BBB21: Caio alfineta Juliette durante papo com outros brothers, mas conta outra versão da história para a advogada; assista

Durante a madrugada desta sexta-feira (19), Caio, Karol Conká, Projota e Fiuk se juntaram na área externa da casa do “BBB 21” para conversar sobre o jogo e os demais confinados. O rapper opinou que a permanência de Sarah no reality, após dois paredões, somada à vitória na prova do líder, a fariam crescer em popularidade aqui fora.

“Acho f*da ela nas provas. Tenho um respeito muito grande por ela nas provas”, declarou ainda. “Eu também, ela e o Gil. Eles são muito fortes, têm muita gana”, concordou a cantora. “Eu fiz a prova do anjo com eles e tive a sorte de passá-los”, comentou Caio, querendo se reafirmar. “Nessa prova de hoje – é porque teve um pouco de sorte, mas nos dois primeiros rounds, fui em primeiro. Mas eles têm muita garra. Eu não bambeio também não, mas tem situações que a prevalência deles é maior”, continuou.

Caio critica Juliette

Na sequência, o fazendeiro agradeceu o fato de Juliette passar uma semana no quarto do líder com Sarah. “Graças a Deus eu vou dormir sem gritaria no quarto”, declarou, enquanto ouvia a advogada conversar do outro lado da casa. “Eu pensava que lá era mais calmo”, surpreendeu-se Projota, assim como Karol.

“Quando dá o grito de ‘para, que a gente quer dormir’, aí aquieta. Só que durante o dia, as vozes são muito estridentes, é tudo muito alto. E tem outra coisa, você não tem liberdade. Às vezes, você está conversando alguma coisa e ela chega e bate a opinião dela, é aquele trem, aí ela fala uma coisa que é totalmente oposto o sentido do que a gente está falando, e ela fala como se a gente estivesse falando aquilo”, acusou, dizendo que a sister distorce as coisas.

“É, ela muda, vai prum outro rolê”, consentiu o músico. “Tem horas que essa falta de limite, te deixa completamente…”, dizia o goiano, quando foi interrompido pelo amigo. “É difícil o convívio”, declarou o artista. “Tem umas coisas que tem hora que incomodam”, completou Caio.

Goiano acusa Gil de espalhar mentiras

Gilberto também não escapou das alfinetadas de “Bastião”. Segundo o brother, o economista solta mentiras por aí para se dar bem e não consegue ser verdadeiro, em certos momentos. “Uma coisa que tem me chateado muito, é que o Gil soltou uma que me tirou um pouco da admiração que sinto por ele. Foi uma hora que ele falou assim, que ele solta mentiras – não mentiras, mas ele solta coisas no ar, pra ver se as pessoas vão pegando e conseguem ajudar, mas não é o que ele faz”, declarou.

O goiano também alegou que o pernambucano teria espalhado por aí que não votaria em Arthur, mas acabou fazendo isso na última formação do paredão. “A prova disso foi que ele soltou pra Deus e o mundo até chegar no Arthur que ele não votava no Arthur, pra ver se o Arthur não votava nele, aí quando descobriu o voto dele ali, pimba, Arthur. Então pra quê espalhar que não votaria nele? Como forma de tentativa de defesa”, avaliou.

Caio expõe episódio de Juliette

João Luiz, mais tarde, se juntou ao grupo. Caio então contou um episódio que aconteceu durante a festa de quarta-feira (17). Em seu relato, o goiano explicou que Juliette voltou para o quarto cordel chateada, ao final da festa, diante de uma confusão envolvendo cigarros. A paraibana, em certo momento da noitada, ficou na dúvida se deveria ou não fumar, por conta de um acordo que fez com a mãe aqui fora, e acabou sendo “confrontada” por um dos colegas, cujo nome não foi mencionado.

“Ela disse: ‘Me perguntaram por que que eu não queria fumar. Falei que minha mãe já fumou, e se me visse fumando, voltava a fumar também. Aí alguém bateu a mão no peito e falou: ‘Pois eu fumo, quem paga minhas contas sou eu’. Aí virei as costas e vim pra dentro porque eu não preciso ouvir isso'”, contou Caio, sobre a história envolvendo a sister. “Ninguém falou isso! Gente, isso é muito perigo”, disparou Conká, aflita.

