BBB21: Justiça arquiva nove denúncias contra Karol Conká – saiba detalhes

Menos uma “dor de cabeça” para Karol Conká lidar fora do “Big Brother Brasil 21″… A Justiça do Rio de Janeiro resolveu acatar a recomendação do Ministério Público, e arquivou nove denúncias criminais feitas contra a cantora. De acordo com o site Notícias da TV, que teve acesso aos documentos, no período de 11 a 25 de fevereiro, os juízes da 1ª e da 2ª Vara Criminal de Jacarapaguá publicaram as decisões livrando a rapper de ações judiciais e de inquérito policial.

O comportamento polêmico de Karol, principalmente com Lucas Penteado e Juliette, fez com que ela virasse alvo de diferentes investigações pelo crime de injúria. As investigações do Ministério Público começaram no início do mês de fevereiro, quando ela ainda estava confinada dentro do reality show. O órgão recebeu 25 denúncias contra a ex-sister, que foram encaminhadas para as promotorias responsáveis.

Entre os principais episódios que motivaram as denúncias está o dia em que Karol chamou Lucas de “abusador”, e uma conversa dela sobre Juliette, que foi interpretada como xenofóbica por muitas pessoas aqui fora. Neste último caso, a própria equipe da artista admitiu que a fala foi problemática. “O uso foi equivocado e mostra que é necessária reflexão sobre falas aparentemente despretensiosas que podem carregar, de maneira aparentemente inocente, xenofobia e outros tipos de discriminação”, explicou em comunicado.

Continua depois da Publicidade

BBB21: Quem você quer que seja eliminado?

  • Lumena (62%, 50.427 Votes)
  • Projota (34%, 27.784 Votes)
  • Arthur (3%, 2.708 Votes)

Total Voters: 80.919

Vote

Carregando ... Carregando ...

A promotora Denise Pieri Pitta, da 1ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal da área de Madureira e Jacarepaguá, avaliou que a maioria dos relatos sobre Karol Conká são genéricos e sem imputação de um crime específico. “Nada impede que qualquer participante que se sinta ofendido, ao sair da casa, represente ao MP para que o órgão de execução com atribuição possa adotar as medidas cabíveis na análise do caso concreto”, destacou Denise em entrevista ao jornal Extra, no mês passado.

Público apontou xenofobia em fala de Karol Conká sobre Juliette. Foto: Reprodução/TV Globo

Segundo o Notícias da TV, a Justiça acatou os pedidos de arquivamento do Ministério Público. “Acolho a promoção ministerial pelas razões despendidas e determino o arquivamento do inquérito policial. Comunique-se. Ciência ao MP”, escreveu o juiz Aylton Cardoso Vasconcellos, titular da 2ª Vara Criminal, em uma de suas decisões. O magistrado foi responsável por quatro das nove denúncias arquivadas. As outras cinco foram determinadas pela juíza Raphaela de Almeida Silva, da 1ª Vara Criminal regional de Jacarepaguá.

Continua depois da Publicidade

Karol Conká também foi incluída em um inquérito instaurado pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), que avalia um possível caso de intolerância religiosa no “BBB 21”. A denúncia foi feita ao Ministério Público pelo deputado estadual Átila Nunes (MDB-RJ) contra a rapper, Projota, Lumena e Nego Di. Os quatro participantes citados relembraram uma conversa entre Lumena e Lucas Penteado, fazendo trocadilhos com o orixá Xangô. Para alguns espectadores, a fala teria ironizado a Umbanda – religião do ator. Vale lembrar que a psicóloga é adepta do Candomblé, também de matriz africana.