Fotojet (22)

BBB22: Eliezer revela história bizarra e hilária de sexo a três e cinta peniana, e deixa brothers chocados com desfecho: ‘Gritei socorro!’; assista

Eliezer deixou os colegas boquiabertos ao falar sobre uma experiência sexual inusitada que viveu durante uma viagem

O “BBB 22” nem bem começou, mas os participantes parecem já ter criado certa familiaridade uns com os outros. Eliezer, por exemplo, se sentiu mega confortável e, durante a madrugada (20), divertiu os colegas ao contar uma história pra lá de íntima envolvendo uma experiência sexual curiosa…

O empresário lembrou da vez que conheceu uma moça em um aplicativo de relacionamento durante uma viagem. Segundo ele, a mulher era “capa de revista” e o encontro foi marcado para o mesmo dia. Ao chegar no local, entretanto, Eli se deparou com a moça e mais um homem, que pensou ser algum amigo da pretendente – só que não. Com o desenrolar da conversa, o designer entendeu que os dois eram um casal adepto ao poliamor.

Continua depois da Publicidade

Esse detalhe, inclusive, estava explicito na biografia da moça no aplicativo, mas Eliezer não chegou a ler. “Pensei ‘o que estou fazendo aqui’?! Aí ela disse: ‘A gente chama as pessoas aqui pra fazer amizade’. E eu falei: ‘Mas são três da manhã! Vocês fazem amizade três da manhã?!’ Aí o cara falou: ‘Aqui a gente é poliamor'”, relatou o brother, que chegou a pesquisar rapidamente sobre o assunto na internet para entender do que se tratava.

Com consentimento do outro rapaz, Eli então combinou que manteria relação só com a mulher. Acontece que enquanto o empresário praticava sexo oral na moça, o marido dela surgiu nu no quarto e começou a dar coordenadas para a relação dos dois. “Ele dava ordem para a mina dele fazer coisas comigo. Faz isso, aumenta, diminui, troca de posição”, lembrou o participante.

A história, então, foi atingindo seu clímax. Eliezer continuou com a relação até que o outro rapaz pediu para ele tirar o preservativo. Desconfortável, ele se recusou e preferiu ir embora. O que o brother não esperava, entretanto, era que a moça surgisse com uma cinta peniana e o casal continuasse o sexo ali, com ele trancado no quarto.

“Eu estava no sofá sem roupa, a menina levanta, lentamente coloca uma cinta nela, ele vira e ela começa nele, PÁ. Eu no sofá pensei assim ‘vou ser o próximo’. Já comecei a pegar minha roupa, coloquei minha bermuda, nem a blusa coloquei e fui em direção a porta. Deixei ela comendo ele. Quando fui abrir a porta, cadê a chave? Tiraram. Pensei ‘meu Deus, é isso, eles me drogaram e vão me comer’. Comecei a ficar nervoso, fiquei com medo”, disse, prendendo a atenção dos colegas.

Ao perceber que não tinha como sair do apartamento e sem conseguir interromper o casal que continuava o ato, Eli decidiu gritar por socorro. “Eu perguntava onde estava a chave e eles não me respondiam, aí falei ‘eu vou gritar’. Coloquei a boca na porta e gritei ‘eu preciso de ajuda!’ Aí na hora eles pararam. Mas a história termina de uma maneira trágica”, avisou o designer, atiçando a curiosidade dos demais confinados.

Acontece que em meio a toda essa confusão, uma criança apareceu no cômodo onde rolava o sexo! “Nesse momento que eu grito, sabe o que acontece?! Vem uma menininha, que deveria ser filha dele, entra na sala e vê aquela cena. Eles me levaram pra um apartamento com uma criança! Tem noção?! Na hora do meu grito, acho que ela acordou, foi pra sala e pegou aquela cena. Aí a mulher correu pra levar a criança pra dentro e o cara tirou a chave da porta de dentro da calça dele e me deu”, encerrou Eli, deixando todos chocados.

Assista: