BBB21: Lumena e Caio discutem após desfile e “performance” de homens maquiados: “Para outros, é violência”; Fiuk chora e se arrepende — assista

Tarde agitada no “BBB 21”! Nesta quarta-feira (27), durante uma ação de merchandising, os homens da casa decidiram se maquiar e fazer desfiles, brincando como se fossem mulheres. Lumena ficou incomodada com a situação e acabou debatendo o assunto com Caio na cozinha. Em meio a essa história toda, teve chororô de Fiuk, ânimos exaltados e muita discussão.

Tudo começou quando os brothers foram maquiados pelas sisters, criaram nomes femininos para si mesmos, e fizeram um desfile no andar superior da casa, divertindo-se com essa performance.

Mais tarde, Lumena se deparou com Caio – conhecido por ter uma personalidade mais bruta – vestido como mulher e se apresentando como tal. “Quando eu vi a imagem, eu falei: ‘Pô, ele tá performando’. Ele tá performando a existência de muita gente que tá sendo assassinado por ter ido fazer um mercado, uma compra. Porque pra pessoa se sentir quem ela é, ela se constrói. Porque faz sentido pra ela se olhar no espelho e se ver: ‘Essa sou eu’”, explicou ela.

Continua depois da Publicidade

Lumena não se sentiu bem ao vê-los fazendo graça ao imitar o que muitas mulheres trans e travestis fazem para se sentirem bem, mas que, ao contrário deles, sofrem preconceito diariamente e acabam até mesmo assassinadas. “A performance aciona um gatilhão de tudo que já ouvi. Já vi muita história de criança, criança ‘viada’, começando a tomar remédio por ser diagnosticado com qualquer transtorno, só pelo fato dela ser uma criança que ia ser um ser humano transgênero”, acrescentou a psicóloga.

Fiuk vai às lágrimas ao entender ponto de Lumena

A história rapidamente se espalhou pela casa, e Fiuk ficou triste ao entender o ponto de vista de Lumena e sentir que ele poderia ter desrespeitado alguém. O brother pediu que Carla Diaz o ajudasse a retirar sua maquiagem e foi às lágrimas. “Eu me sinto muito mal de ter participado disso e ter ofendido qualquer pessoa de qualquer maneira”, declarou. “Eu gosto de cuidar tanto das pessoas… É horrível”, disse ele em outro momento.

Em outro momento, Fiuk continuou lamentando a possibilidade de ter desrespeitado alguém: “Não consigo matar uma formiga…”. Foi então que Karol Conká apontou: “É bom pro Brasil ver que tem pessoas que não tem essa maldade e vão na onda”. Durante a conversa, a rapper interpretou que não haveria problema em homens heterossexuais usarem as maquiagens. “A maquiagem é pra todes. ‘Ah, você é hetero? Não vai usar make, você não pode brincar’. Vocês não estão usando, se apropriando”, comentou.

Lumena e Caio abrem o jogo

Enquanto a história prosseguiu, Lumena e Caio decidiram conversar, momento em que a sister explicou o que lhe causou desconforto. “Sua brincadeira, em mim, tocou em um lugar muito violento. Eu sei que você não sabe, porque eu sei que você não tem amiga trans ou travesti… Então você nunca ouviu o que eu ouvi. A brincadeira, que poderia ter sido brincadeira, chegou grandão em mim”, iniciou.

Continua depois da Publicidade

Caio tentou se justificar dizendo já ter visto filhos de funcionários apanharem por serem gays, ao que Fiuk interrompeu: “Escuta ela”. Lumena, então, deixou óbvia a diferença na questão. “Gay é uma coisa, a travestilidade é outra”, pontuou. “O que você brincou hoje, para outras pessoas e outros grupos, o nome é violência”, comentou ela.

“Eu já ouvi muitos relatos de ação suicida, da pessoa desistir da vida, desistir do coração bater, porque em dado momento olhou no espelho e falou: ‘Essa pessoa não sou eu’. O que fez a pessoa se sentir humana foi pegar o batom e passar, o rímel, o cabelo”, continuou Lumena. “Quando você ouve de uma pessoa que ela desistiu de viver porque ela se permitiu a se montar e fazer um mercado, cotidiano, rotina, e voltar pra casa com uma dor só porque se montou? Voltar da padaria com um convite: ‘Você não faz parte disso aqui’. ‘Você é E.T.’. ‘Pega suas coisas e vaza’. Isso é forte, meu parceiro”, argumentou a psicóloga.

Caio tentou se defender dizendo que não conseguia perceber que isso poderia machucar alguém. “Não teve maldade, não teve intenção. Em momento nenhum eu pensei em homens que pegam os filhos pondo batom e colocando roupa de mulher, e quebram eles no pau”, disse ele, fazendo referência às cenas de ataques preconceituosos que diz já ter presenciado.

