, manifestaram em nota que “repudiam qualquer ato de violência”. A Associação Brasileira de Imprensa repudiou o ataque, classificando-o como “inadmissível”, e pedindo por punição exemplar aos envolvidos no caso. A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (ABRAJI) e o Sindicato dos Jornalistas do Rio de Janeiro também condenaram a atitude.

Confira o desfecho:

Vale lembrar que a liberdade de imprensa é defendida no Artigo 220 da Constituição Federal. Portanto, deixamos nossa solidariedade ao colega de profissão diante desse caso absurdo.