BBB20: Babu e Ivy ficam frente a frente! Brother reclama de ter sido chamado de ‘monstro’, ela pede perdão, e ator faz promessa caso seja líder; Assista a tudo

O apresentador do “BBB 20” deu uma pequena bronca nos brothers sobre a falta de conflitos na casa durante o programa ao vivo desse domingo (05) e parece que foi bem ouvido, viu? Logo após a exibição, Babu sentou-se com Marcela para entender por que era uma opção de voto tão recorrente da sister. Mais tarde, ele ainda conversou com Ivy sobre o mesmo assunto.

Sentados na mesa da cozinha Vip, Marcela explicou sua relação com o ator. “Eu respeito muito você como pessoa, do fundo do coração, não é para fazer média, não. Te respeito, respeito sua história, gosto das nossas conversa aqui dentro, já tive algumas questões com você que me chatearam, que foram algumas coisas com o Dani lá trás, de convivência na Xepa”, relembrou ela, dando a deixa para Babu falar sobre o gaúcho.

“O Dani também é minha maior mágoa. Ele veio focado em você. O Dani entrou focado em você”, afirmou Babu. “Quando ele entrou, tava todo mundo falando onde esse cara vai ficar. Eu cedi meu espaço pra ele. Comecei a tentar cuidar dele, trocar experiência com ele. Aí daqui a pouco chega aqui, ele vai direto em você, a Ivy fecha só as meninas lá. Uma coisa tão importante que ela falou, uma informação tão importante pra todos. Pô, desprendi um amor por esse moleque e eu tô rezando para que ela esteja certa. Se isso não for certo tá aí uma pessoa que eu viro um leão lá fora”, completou, sobre as informações que a Casa de Vidro trouxe para dentro do reality.

O ator continuou: “O que eu tô falando é ele já chegou com esse objetivo de fechar com vocês. Ele já chegou nos renegando. Não foi do nada que eu comecei a implicar com ele. Aí eu falei ‘eu vou largar de mão esse moleque’. Comecei a ver que essa criatura tem que ter educação”.

Marcela respondeu que isso a deixou chateada e o carioca passou a listar as escorregadas de Daniel. “Largou comida ali, pô eu fiz uma panela gigante. A maior briga da guerra do feijão foi por causa dele. No sentido de divisão. Ele cagou pro meu carinho, cagou pra minha atenção. E depois começou a provocar a gente na surdina. Só que a gente grita”, apontou.

“Acho que dentro do jogo, ele com certeza teve os erros dele, a gente nunca passou a mão na cabeça, eu sempre pontuei e falei que ele tinha que obedecer as regras”, rebateu a ginecologista.

Marcela seguiu, explicando por que havia votado em Babu, enquanto Ivy se aproximava da conversa. “As questões de convivência são coisas muito, assim, de jeito. Eu já tive momentos em que eu fiquei com medo de te falar alguma coisa, ou te pedir alguma coisa na cozinha, não vou mentir”, declarou ela. “Eu também”, concordou Ivy. “Mas acho que isso é uma faceta dentro da casa”, completou a médica.

“Pergunta pra Mari, que me procurou, se eu fui em algum momento agressivo”, pontuou Babu, em retorno. “Eu acho que você melhorou muito. Acho que sua trajetória aqui dentro teria sido muito diferente se você não tivesse se aproximado tanto dos meninos, mas eu entendo que é questão de jogo. O que eu queria é que você entendesse que ali naquelas quatro pessoas [pra votar]…. eu não queria nem ir pro paredão com você porque eu acho que, depois de voltar de cinco paredões, você tem uma força”, lamentou.

“Será que eu tenho força ou eu sempre peguei paredão que tinha alguma fraqueza?”, questionou o ator. “Ali, naquelas quatro pessoas, eu não queria mesmo, foi uma questão de proximidade. Respeito muito você, a gente tem trocas legais. Eu sei que te magoa, mas não é uma perseguição”, reforçou ela.

“Sabe quantos paredões tiveram até hoje? Doze. Eu fui na metade. Claro que magoa. Óbvio. A única pessoa que parou pra pensar nisso foi a Gizelly”, respondeu o brother.

A conversa, então, seguiu focada em Ivy, que comparou sua realidade a uma situação hipotética para explicar os votos no ator. “Mas, Babu, e se fosse você que tivesse com pessoas que você teve uma troca durante todo o programa, ficou junto, teve uma troca de carinho, de afinidade, e a gente teve menos isso. Mesmo que eu tivesse voltado de um paredão, você não ia conseguir votar nos meninos, entende?”, indagou.

“Olha, Ivy, não tem essa hipótese. Quando eu vim para cá eu queria ser o mais justo possível dentro de uma realidade. Quando você vê que é um jogo de convivência e empatia, eu achei que eu tava fora. Meu senso de justiça chega a ser idiota. Na primeira prova, eu já deixei aberto pra galera do outro lado: ‘Votem em mim, porque se tiver outra prova dessas, eu sou o elo fraco'”, relembrou ele.

