BBB21: Nego Di debocha de Gilberto por se considerar negro: ‘Parece um neandertal, é sujinho’; Mãe e equipe do economista dão resposta certeira

Na manhã dessa sexta-feira (5), Nego Di se juntou a Karol Conká, Lumena, Thais, Pocah e Carla Diaz no quarto colorido do “BBB 21”, e iniciou uma discussão sobre a etnia de Gilberto. O ‘comediante’ disse que, durante a festa “Herança Africana”, primeira da edição, Gil afirmou ser negro – o que o gaúcho, particularmente, discorda.

“Deu vontade de levantar e ir embora”, comentou Di, sobre a afirmação. “Eu nem quis discutir, porque eu tinha mais o que fazer, me divertir. Daí falei pra ele que ele era igual ao Projota”, respondeu a rapper. “Não, ele é mais claro”, interrompeu o brother. “Mas ele tem a arcada de negro. A cara de negro ele tem”, opinou Karol. “Pode dizer que é muçulmano, negro não”, insistiu o ‘humorista’. Em tom de deboche, a curitibana disparou: “Eu acho que negro mesmo é o Fiuk”.

Nego Di continuou com o discurso, invalidando a negritude de Gil: “Ele tem cabelo liso! Eu estava vendo isso na prova, e pensei: Quem é que disse pra esse cara que ele é preto, e ele acreditou? Porque não é possível ter coragem de falar aquilo que ele falou'”.

Continua depois da Publicidade

O participante então se lembrou de uma conversa que teve com os colegas de confinamento, na qual citava experiências que sofreu de racismo. “Antes da festa, de dia, quando a gente estava almoçando, estávamos falando: ‘Ah, porque passei por isso e aquilo’, e ele falou: ‘Ah, eu também passei por isso, na faculdade’, falando de racismo. Só que eu não tinha entendido que ele se considerava preto, mas na festa, ele falou pra mim: ‘Não, Di, eu sou preto!’. E eu fiquei: ‘Mas tu é preto, é? Eu não sabia!'”, relatou, aos risos.

“Ele falou pra mim na festa também, aí eu falei para ele: ‘Relaxa, não dê bola. Sempre vai ter alguém falando que você é branco, vai ter gente falando que você é preto. Eu só queria curtir a festa da África, vou ficar debatendo se ele é preto ou se ele é branco?”, declarou Conká.

Na sequência, o tom da conversa mudou, e Gil virou motivo de “chacota”. “Ele é um pouquinho sujinho. Se ele se esfregar bem… Se esfregar de esponja com aquelas buchas que a gente toma banho… Se esfregar bem, fizer um acabamento naquele cabelo dele, passar um gel…”, dizia Nego Di, quando foi interrompido pela rapper. Meu Deus!

“Mas e a arcada pra frente?”, questionou ela. “Tem vários tipos de branco, gente. Ô meu pai, não confunde”, interferiu Lumena. “Mas quem disse que negro tem que ter a boca cansada assim que nem a dele?!”, disparou o humorista, tirando risadas da psicóloga. “Para! Mas olha aqui, é a mesma arcada da Amy Winehouse, e ela era branca”, argumentou Karol. “Mas o que tem a ver? Agora porque o cara parece um neandertal, ele tem que ser negro?”, devolveu o gaúcho.

A conversa se encerrou com o trio tirando sarro da situação. “Eu não sei, só sei que ele é negro. Vamos falar que ele é negro e pronto. Deixa ser negro”, comentou Conká. “A gente opera aqui na autodeclaração”, afirmou Lumena. “Ai gente, eu quero que vocês enxerguem em mim uma ruivisse. Eu sou ruiva!”, ironizou a cantora. “Eu sou verde! Eu sou arco-íris”, debochou a baiana. Assista:

Di continuou alimentando tal assunto por horas. Mais tarde, em conversa com Projota e Arthur, o comediante voltou a falar sobre a declaração de Gil na festa. “Outra coisa que eu estava brincando lá no quarto. A gente estava lá na festa falando sobre questões raciais, aí o Gil entrou na conversa e começou a falar: ‘Ah, eu sei bem como é isso, porque eu já sofri preconceito’. Daí eu olhei tipo: ‘Oi? Como assim você já sofreu assim?’ Aí ele: ‘Ah, é que eu sou preto'”, contou. “Ele fica falando que ele é preto! Esquisito esse bagulho”, opinou Projota, antes que as câmeras fossem redirecionadas para outro cômodo.

Equipe de Gil e mãe do economista se manifestam

A assessoria de Gil emitiu uma nota nas redes sociais do pernambucano, repudiando o caso. “Segundo o IBGE, a população autodecretada negra e parda do Brasil soma mais de 56%. Gilberto se declara, se considera e se reconhece como negro. Nessa madrugada, tivemos a infelicidade de assistir a participantes invalidando sua cor (achando que eles são os detentores do poder de dizer quem é negro ou não), o chamando de ‘sujinho’, de ‘neandertal’, falando que ele deveria se esfregar com uma bucha e dar um jeito no cabelo”, começou o texto.

Continua depois da Publicidade

“Tivemos que ouvir a invalidade da autodeclaração: ‘Quero que vocês enxerguem em mim que eu sou ruiva, eu sou verde’, debochando e anulando toda uma luta a respeito da aceitação do negro, seja qual for o tom de pele negra. Sabemos que a construção do que é ser negro no Brasil ainda é muito confusa, principalmente quando se trata de pessoas negras de pele clara. Entretanto, a discussão sobre o colorismo não pode ser feita com base no gostar ou não de alguém”, continuou.

Por fim, os administradores do perfil lamentaram que o assunto tenha se tornado pauta na casa. “É duro de assistir e de engolir. Mas acreditamos que possamos refletir a partir dela sobre pautas ainda tão pouco discutidas e muito importantes para a união e fortalecimento da população negra brasileira. O Gilberto representa uma parcela importante e significativa da sociedade e merece respeito por tudo que ele é e representa”, encerrou o comunicado.

A mãe de Gil, dona Jacira, também fez um desabafo em suas redes. “Infelizmente, hoje eu tive o desprazer de assistir a alguns participantes do ‘BBB21’ hostilizando meu filho Gilberto. Chamar meu filho de sujo e chupa cabra foi degradante. Ele tem orgulho de sua cor e raça. Nunca esqueceu suas origens. Um rapaz com a cabeça sensata. Pensa com coração e não tem maldade, mas aprendeu a identificar a maldade de perto de alguns participantes do reality”, escreveu.

“Todavia, é muito homem para enfrentar as cobras peçonhentas. Acordou para o jogo e sabe muito bem quem são boas pessoas lá dentro. Respeita o ser como deve ser respeitado. Gilberto é meu orgulho de coração puro e por ser um grande pensador”, concluiu.

 

O caso repercutiu negativamente nas redes e muitos internautas saíram em defesa de Gilberto. “Nego Di, Conká, Lumena e até Projota debatendo (e pior, debochando) sobre a negritude do Gil agora que não o enxergam como tão aliado assim. Na conversa um até debochou ‘o Fiuk é mais preto que ele’. É nessas horas que vemos como a política de embranquecimento do país deu certo”, escreveu a cientista política Nailah Neves. “Ninguém questiona a cor do Projota porque ele é famoso, mesmo ele sendo do mesmo tom de pele do Gilberto. Nego Di e Karol Conká um poço de ruindade”, disparou outro internauta. Veja mais reações: