BBB20: Conversa entre Mari Gonzalez e Felipe sobre zoofilia revolta internautas, e Luisa Mell se pronuncia: “É vergonhoso, é criminoso”; assista!

Uma conversa de Mari Gonzalez e Felipe Prior no BBB20 revoltou os internautas na tarde deste domingo (26). Os confinados estavam à beira da piscina falando sobre fetiches, quando o assunto se voltou para zoofilia — que consiste no envolvimento sexual de humanos com animais.

Rapidamente, o vídeo viralizou nas redes sociais e a hashtag #ZoofiliaéCrime ficou entre os assuntos mais falados no Twitter. Na gravação, podemos ouvir trechos do diálogo entre os participantes. “Tem gente que tem muito (fetiche), que fica excitado mesmo. Tem gente que transa com animal”, começou a influenciadora digital. “Os peões lá da obra falam que no Nordeste, na época, mandavam pau”, respondeu Felipe, falando sobre seus funcionários.

Em seguida, a sister fez um comentário que gerou polêmicas. “É anormal para gente. Mas é normal para a pessoa e tudo bem também, se a pessoa quer comer um animal. Tá mara”, afirmou Mari. O fisioterapeuta Lucas ainda repreendeu a colega, dizendo que não era normal e que existem leis contra isso.

Continua depois da Publicidade

Enquanto isso, Felipe continuou falando sobre casos envolvendo seus contratados.“O alemão, um funcionário meu lá, manda baixa em todas as cabras. O que tiver, ele tá traçando”, revelou, enquanto Hadson ria. Mari questionou se o rapaz usava camisinha e a resposta de Prior foi imediata: “Usa nada. O pessoal tudo fala [na obra]: ‘Quem aí nunca deu um talento em uma cabrinha?’ Os caras falam que as cabrinhas até gritam o nome”. Que horror, gente!

Após serem aconselhados por Lucas, os participantes encerraram o assunto e seguiram em direção à cozinha. Confira um trecho da conversa abaixo:

Nas redes, a repercussão foi tão negativa que chegou à Luísa Mell. Abismada, a ativista utilizou suas redes para repudiar a fala dos participantes. “Tive que assistir para acreditar que a participante do BBB 20, Mari Gonzalez, foi capaz de dizer: ‘comer (no sentido de ter relações sexuais) um animal. Pra mim tudo bem. Tá mara’. É inacreditável e inaceitável que tratem zoofilia dessa maneira em rede nacional. Vocês tem ideia das feridas, dos machucados que já tive o desprazer de ver nas vaginas de cadelas vítimas de estupro? Porque não existe sexo com animais, assim como não existe com crianças. É sempre abuso, violência, estupro! É vergonhoso, é criminoso”, escreveu, segundo a Folha, em uma publicação já deletada.

O delegado de polícia e defensor dos animais, Bruno Lima, também fez uma publicação avisando que pretendia acionar o Ministério Público para apurar o caso. “Após esse triste episódio do ‘BBB20’, em que batem um papo sobre zoofilia, nossa equipe está estudando as medidas legais do que podemos fazer para não ficarmos só na teoria. Provavelmente vamos fazer uma representação no Ministério Público do Rio de Janeiro para apurarem os fatos. Zoofilia é crime, não é normal. Queria vê-los fazendo resgate de animal estuprado e falarem que é normal”, escreveu, em um post deletado pelo Instagram.

Continua depois da Publicidade

Em uma nova mensagem, Bruno seguiu repudiando o caso na legenda de uma foto sua com uma cadelinha de resgate. “A publicação referente ao diálogo sobre zoofilia no BBB foi removida pelo Instagram. O argumento era que violava as políticas da rede social. NÃO podemos deixar que esse assunto entre no esquecimento! Já realizei milhares de resgates, dentre eles, de animais abusados sexualmente como essa cadelinha da foto. É triste demais o estado do animal após agressão, ficam totalmente coagidos e muito machucados! Zoofilia JAMAIS SERÁ NORMAL”, enfatizou.

 

Segundo a Lei de Crimes Ambientais 9.605/98, indivíduos que abusarem, ferirem ou mutilarem animais silvestres, domésticos, ou domesticados (nativos ou exóticos) podem ser detidos por um período que varia de três meses a um ano, além de pagarem uma multa. Caso o animal morra em decorrência da violência sofrida, a legislação em vigor estabelece um aumento da penalidade.

Depois de muitas críticas, a equipe da influenciadora fez uma postagem nas redes sociais dela esclarecendo o fato: “Nós da equipe da Mari viemos esclarecer o comentário dela em uma conversa com outro participante. Ela disse que para muitas pessoas essa atitude é normal, e não que pra ela seja! Ela não é a favor! Zoofilia é crime!”.