BBB 19: Rodrigo deve depor contra Paula em investigação por intolerância religiosa; saiba detalhes!

Eliminado no “BBB 19” ontem (2), Rodrigo deve depor ainda nesta semana contra Paula, após assistir a vídeos dos comentários da sister sobre ele no programa. De acordo com informações do UOL, o assessor do carioca, Adalberto Neto, contou ao dramaturgo sobre as declarações da mineira, que incluem comentários considerados preconceituosos.

A loira – atualmente investigada pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) por intolerância religiosa – declarou no reality que tinha medo de Rodrigo por ele ter contato “com esse negócio de Oxum“, além de disparar que “nosso Deus é maior“, como falamos aqui.

Passei a noite com ele e com muito cuidado contei as coisas boas e também essa parte mais delicada. O Rodrigo, por incrível que parece, recebeu com muita serenidade“, disse Adalberto ao site. Além disso, ele acrescentou que o carioca está decidido a prestar depoimento.

Ele quer tocar (o depoimento contra a Paula), e não apenas pelo que foi desferido contra ele, mas pela causa que ele defende. Pelas pessoas que ele representa e que isso não volte a ser reproduzido. Isso é o que ratifica o genocídio negro e o racismo“, declarou.

Sabemos que todos têm que ser responsabilizados pelos seus atos. Discursos como estes estão matando pessoas, violando terreiros, ameaçando a fé. Se ela (Paula) errou, deverá ser interrogada. O Rodrigo sempre lutou contra a injúria racial e a intolerância religiosa. São pautas que ele defende“, disse o irmão de Rodrigo, Fábio França, ao UOL.

Hoje, no “Mais Você”, Rodrigo também falou sobre entrar com um processo na Justiça contra ofensas racistas e de intolerância religiosa feitas nas suas redes sociais e se emocionou, como contamos aqui. “Minha família já entrou em contato com um advogado. A gente vai processar por uma relação do racismo, racismo religioso. A minha família cultua o candomblé, que não tem uma estrutura de catequizar ninguém. Pouquíssimas vezes eu falei, mas foi com uma pessoa que também é adepta“, começou.

E continuou: “Mas, mais uma vez se coloca o candomblé como algo maligno, perverso, sem o cuidado de se perguntar sobre o que se fala. Não é só desconhecimento, é maldade mesmo. Não é só por mim, é por todo um povo, uma população que cultua algo e é desrespeitada. Sempre temos casas de axé que são apedrejadas e eu não posso me calar de forma alguma. Não seria eu. Talvez, tenha entrado nesse programa pra isso“, revelou.

Bem, faltam poucos dias para o fim do “BBB 19” e esse assunto será resolvido aqui fora.

(Via: UOL)