BBB20: Mari enfrenta Victor Hugo durante programa ao vivo e aconselha psicólogo sobre ‘palestrinhas’: “Tem que saber ouvir também!”; Assista

E vamos de… mais palestrinha! O “Jogo da Discórdia” de ontem (09), causou conflitos entre alguns participantes do “BBB 20”. Victor Hugo colocou Ivy e Gabi em sua final dos sonhos, e deixou Mari Gonzalez surpresa ao justificar a exclusão da baiana de seu pódio.

Mari confrontou os argumentos do psicólogo, que alegou não ter conseguido conversar com a sister por escolha dela. “Eu falei que conversaria com você depois do jogo da discórdia, sempre te dei voto de confiança”, assegurou a influenciadora, rebatendo as críticas do brother. “Eu tentei conversar com ela antes, mas ela não quis… eu sabia que teria essa pergunta”, retrucou o rapaz.

Continua depois da Publicidade

“Não tenho que conversar na hora que você quer. As coisas não são quando você quer”, rebateu Mari, na defensiva. Encerrando o papo, Victor reafirmou sua escolha para Tiago Leifert: “É, mas o retrato é agora e agora eu digo isso, baseado naquilo que estou sentindo”. 

Depois disso, o clima ficou meio tenso e VH chamou a amiga para conversar. E o papo se estendeu por horas! O rapaz reclamou da postura de Gonzalez durante a festa de sábado (07), diante de sua briga com Manu e Gizelly. “Esperava de você ter feito alguma coisa, mas entendo que você estava bêbada e não tinha condições de me defender”, analisou ele.

“Primeiro lugar, você é um homem grande e formado, você não precisa de ninguém pra te defender. Segundo, não tenho nada a ver com sua amizade com Gizelly. Sua relação com ela é muito mais antiga do que a minha com você. Então, mesmo se eu estivesse sã, eu não ia me meter num problema que é seu e dela”, pontuou Mari, pedindo para não ser interrompida enquanto falava.

A treta entre o psicólogo e Manu também foi pauta da conversa. A voz de “Planos Impossíveis” ficou revoltada ao descobrir que Victor teria induzido Mari e Flay a votarem nela. “Eu falei a verdade, que você sugestionou a Manu. Você sugestionou e eu falei que ia seguir os meus princípios. De uma forma, é induzir, não é? É tentar. Vamos ser sinceros, Victor”, desabafou Gonzalez.

Continua depois da Publicidade

O emparedado discordou e, sem muitos argumentos, tentou colocar um ponto final no assunto: “Não concordo… eu acho que essa conversa fica por aqui mesmo. Eu nunca vi você numa postura tão fechada, do tipo ‘estou blindada para conversar'”. Mari, por sua vez, disse estar ali de coração aberto. “A gente tem que saber ouvir também! Não estou blindada. Sabe o que está te incomodando? Que eu estou falando minha posição. Às vezes, você pensou que eu não teria uma. Eu tenho muita personalidade, Victor”, garantiu.

Por fim, a sister também tentou dar alguns conselhos para o psicólogo sobre como agir. “Tem que ver os momentos de você dar palestrinha. Você tem que ver aonde você está errando também. No meio de uma festa, você querer conversar, conversar… ou por exemplo, o Daniel te deu uma banana [no queridômetro], aí você quer discutir porque ele te deu a banana. Você sempre quer saber muito das pessoas. Têm coisas que são importantes da gente conversar, mas outras passam do ponto. Também tem sua parcela nisso. Será que você não tem que se afastar e ver o que está acontecendo? É o que eu penso!”, concluiu Mari. Será que ele vai acatar?