Fotojet (15)

BBB22: Jessilane chora ao discutir com Scooby, e surfista reclama: “Tentou criar um monstro meu”; assista

Os dois participantes se desentenderam ao falarem sobre estratégias de jogo e o que foi dito no último “Jogo da Discórdia”

Mais um “Jogo da Discórdia” rendendo DRs dentro do “BBB 22”! Nesta terça-feira (22), Jessilane, que tem sido vista com maus olhos por integrantes do quarto Grunge por se negar a fazer parte das estratégias de voto em grupo, tentou acertar os ponteiros com Pedro Scooby. No entanto, depois do surfista ter apontado que a professora não ganharia o programa na dinâmica de ontem por ser influenciável, a conversa ganhou um tom mais tenso e os dois terminaram bem longe de um lugar de reconciliação.

Logo no início, Pedro explicou que via a sister como alguém influenciável por encontrar motivos para votar em Douglas Silva, mesmo os dois sendo próximos um do outro. “A partir do momento que você me respondeu falando que o DG que é um cara que você tinha tido intimidade, que você tinha trocado, que você tinha tido conversas com ele, você falou que tinha que encontrar motivos nas pessoas para votar. Em vez de resolver…”, afirmou o surfista.

Jessi contrariou o colega, lembrando que nunca tinha votado no ator. “Eu usei isso para falar no ‘Jogo da Discórdia’. Mas eu nunca votei no DG. O DG nunca foi opção de voto para mim […]. Desde o início do jogo e ainda não é”, defendeu-se. “No ‘Jogo da Discórdia’ que eu fui contra o DG, foi por conta de uma situação que ocorreu entre eu e ele, que um momento ele falou pra mim que não ia falar sobre jogo e duas semanas depois ele me ofereceu informações sobre o jogo do Tiago. E isso na minha cabeça não fez sentido”, completou na sequência.

Continua depois da Publicidade

Conforme a conversa foi passando, o tom entre os dois participante foi ficando cada vez mais hostil. Em certo momento, Scooby relembrou a aproximação de Jessilane com DG na primeira semana, quando o ator foi líder. “Você foi atrás dele quando precisou”, acusou o brother. “Eu não fui atrás dele quando precisei, não fui!”, rebateu a professora. “Eu vi essa cena acontecendo!”, garantiu Pedro. “Você entende o contexto? Por que eu fui atrás do DG?”, indagou a jovem. “Interesse! Na primeira semana foi! Ele era o líder, ele ia te indicar”, recordou o participante.

Os dois, então, focaram na proposta que Douglas Silva fez para Jessi se unir aos moradores do quarto Grunge, e assim emparedar alguém que não fosse ela ou Natália, algo que estava acontecendo de forma recorrente — e se repetiu nesta semana, mas a professora escapou na prova “Bate e Volta”. “[O DG me falou:] ‘Vamos proteger a Jessi e a Natália’. Não foi vamos proteger o Arthur, o P.A., o Gustavo. A ideia era vamos proteger a Jessi e a Natália, [porque ele falou] que são pessoas que eu gostaria de ver na final”, explicou o surfista.

A goiana deu sua visão para não ter aceitado a proposta de votação. “Você [Scooby] sempre foi minha opção de voto e eu não acho coerente comigo me aliar a uma pessoa que eu voto. Segundo, um dos votos que me levou ao paredão foi o P.A., então não acho justo me aliar com uma pessoa que não quer que eu esteja aqui, porque se você vota em mim, você não quer que eu esteja aqui. E terceiro, a outra pessoa que estava no grupo [pra se proteger] era o Arthur. Uma pessoa que um dos votos me levou ao paredão e ainda não me sinto segura a ponto de me aliar”, argumentou.

Continua depois da Publicidade

“Então, por que na minha perspectiva isso não deu certo…”, começou Jessi, antes de ser cortada. “Porque são pessoas que você ataca! Quem começou atacando foi você em todas [as vezes]”, exclamou Scooby. A sister demonstrou indignação e recordou: “Pedro, você votou em mim na primeira semana também!”. O brother, no entanto, negou. “Ah, votou não! Pedro, em quem você votou na primeira semana? Eli e Jessi!”, relembrou a participante, fazendo com que o surfista concordasse. “Então pronto, eu te ataquei porque você me atacou”, adicionou.

A longa discussão ainda passou por outros pontos sobre as visões que cada um tinha sobre o outro no jogo, mas acabou chegando num lugar um tanto quanto inesperado. No “Jogo da Discórdia” de ontem, Pedro Scooby citou a profissão de Jessi ao dizer que ela não ganharia o reality show. “A gente tá em uma casa, em um jogo e, em alguns momentos, acho que ela se apoia em algumas outras opiniões e não tem o seu lugar, ali. No caso, você é uma professora, né? Que é uma das profissões mais lindas e nobres que existem. Mas ‘tamo’ aí”, disse na ocasião.

Na DR de hoje, Jessi abriu o coração e ficou emocionada ao falar o quanto ficou incomodada com o comentário. “O fato de eu ser professora e meu comportamento aqui dentro do jogo não diz respeito, porque são coisas diferentes. A Jessilane que entra numa sala de aula não é um terço do que eu faço aqui. Aqui eu tô vivendo o jogo, lá dentro da sala de eu tô vivendo a minha profissão”, falou.

Continua depois da Publicidade

Pedro disse que o sentido da sua fala era um conselho para a sister trazer características enquanto professora para sua atuação na disputa pelo prêmio de R$ 1,5 milhão. Mas Jessi não quis saber… “Não aceito você associar a minha profissão, o que eu faço lá fora, pra uma realidade que acontece dentro de um jogo. Não tem nada a ver! Eu nunca ataco ninguém com coisas da vida”, alegou. “Você tá se vitimizando pra mim? É isso? Você me chamou pra se vitimizar”, reclamou Scooby, acusando a colega de já ter feito ataques contra ele.

Mágoas e mais mágoas

Se o intuito da conversa era criar uma relação mais saudável, parece que Jessi e Scooby conseguiram exatamente o contrário. Em situações diferentes, o surfista acusou a sister de sair da conversa chorando para deixá-lo com uma imagem de “escroto, que a maltratou, e ela ficou com imagem de santa”. Na academia com Paulo André, ele contou sobre como encarou a parte em que a goiana trouxe sua profissão de professora para a conversa. “Ela criou uma coisa e começou a se colocar em um lugar para mim, mano, como se eu estivesse agredindo ela”, disse.

O brother ainda afirmou ter pedido desculpas. “[Eu falei:] ‘Peço desculpa que te magoei, mas, você poderia ter chegado para mim, em vez de ter criado um show, e falado: Pô, Pedro, não faz mais essa comparação’. Começou a criar um show, gesticulando. Falei: ‘Não, pô, está tranquilo’. Se não quiser, não faço mais e está tranquilo”.

Continua depois da Publicidade

Paulo André seguiu ouvindo o amigo e concluiu: “Mano, parece que ela está querendo te colocar em um lugar de um otário”. “Ela tentou criar um monstro meu. Ela tentou ficar criando um monstro meu, como se eu tivesse sido um cara que queria me aproveitar dela. Eu nunca quis me aliar [com ela], o DG que ficou pedindo. Isso que é a parada”, declarou Pedro Scooby. 

Do outro lado, Jessilane foi para o quarto Grunge e caiu no choro. “Ai, que ódio!”, confessou a professora de biologia. Após ser questionada por Linn da Quebrada sobre o que havia acontecido, a goiana afirmou: “Tá de boa. Eu vou dormir, e depois eu vou lá pra fora”. A cantora ainda tentou insistir para a amiga desabafar, mas ela continuou em silêncio.