Continua depois da Publicidade

Por outro lado, o goiano pensou que se maquiar poderia passar uma mensagem às pessoas que o conhecem, desconstruindo essa ideia de preconceito. “Pensei que por eu ser fazendeiro e estar representando esse mundo aqui, os caras vão falar: ‘o Caio?!'”, completou. “Foi uma simples brincadeira… Eu queria deixar elas brincarem, queria ver como é que ficava”, mencionou.

Fiuk chora novamente

Fiuk pediu a palavra durante a discussão para se desculpar por ter participado da brincadeira do grupo, assumindo que homens brancos, héteros, cisgêneros, precisam ouvir e entender outras realidades menos privilegiadas. “Infelizmente, quem causa isso tudo – que é uma responsabilidade que você tem que assumir – são os homens brancos privilegiados, que vão atrás, que batem, que impõem. Mas a gente precisa ouvir”, ponderou ele.

O ator não conteve a emoção e chorou mais uma vez ao se arrepender da atitude. “A gente tem que entender a dor de todo mundo e escutar. A gente precisa entender nosso lugar de fala: a gente é homem, branco, hetero, privilegiado. Tô me sentindo muito mal de ter participado disso e de ter te ofendido de alguma maneira, Lu. Do fundo do meu coração, me desculpa por isso, Lu”, completou Fiuk.

Continua depois da Publicidade

Pouco depois, Caio prosseguiu defendendo que não queria ter ofendido ninguém e falou sobre suas origens, cercado do preconceito por parte de muitos de seus conterrâneos. “Eu sei que tem três pessoas na minha terra que não vão olhar mais na minha cara por eu ter usado maquiagem”, disse ele. “Eu venho de um meio muito diferente do seu – nem melhor, nem pior, diferente. Eu venho de um meio de machismo extremo. Extremo!”, contou ele. O sertanejo Rodolffo concordou: “É gritante [o machismo]… Porque a gente tá se desconstruindo desses rolês”.

Caio pede desculpas e agradece pelo “toque”

Depois de deixarem a cozinha, Caio e Lumena se acertaram sozinhos no quarto. Distante de todos, o brother pediu desculpas pelo modo de falar e agradeceu por ter tido a oportunidade de se explicar. “O que mais me deixou contrariado não foi você ter falado, não. Foi eu não ter tido a maturidade de ter visto que estava ofendendo outras realidades. Nunca passou pela minha cabeça”, justificou ele.

Continua depois da Publicidade

O fazendeiro também agradeceu pelo que Lumena lhe conscientizou. “Nesse minuto, eu sou melhor do que eu era a uma hora atrás e você me ajudou. Você me ensinou. Obrigado, de coração”, disse. Os dois se abraçaram, por fim, e Caio pediu para que eles seguissem amigos: “Não muda seu jeito comigo, não! Eu te admiro muito. E continua me ajudando”.

Debate divide opiniões na web

Muitos enxergaram diversos lados na história. Para alguns, a brincadeira proposta por Caio foi feita na inocência, sem que eles soubessem o que aquilo representaria. “Tô com dó do Caio, mano, ele foi na melhor das intenções e a Lumena foi militar em cima”, escreveu um perfil. “Caio ficou mal em saber que a Lumena não gostou do fato dos meninos terem se maquiado. Ele reconheceu que o lugar de onde vem tem uma cultura muito machista, mas que só quis brincar e fazer as meninas se divertirem. Tô triste por ele”, compartilhou outro.

Continua depois da Publicidade

Já alguns internautas ficaram ao lado de Lumena, afirmando que ela foi correta ao dialogar com o brother. “O que Lumena levantou é muito importante, pois ela vem de uma realidade onde enxergou de perto o sofrimento trans. Diferente do Caio, que nunca teve acesso a essas informações, e por não ter, acabou errando. E pra isso existe conversa, pra se permitir aprender com o outro”, comentou Caroline Lins.

“Caio parece estar disposto a ouvir e aprender, sabe, e isso é o mais importante. E a Lumena tava certa sim de ter chamado atenção, porque foi necessário, saca”, avaliou outra conta no Twitter. “A Lumena disse que perdeu amigos pro suicídio por não serem aceitos e serem ridicularizados. Por isso ela ficou tão abalada, não foi só por conta da minoria em geral, ela perdeu gente que amava”, opinou Madu.

Continua depois da Publicidade

Mas grande parte do público colocou a culpa do desentendimento nas fofocas da casa, que deram um desencontro de versões. “As fofoqueiras da Juliette e da Sarah não tinham que ter feito um caso e fofocado algo que era uma conversa séria”, irritou-se um espectador. A drag queen Duda Dello Russo também entendeu o lado de Lumena, mas notou que as coisas teriam sido diferentes sem disse-me-disse. “Tudo isso virou um auê por causa da fofoca de Juliette e Sarah. Se as duas não tivessem ido fazer leva e traz, muito provável que a Lumena, Fiuk e Caio teriam se entendido super bem com essa questão”, disse a artista.

Continua depois da Publicidade

Veja mais reações ao caso:

Continua depois da Publicidade

Continua depois da Publicidade