Babu seguiu, explicando sobre o dia em que ele estava brincando com os meninos e ela o chamou de ‘monstro’. “Você me segregou”, afirmou ele. “Nesse dia se eu falei, eu realmente não lembro, eu posso ter usado essa palavra de monstro, mas vim te pedir desculpa por isso. Não te considero monstro, de forma alguma. Se eu falei isso eu não lembro”, desculpou-se a modelo.

“Eu não questiono seu voto de hoje, o que eu questiono de você, Ivy, é que num jogo de setenta dias, você deve ter votado no máximo no Prior”, apontou Babu, ouvindo que ela realmente teria votado no arquiteto, além da Flay, do Lucas e dele.

“Pois é. Em mim você vem votando há uns seis ou sete paredões. Quando a gente sair, por favor, faz essa proporção. Você votou seis ou sete vezes em mim e eu nunca fiz nada pra você. Você nunca tentou se aproximar de mim, essa é a primeira conversa que a gente está tendo, que não foi aquela da Flay. 60 dias e você nunca veio conversar comigo”, expôs o brother.

“Mas, Babu, tem coisas que a gente não tem o que fazer. A gente está preso dentro de uma casa, as coisas vão acontecendo, os dias vão passando. Eu tive mais afinidade mesmo com o pessoal que eu tô conversando. Nada contra você, nada contra sua história. Se eu falei esse negócio de monstro, quero te pedir perdão por isso. Eu não te acho isso, de jeito nenhum. Pelo contrário. Você teve aquelas coisas que eu não gostei, da forma de falar e de se expressar, que eu não gostei também porque tá aqui dentro da casa. Se fosse lá fora poderia ser diferente. Mas é o que eu falo uma coisa pequena aqui dentro da casa vira motivo de voto”, explicou a sister sobre sua visão de jogo.

“Motivo de sete votos?”, perguntou Babu, indignado. “Que seja! Se outra pessoa não me deu motivo nenhum na casa, se eu conversei com todo mundo, se eu tive troca com todo mundo, não tem o que fazer”, rebateu ela.

“Mas você vai votar em alguém porque uma pessoa gritou? Então você está ferrada, você vive gritando”, alfinetou o ator, em seguida. “É diferente, eu não grito com ninguém”, disse a modelo. “Você tem que torcer para eu não ganhar o líder. Porque foi todo mundo para o paredão, e você foi a pessoa que mais votou em mim nessa casa”, disparou ele, em troca.

“Mas Babu, não tem problema nenhum se você tiver que votar em mim. Está tudo bem”, respondeu ela. “Essa conversa não está levando a nada. Eu não tenho nada contra você”, afirmou Babu. “Nem eu contra você. Esse trem de monstro, eu não te acho isso, tá? Quero te pedir desculpa por ter falado isso, é algo que pode ter te machucado…”, reforçou ela, sendo interrompida pelo ator. “Pode, não. Me machucou”, corrigiu ele.

“Felizmente agora o jogo está acabando, não tem muito mais o que fazer. Eu não nego voto, votei mesmo, e se você tiver que votar em mim, não tem problema algum”, garantiu Ivy. “Esse seu argumento me deixa muito triste, sem saber o que pensar. Hoje, você não tem o que fazer. Eu sou o cocô da mosca do cavalo do bandido. Teve 15 pessoas aqui, você votou em mim”, lamentou Babu. “Não é isso. Mas o que a gente pode fazer se algumas pessoas a gente tem mais afinidade, com outras tem menos?”, questionou ela.

“Eu em 12 paredões consegui votar em 10 pessoas”, declarou o ator. “Mas esse é um critério seu, preciso respeitar. E você tem que respeitar o meu”, argumentou Ivy. “Votar em mim. Valeu, tranquilo”, respondeu Babu, deixando a cozinha.

Assim que terminou de falar com o ator, a modelo quis saber a opinião de Marcela. “Tive uma conversa com Babu que não levou a lugar nenhum, acho que ele ficou mais nervoso. Saiu andando, falando pra eu torcer pra ele não pegar o líder. Ele não aceita, fala que eu não dei oportunidade para ele”, contou. “Tá bom, você tentou”, respondeu a ginecologista.

“Parece que eu fico deixando ele excluído, mas amiga, eu não gostei das atitudes que ele teve de gritar aqui dentro, eu tenho o direito de não ter gostado”, justificou Ivy. “Eu não conseguia nem ter troca mais com ele. Agora que o Prior saiu que eu consegui voltar a conversar com Babu. Você tentou, teve a sua conversa, respeita, às vezes o momento de conversar não é agora”, aconselhou a médica.