Fazendeiro vai ao Quarto do Líder e conta história diferente para a advogada

Após fazer a caveira de Juliette para Projota, Karol, Fiuk e João, Caio se dirigiu até o quarto da líder Sarah e foi super bem recebido pela paraibana, que ofereceu ao “amigo” comes e bebes. O rapaz, que parece ter sofrido um breve lapso de memória, decidiu fazer um alerta para a advogada. “Você sempre me clareou muito as coisas, eu vou te clarear uma coisa. Vou falar sozinho e não quero que ninguém me interrompa”, começou.

“Nós te conhecemos, você não tem maldade em nada que você fala, mas a sensibilidade e o carinho que nós temos por você é diferente do que os demais da casa, não que eles são piores que nós, cada um tem uma sensibilidade, cada um tem uma visão. Então tem algumas coisas que eu acho que você não deveria conversar com os outros, porque às vezes não vão interpretar como uma coisa natural. Tô falando isso de coração”, avisou.

Ele então disse que viu algumas pessoas da casa comentando sobre Juliette querer fumar e em seguida negar o cigarro, dando a entender que a defendeu durante o papo. “Os meninos comentaram que você queria ter fumado ontem. Aí ficaram sem entender porque você quis, e falou não sei o quê da sua mãe. Aí o João tava do meu lado e falou ‘ah, ela já me contou também’. Tá vendo como se a gente não tá ali pra explicar, podem achar que foi uma cena?”, ‘avisou’ Caio.

Juliette, então, falou sobre o acordo com a mãe, que após 20 anos parou de fumar. Entretanto, se ela visse a filha algum dia com um cigarro na boca, faria o mesmo. A sister nunca mais se permitiu tragar, por medo de que a mãe retomasse o vício.

A advogada então deu nome aos bois, e apontou Lumena como a responsável pela invertida durante a festa. “Entenderam tudo errado. Aí Lumena disse assim: ‘Pois eu fumo, porque quem paga minhas contas sou eu’. Aí quando ela deu essa alfinetada eu disse: ‘Pois eu não fumo porque quem paga minhas contas sou eu, e as da minha mãe também! Não quero o mau dela, então não vou fumar!’. Vem dizer que eu não fumo porque minha mãe me sustenta? Meu amigo, eu tenho trinta e um anos, sustento minha mãe, precisava dizer isso?”, desabafou.

Continua depois da Publicidade

“E você não quer que sua mãe volte a fumar, cara! Não pode deixar voltar, não!”, concordou Caio. “Vem jogar na minha cara que fuma porque se sustenta? Pra cima de mim? Sabe nem o que eu já passei na minha vida e o que eu já fiz pela minha família… Fiz um comentário. Eu não poder falar nada também é pau”, reclamou a paraibana. “O povo é maldoso”, continuou a sister. “É. Por isso mesmo cantei essa pedra. Tem hora que as pessoas procuram coisas pra rolar um voto e tal… E eu também não queria estar em um assunto em que você foi citada, comigo ali. Por isso estou te contando”, alegou o fazendeiro, que havia sido justamente quem levantou a pauta no grupinho.

Em seguida, Juliette mencionou outra ocasião em que foi injustiçada pelo julgamento alheio. A sister se lembrou de críticas feitas por Nego Di, ao dizer que nenhuma mulher foi comemorar a primeira liderança feminina no jogo – conquistada por Karol, na semana passada. Acontece que a paraibana foi a primeira pessoa a ir correndo pra janela do quarto do líder, pedir pra ver as fotos dos familiares da rapper. De dentro do quarto, Conká chamou aos demais confinados de “falsos”.

“São coisas assim, que as pessoas interpretam do jeito que querem, e que não é”, lamentou, dando de ombros. “Tá vendo como a inversão é ruim? Por isso que a gente tem que conversar. Agora, se eu quisesse que você se lascasse, estaria deixando você fazer bastante errado, mas não é por aí”, avisou Caio, por fim. Muy amigo!