BBB20: Ministério Público vai apurar comentários sobre zoofilia feitos por Mari Gonzalez e Felipe Prior; saiba os detalhes!

Além de Petrix, que precisará dar explicações sobre as acusações de assédio, os brother Felipe Prior e Mari Gonzalez também podem ter um encontro com as autoridades fora do confinamento. Nesta terça-feira (4), o Ministério Público do Rio de Janeiro abriu um inquérito para avaliar as falas dos participantes sobre a prática de zoofilia (estupro de animais).

Na nota divulgada para a imprensa, o órgão considerou a situação como urgente: “A 19ª Promotoria de Investigação Penal, da 1ª Central de inquéritos no MPRJ, recebeu hoje a ouvidoria pertinente ao assunto e encaminhou para a 32ª DP para instauração de Inquérito Policial, com a máxima urgência”.

No dia 27 de janeiro, o deputado estadual Bruno Lima já havia alertado que não deixaria o caso passar em branco e entraria com uma representação junto ao Ministério Público do Rio de Janeiro para que os dois participantes fossem investigados. “Já realizei milhares de resgates, dentre eles, de animais abusados sexualmente. É triste demais o estado do animal após agressão, ficam totalmente coagidos e muito machucados! Zoofilia JAMAIS SERÁ NORMAL”, falou.

Nas redes, a repercussão foi tão negativa que chegou até Luísa Mell. Abismada, a ativista utilizou suas redes para repudiar a fala dos participantes. “Tive que assistir para acreditar que a participante do BBB 20, Mari Gonzalez, foi capaz de dizer: ‘comer (no sentido de ter relações sexuais) um animal. Pra mim tudo bem. Tá mara’. É inacreditável e inaceitável que tratem zoofilia dessa maneira em rede nacional. Vocês tem ideia das feridas, dos machucados que já tive o desprazer de ver nas vaginas de cadelas vítimas de estupro? Porque não existe sexo com animais, assim como não existe com crianças. É sempre abuso, violência, estupro! É vergonhoso, é criminoso”, escreveu, segundo a Folha, em uma publicação já deletada.

Relembre o caso:

Mari Gonzalez e Felipe Prior estavam ontem à beira da piscina falando sobre fetiches, quando o assunto se voltou para zoofilia — que consiste no envolvimento sexual de humanos com animais. Rapidamente, o vídeo viralizou nas redes sociais e a hashtag #ZoofiliaéCrime ficou entre os assuntos mais falados no Twitter.

Na gravação, podemos ouvir trechos do diálogo entre os participantes. “Tem gente que tem muito (fetiche), que fica excitado mesmo. Tem gente que transa com animal”, começou a influenciadora digital. “Os peões lá da obra falam que no Nordeste, na época, mandavam pau”, respondeu Felipe, falando sobre seus funcionários.

Mari Gonzalez e Felipe Prior geraram revolta ao falar que para alguns zoofilia é “tudo bem”. (Fotos: Reprodução/TV Globo)

Em seguida, a sister fez um comentário que gerou polêmicas. “É anormal para a gente. Mas é normal para a pessoa e tudo bem também, se a pessoa quer comer um animal. Tá mara”, afirmou Mari. O fisioterapeuta Lucas ainda repreendeu a colega, dizendo que não era normal e que existem leis contra isso.

Enquanto isso, Felipe continuou falando sobre casos envolvendo seus contratados.“O alemão, um funcionário meu lá, manda baixa em todas as cabras. O que tiver, ele tá traçando”, revelou, enquanto Hadson ria. Mari questionou se o rapaz usava camisinha e a resposta de Prior foi imediata: “Usa nada. O pessoal tudo fala [na obra]: ‘Quem aí nunca deu um talento em uma cabrinha?’ Os caras falam que as cabrinhas até gritam o nome”. Que horror, gente!

Após serem aconselhados por Lucas, os participantes encerraram o assunto e seguiram em direção à cozinha. Confira um trecho da conversa abaixo: