Vencedora do BBB, Cida conta como perdeu todo o prêmio de 500 mil reais e mostra quitinete simples onde vive hoje; assista

Que triste! Quem aí se lembra da Cida, vencedora da quarta edição do BBB, em 2004? Depois de 15 anos, a ex-babá rompeu o silêncio e contou sua história no programa “Domingo Show”, exibido ontem (01), pela Record TV. Emocionada, ela mostrou sua humilde residência e explicou como perdeu a quantia de R$500 mil que ganhou no reality.

Depois de fazer uma pequena tour pela casa de dois cômodos que está terminando de construir, Cida bateu um papo com o apresentador Geraldo Luís e revelou a sequência de golpes que sofreu, após virar fiadora de uma ex-assessora e se ver obrigada a gastar grande parte do dinheiro acumulado.

“Conheci uma pessoa, que se dizia assessora, e ela pediu pra ser fiadora de uma casa dela no Recreio [Rio], afirmou, sem segurar as lágrimas. “Resumindo tudo, essa pessoa não pagou o aluguel da casa em que ela estava. Me colocaram na Justiça e negociei com a dona da propriedade. Gastei um dinheirão na reforma da casa da mulher. E o acordo dela foi tirar meu nome do processo. Gastei o restante do dinheiro que tinha e ela não tirou. Fiz a reforma da casa dela e ela agiu de má-fé“, lamentou.

Acreditando que teria seu nome retirado do processo, Cida penhorou o único imóvel que havia comprado para si própria com o prêmio do programa – uma casa em Mangaratiba (RJ) com piscina, varanda, dois quartos e uma ampla sala – para poder arcar com os custos na Justiça.

Além disso, a ex-babá também precisou gastar muito com advogados depois que um ex-companheiro entrou com pedido na Justiça, tentando obter metade do prêmio da moça. Cida, por fim, ainda ajudou financeiramente alguns parentes e amigos.

Hoje ela vive de forma muito humilde com a família, sustentada pelo marido motoboy, que ganha cerca de R$ 1.500 por mês, segundo o UOL. A ex-milionária divide uma quitinete com mais dois filhos, frutos de um antigo relacionamento, que recebem pensão. Sem um emprego fixo, ela contribui com o orçamento da casa vendendo bolos em potes.

“Eu fico triste porque foi um investimento que fiz pro futuro dos meus filhos. Ainda que o dinheiro acabasse, eu tinha um imóvel, né? Meu maior sonho é recuperar minha casa. É até difícil passar em frente dela. Fiquei um ano sem passar lá. Agora já consigo passar na rua. Só a sala da minha casa era maior que esses cômodos daqui”, concluiu, muito abalada. Assista ao vídeo abaixo: