BBB20: Em vídeo que viralizou na web, Hadson humilha torcedor, rasga sua roupa e o obriga a ficar só de cueca: “Se ajoelha e pede desculpa!”

O “BBB 20” começa logo mais na rede Globo, mas as câmeras daqui de fora já colocaram o participante Hadson Nery em maus lençóis com o público. Nesta terça-feira (21), viralizou na internet uma gravação em que o ex-jogador de futebol aparece humilhando um torcedor rival em cenas bem fortes.

Na filmagem, Hadson aparece ao lado do homem uniformizado e começa a questioná-lo se ele é ‘doido’, sem contextualizar o motivo disso. “É sem mimimi! Que tu não é doido, é?! Tu rasga dinheiro? Não, né? Então rasga esse aqui! Vocês tão vendo que ele não é doido. Mas sem mimimi porque sei que vai para as redes sociais e vocês tão vendo que ele não é doido”, começa no vídeo.

Em seguida, o brother obriga o homem a se ajoelhar o tom passa a ser ainda mais ameaçador. “Se ajoelha e pede desculpa! Fala o que tu pediu pra falar no vídeo lá de manhã, fala aí”, manda o ex-atleta. “Peço desculpas, tenho maior admiração por esse time”, fala o torcedor, visivelmente constrangido. Hadson passa a perguntar quem mandou no homem e quanto pagaram para ele fazer algo que não é esclarecido no vídeo.

“Junior e Bola, pra mim vocês são dois comédias. O que vocês não tiveram coragem de fazer, eu vou fazer!”, adianta Nery, antes de rasgar a camisa do rapaz e tentar fazer o mesmo com a bermuda. Como o tecido da peça de baixo era mais resistente, ele obriga o homem a ficar só de cueca. “É assim que se rasga, não manda o cara fazer não”, diz, dando a entender que o motivo da ‘vingança’ seria algo relacionado a isso.

Essa é a terceira vez que Hadson tem seu nome envolvido com polêmicas na web desde que foi anunciado como participante do reality show da Globo. No primeiro momento, os internautas ficaram insatisfeitos ao descobrirem que o brother era apoiador do presidente Jair Bolsonaro. “Tamo junto contigo, capitão. E que seja feita a vontade de Deus”, escreveu em uma publicação que homenageou o político por ter rezado durante uma entrevista.

Depois, a coisa ficou mais tensa quando foi descoberto um boletim de ocorrência em que as autoridades qualificaram o processo como contravenções penais e violência doméstica envolvendo Nery e a ex-esposa Elen Cristina Vara. Nos registros constava inclusive que a mulher pediu uma medida protetiva contra o belenense.

Na segunda-feira (20), o advogado do esportista, Elson Junior, publicou uma nota de esclarecimento alegando que as acusações de agressão eram “inverídicas e descabidas”. “Jamais ocorreu qualquer agressão física entre Hadson e Elen Cristina, prova disso, não existir ação penal sobre a suposta agressão física, nem tampouco, exame de corpo e delito”, afirmou.

Porém, o profissional confirma que houve um pedido ‘unilateral’ da ex-esposa do rapaz para impedi-lo de enviar mensagens no WhatsApp e procurá-la em seu ambiente de trabalho, o que já ocorrera anteriormente. “A medida protetiva já foi arquivada, possuindo inclusive sentença transitado em julgado, conforme certidão que acompanha a presente nota”, escreveu. No post, é possível ver uma cópia do documento citado e a certidão de antecedentes criminais de Hadson.