Barack e Michelle Obama anunciam séries, filme e outros projetos de parceria com a Netflix; confira!

Se a gente olhar a definição da palavra “poder” no dicionário, é bem capaz de aparecer a foto de Michelle e Barack Obama! Kkkk Em maio do ano passado, o casal assinou um contrato com a gigante de streaming, Netflix, para uma parceria de produção de conteúdos sobre diversos assuntos e formatos. Um ano depois do comunicado oficial ser divulgado, parece que estamos prestes a começar a assistir ao que esses dois criaram e o resultado final não poderia ser mais empolgante!

Nesta terça-feira (30), o E!News divulgou algumas sinopses dos programas que devem ser lançados ao longo dos próximos anos. O ex-presidente dos EUA, inclusive, falou um pouco sobre o que está sendo preparado pela sua produtora, a Higher Ground. “Criamos o Higher Ground para aproveitar o poder da narrativa. Por isso, não poderíamos estar mais empolgados com esses projetos. (Estamos) Tocando em questões de raça e classe, democracia e direitos civis e muito mais. Acreditamos que cada uma dessas produções não vai apenas entreter, mas vai educar, conectar e inspirar todos nós“, declarou no comunicado oficial.

A ex-primeira dama também disse o que esperar do projeto. “Nós amamos esse planejamento porque ele abrange muitos interesses e experiências diferentes, mas tudo é tecido junto com histórias que são relevantes para nossas vidas diárias. Achamos que há algo aqui para todos – mães e pais, crianças curiosas e qualquer pessoa que esteja simplesmente procurando por algo envolvente e edificante para assistir no final de um dia agitado. Mal podemos esperar para ver esses projetos ganharem vida – e as conversas que eles vão gerar“, disse. Aah, ansiedade define!!

Barack e Michelle Obama. Foto: Getty

No comunicado que anunciou a parceria, a Netflix explicou a importância desse conteúdo ser gerado por pessoas tão respeitadas quanto Michelle e Barack. “Barack e Michelle Obama estão entre as personalidades públicas mais conhecidas e respeitadas do mundo, e em uma posição privilegiada para descobrir e divulgar histórias de pessoas que fazem a diferença em suas comunidades e lutam para mudar o mundo para melhor. Nós estamos muito orgulhosos que eles tenham escolhido a Netflix como o veículo de seu incrível talento para contar histórias“, disse Ted Sarandos, chefe do escritório de conteúdo.

Espia só o que o E! News descobriu sobre os programas:

American Factory
Este filme foi adquirido recentemente no Festival de Cinema de Sundance de 2019, onde ganhou o prêmio de direção na categoria “Documentário dos EUA”. O filme mostra o estado de Ohio na época pós-industrial, onde um bilionário chinês abriu uma nova fábrica no local que funcionava a General Motors.

Bloom
A série é descrita como um drama com altos e baixos no mundo da moda após a Segunda Guerra Mundial. Situada na cidade de Nova York, o programa mostrará as barreiras enfrentadas por mulheres e pessoas de cor na época. Callie Khouri, de Nashville, é a escritora e produtora executiva da série baseada em uma ideia desenvolvida por ela mesma em parceria com Clement Virgo e Juliana Maio.

Untitled Frederick Douglass movie
A Higher Ground está produzindo uma adaptação cinematográfica do livro de David W. Blight, Frederick Douglass: Prophet of Freedom.

Overlooked
Esta série antológica é uma adaptação da coluna de obituários do The New York Times com o mesmo nome. O colunista conta as histórias de indivíduos cujas mortes não foram reportadas pelo jornal.

Listen to Your Vegetables & Eat Your Parents
Esta série pré-escolar tem duração de meia hora, com Jeremy Konner e Erika Thormahlen que irão educar crianças e famílias sobre a comida.

Fifth Risk
Baseado no livro de Michael Lewis, “The Fifth Risk: Undoing the democracy” (em tradução livre, O quinto risco: Desfazendo a democracia) será uma série de não-ficção que irá olhar para o trabalho feito pelos heróis cotidianos que guiam o governo americano.

Crip Camp
Um documentário de longa-metragem sobre um acampamento de verão para adolescentes deficientes na década de 1970.

Super democrático e diverso, né? Tendo a curadoria e supervisão desses dois maravilhosos, deve ser tudo incrível!