BBB20: Gizelly dá forte relato e recorda antigo relacionamento abusivo, que a levou a se mutilar: “Eu ficava muito envergonhada de mim”; assista!

Marcas na vida que jamais serão esquecidas… Nesta quarta-feira (13), Gizelly Bicalho deu um forte relato sobre um relacionamento abusivo do qual foi vítima. Em entrevista à Márcia Goldschmidt, após sua participação no “BBB 20”, ela recordou detalhes da relação tóxica e de como isso a afetou.

“Comecei a abandonar a família, ficar só com a pessoa. Quando você vê, fala ‘meu Deus’! O que estou fazendo na minha vida? E foi um despertar assim que eu consegui sair correndo, mas muita gente não consegue”, explicou a capixaba.

Após comentários do então namorado, ela fez várias mudanças, inclusive, uma cirurgia para “subir os seios”. “[Dizia] ‘Fulana não gosta de você’, ‘Ela não é tão sua amiga assim’. Parei de andar com fulana. ‘Quem usa decote é um tipo de mulher’, parei de usar decote. ‘Ai, peito caído'”, lembrou ela.

Em entrevista a Marcia, Gizelly revelou as atitudes de um antigo namorado, que a levaram a deixaram completamente abalada. (Foto: Reprodução/YouTube)

A advogada recordou que tinha que viajar para se encontrar com o ex, mas que, mesmo assim, não recebia atenção do rapaz. Quando ficava chateada pelas atitudes dele, Gizelly virava alvo de deboche: “Ele ria da minha cara e questionava porque estava chorando. Ele dizia: ‘Você que se adapte a minha rotina quando você vier'”.

Gizelly, seu namorado até mesmo dava risada de seu choro, e criticava sua aparência. (Foto: Globo/Victor Pollak)

Foi numa dessas vezes que veio o estopim para o término. “Eu surtei. Comecei a me cortar com as unhas porque já estava no fundo do poço. Comecei a gritar, chorar, rolar no chão e me cortar. Foi naquele dia que eu falei ‘acabou'”, narrou Gizelly sobre a cena tensa. “No outro dia, peguei a carona e falei, ‘Nunca mais vou ficar com você'”, completou.

“Eu ficava muito envergonhada de mim, eu tive um surto. Só que eu consigo entender que aquilo foi minha válvula de escape, que eu não aguentava mais”, reconheceu ela. Apesar disso, Gizelly demorou até se dar conta do caráter abusivo da relação.

“Não sabia o que era um relacionamento abusivo. Um dia, vi na TV falando sobre o tema. Comecei a dar ‘ok’ na minha lista mental de como era, liguei para uma amiga psicóloga e ela me confirmou. A gente tem que ter um despertar, um acordar para o tema”, explicou.

Gizelly ainda falou de quando teve depressão, após tudo o que aconteceu. “No outro ano, eu tive depressão e as pessoas me perguntavam: ‘por que você teve depressão? Formada, com diploma, carro e bonita’. Eu perguntava de volta: ‘Você conhece a minha vida? Como você não teve depressão antes? Sobreviveu até hoje?'”, ela devolvia ao ser questionada.

No “BBB 20”, Gizelly e Marcela falaram algumas vezes sobre relacionamentos abusivos. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Atualmente, a advogada criminalista estabeleceu altos padrões para se relacionar com alguém. “Não é só o cara ser legal. Ele tem que ser legal, tem que me amar, tem que ser leal. Ele tem que ser tudo. Porque eu mereço tudo. Todas as mulheres merecem tudo”, argumentou.

A capixaba também deu a letra ao defender que nenhuma mulher deveria desenvolver um relacionamento com alguém apenas por receio e “por pressão”. “A gente não tem que aceitar migalha, a gente não tem que aceitar pouco. A sociedade cobra que a gente tem que casar, mas não tem não! Você vai casar quando quiser, quando você encontrar uma pessoa e SE você quiser”, destacou Bicalho.

Após sua passagem no “BBB 20”, Gizelly revelou que lançará um programa no Instagram, no qual explicará assuntos jurídicos de forma simplificada, além de abordar conteúdos sobre comédia e gastronomia. “Quero mostrar tudo o que eles viram no Big Brother. Vou falar de uma forma clara e objetiva, que todo mundo consiga entender”, finalizou.

Assista à entrevista aqui: