BBB20: Após alerta de coronavírus, Daniel captura barata com as mãos, leva bronca e reclama; Assista

Protocolos foram quebrados ontem (16), no “BBB 20”. Tiago Leifert aproveitou o programa ao vivo para explicar aos brothers sobre a pandemia do novo coronavírus. Acompanhado do médico infectologista Edimilson Migowski, o apresentador passou dicas de prevenção da doença aos participantes, que receberam a tarefa de colocá-las em prática e dar exemplo ao público.

Pouco depois do alerta sobre redobrar os cuidados com a higiene ser passado, Daniel avistou uma barata no jardim da casa e resolveu “salvar” o inseto. Sem hesitar, o ator pegou la cucaracha em suas mãos – eca! – e tentou libertá-la do confinamento, da mesma maneira que faria com um pombo da paz. Kkkk Imaginou a cena?!

Continua depois da Publicidade

Sem acreditar no que via, Manu chamou a atenção do amigo. “Cê tá dando o pior exemplo do mundo pegando a barata com a mão! Mata!”, pediu a cantora. Dan, por sua vez, se recusou a exterminar a baratinha voadora. “Vem, calma, calma, tá tudo certo! Vá pra lá, vá viver, no teu esgoto!”, disse o rapaz, correndo atrás do bicho. A cereja no topo desse bolo esquisito foi Flayslane, ao fundo, cantando trechos de “Dona de Mim”, da Iza: “Porque a vida é louca, mano, a vida é louca”. E bota louca nisso, amiga!

Ainda inconformada, Gavassi entrou na casa e contou o que havia acontecido ao restante da galera, que se reunia para uma aula das médicas Thelma e Marcela, sobre como lavar as mãos. Assim que chegou, Daniel levou uma bronca coletiva por não ter feito a higienização correta, após capturar o inseto.

“Acorda pra vida, hello? Você lavou essa mão?”, reclamou Ivy, gritando. “Já passei álcool em gel! Barata não tem vírus”, respondeu o gaúcho, claramente contrariado e resmungando. A reprovação veio em coro, com direito a risadas e contestações. “Não, imagina, só vem do esgoto, da sujeira!”, avisou a integrante da casa de vidro.

O loiro mais uma vez não admitiu o erro, e continuou reclamando: “Tá bom, mas pegar [a barata] assim não dá nada”. Pyong pediu que o colega então escutasse o recado da ficante. “Dan, não pode! Certo?”, interrompeu Marcela, falando com clareza cada sílaba.

A discussão sobre a barata se encerrou e um tutorial de como lavar corretamente as mãos foi feito por Thelminha e Marcela, que adquiriram os hábitos nos hospitais nos quais trabalham. Posicionados num semi-círculo em frente às pias, os brothers foram acompanhando tudo.

“Lá fora, a gente faz de uma forma muita mais estéril do que aqui. Porque, aqui, a gente só vai fazer de uma forma que fique mais seguro e limpo. Lá, a gente faz com esponja estéril”, explicou a anestesiologista. Na sequência, Marcela iniciou o procedimento, esfregando a palma e o dorso das mãos, limpando dedo por dedo e debaixo das unhas.

Assim que a aulinha terminou, todos tiraram suas dúvidas com as sisters e bateram palmas. Claro que, pra finalizar, um por um foi repetindo o procedimento. Aprenderam?! É assim que tem que ser, de agora em diante, viu gente?! Vamos fazer nossa parte também!